A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Linfa
Aldeinha
Itaquaciara
...

Mairinque-Santos - 1937
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1998
...

 
E. F. Sorocabana (1932-1971)
Fepasa (1971-1998)
ALDEINHA
Município de Itapecirica da Serra, SP
Mairinque-Santos - km 50,000 (1934)   SP-0884
Altitude: 942 m   Inauguração: 11.06.1932
Uso atual: moradia (2006)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1936
 
 
HISTORICO DA LINHA: Projetada desde 1889, a Mairinque-Santos, linha que quebraria o monopólio da SPR para ligar o interior ao litoral foi iniciada em 1929 e terminada em 1937, com a ligação das duas frentes, uma vindo de Santos e outra de Mairinque. É uma das obras ferroviárias mais reportadas por livros no Brasil. Já havia, no entanto, tráfego desde 1930 nas duas partes, e o trecho desde Santos até Samaritá havia sido adquirido em 1927 da Southern São Paulo Railway, operante desde 1913. Com o fim da Sorocabana e a criação da Fepasa, em 1971, a linha foi prolongada até Boa Vista, no fim dos anos 80 (retificação do antigo ramal de Campinas). Houve tráfego de passageiros entre Mairinque e Santos até cerca de 1975, e mais tarde entre Embu-Guaçu e Santos, até novembro de 1997. A linha opera até hoje sob a administração da Ferroban.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Aldeinha foi construiída inicialmente em madeira, e foi substituída pela atual, de alvenaria, em 1936. Em 1934, foi classificada como posto telegráfico de categoria A (*). "Até meus 10 anos de idade, meus avós mantiveram um sítio na região de Aldeinha. Depois que meu avô morreu minha avó vendeu o sítio e só me restaram as lembranças, todas lindas, desse lugar cercado de mata e cheio de gente simples, boa e humilde. Eu me lembro de brincar na estação de trem quando era pequena, descalça, pisando nos trilhos e na areia que tinha ao lado. Penso ainda em um dia retornar a este local, tirar muitas fotos e matar um pouco da saudade. Indo até a parte de trás do terreno do sítio,dava pra ver o trem passar e ouvir o barulho. Era tudo muito bonito e seu site resgatou lembranças. Achei por acaso, a única informação que dispunha para achar algo referente ao local era de que fazia a ligação ferroviária São Paulo-Mairinque. Meu avô, o mesmo do sítio, trabalhou em estações ferroviárias também, assim como o pai dele. Aldeinha era para mim um lugar sem nome, como se não passasse de um sonho onde passei a melhor época da minha vida" (Desirée Santiago, 2006). Está situada ao lado esquerdo da BR-116, que liga São Paulo a Curitiba, mas em nível mais baixo, não podendo ser vista da estrada. Nos seus pátios, como em Caucaia e Embu-Guaçu, havia, pelo menos até 1998, sempre uma quantidade imensa de comboios aguardando em seus desvios para prosseguimento. Em 2004, "seu pátio continua ativo fazendo cruzamento de trens várias vezes por dia e transportando soja para o porto de Santos. A estação está bem conservada, morando uma familia nela. A placa sentido Caucaia caiu" (Décio Marques, 04/2004). ENTRE ALDEINHA E CAUCAIA DO ALTO, ALÉM DA PARADA LINFA, HÁ 3 TÚNEIS. VEJA-OS AQUI (POR RICARDO KORACSONY)

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1934 - Construção de cozinha na casa do portador


ACIMA: Em novembro de 2007, o movimento do pátio de Aldeinha continua grande. Esta bela fotografia mostra uma locomotiva da ALL, ainda com a pintura da Ferronorte, chegando ao pátio da estação, sentido Mairinque-Evangelista de Souza (Foto Ricardo Koracsony). ABAIXO: Túnel próximo à estação de Aldeinha, em Itapecerica da Serra (Foto André Gehringer, janeiro de 2016).

* Segundo o Relatório Anual de 1934 da EFS, "à categoria A ficaram pertencendo os diversos postos que funccionavam como si fossem estações de 4a classe, isto é, onde, além do serviço de trens, havia venda de bilhetes, despachos de encommendas, bagagens, mercadorias, animaes, valores e serviços telegraphico, em trafego proprio e mutuo, com os fretes calculados pela propria distancia".

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Carlos R. Almeida; André Gehringer; E. F. Sorocabana: Relatórios anuais, 1920-69; FEPASA: Relatório de Instalações Fixas, 1986; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Aldeinha em 1976. Foto Emerson Gonçalves

A estação de Aldeinha em 19/08/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação de Aldeinha em 10/2002. Foto Adriano Martins

Placa da estação de Aldeinha em 10/2002. Foto Adriano Martins

Pátio da estação de Aldeinha em 10/2002. Foto Adriano Martins

A estação em 05/2006. Foto Ricardo Koracsony

A estação em 11/2006. Foto Ricardo Koracsony
   
     
Atualização: 16.02.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.