A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Barra Feliz
Santa Barbara
Costa Lacerda
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Central do Brasil (1912-1975)
RFFSA (1975-1996)
SANTA BÁRBARA
Município de Santa Bárbara, MG
Ramal de Nova Era - km 658,736 (1960)   MG-0139
Altitude: 721 m   Inauguração: 01.08.1912
Uso atual: em restauração (2008)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de São José da Lagoa foi construído por uma tal Companhia Estrada de Ferro Espirito Santo a Minas, que em 1908 se chamava "Estrada de Ferro Sabará a Santa Bárbara". A Central não menciona a encampação em seus relatórios, fato ocorrido algum tempo depois, quando o ramal passou a ser chamado de Ramal de Santa Bárbara e depois de Ramal de Nova Era, seu ponto final mas também ponto de ligação com a E. F. Vitória a Minas, a partir de 1936. A EFVM começou a circular no ramal já nos anos 40, surgindo daí as intrigas entre as duas empresas quanto à questão dos limites de operação de cada uma. Nos anos 1980 a CVRD, dona da EFVM, iniciou planos para construir uma linha inteiramente nova entre Costa Lacerda e Sabará. Em 1982 iniciaram-se as obras de construção da primeira etapa desta variante, que, em 1988, foi inaugurada, fazendo o trecho de Sabará a Henrique Fleiuss da antiga Central ser totalmente erradicado pela RFFSA. No início dos anos 1990, a CVRD iniciou a segunda fase da construção da variante, entre o Pátio 6 (Henrique Fleiuss) e Costa Lacerda, aberta em 1996. O que assegurou definitivamente a preservação da linha nesse segundo trecho foi a iniciativa de preservá-lo para fins turísticos. MAIS INFORMAÇÕES
 
A ESTAÇÃO: A estação de Santa Barbara foi inaugurada já pela Central do Brasil, em 1912.

"Construção elegante, está situada na parte baixa da cidade que lhe deu o nome (...) a estação serve ao Nucleo Colonial Brucutu" (Max Vasconcellos, 1928).

Até meados dos anos 1930, foi a ponta de linha do ramal, que então foi prolongado até Nova Era, encontrando-se com a E. F. Vitória a Minas.

A estação, que, como pode ser visto nas fotos abaixo, perdeu sua torre e está fora da linha da CVRD desde 1997, com a construção da variante de Costa Lacerda. A linha original, no entanto, ainda está ali nesse trecho.

A abertura ao tráfego em 1996 da variante fez com que a linha velha entre Henrique Fleiuss e Costa Lacerda fosse gradualmente abandonada pela Vale.

O trem de passageiros continuou a circular pela linha de Santa Barbara até 1997, quando fez sua última viagem. Mas alguns cargueiros ainda continuaram a circular, principalmente os de pequeno porte que faziam manobras com vagões entre Costa Lacerda e os pátios da variante nova.

Em 1998, um problema estrutural na ponte sobre a represa do Peti, em Santa Bárbara, fez com que o tráfego voltasse temporariamente à linha velha, mas o que assegurou definitivamente a preservação da linha nesse trecho foi a iniciativa de preservá-lo para fins turísticos, quando se criou o projeto Trem do Ouro - mais tarde transferindo a outras regiões por influência política. Isto assegurou a linha no trecho da serra de Barão de Cocais até Costa Lacerda.

A estação encontrava-se no final de 2008 em restauração. O prédio, que havia sido modificado principalmente em sua parte superior, com a perda das torres e a colocação de um novo telhado, estava sendo restaurado de forma a voltar a ser o que era em 1957.

AO LADO: Só um trem misto para o ramal em 1917 (O Estado de S. Paulo, 7/9/1917).

ACIMA: Mapa de 1948 mostrando a linha na região de Santa Barbara. A estação e a cidade aparecem à esquerda no mapa. PARA VER UMA AREA MAIOR CLIQUE SOBRE O MAPA (Arquivo Publico Mineiro).
AO LADO: Choque de trens na estação de Santa Barbara em 1939 (O Estado de S. Paulo, 21/6/1939).

ACIMA: Mapa da linha no município de Santa Barbara, em 1922, mostrando ainda desenhos da estação e da ponte na época. Notar que a estação ainda tinha suas torres (Acervo Ralph Mennucci Giesbrecht). ABAIXO: Trem da Central na plataforma da estação de Santa Bárbara, em 1953 (Acervo CVRD).
(Fontes: Carlos Latuff; Pedro Paulo Rezende; José Emilio Buzelin; Wanderley Duck; Denio Cassini; Acervo CVRD; O Estado de S. Paulo, 1917 e 1939; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Communicação, 1928; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1958)
     

A estação de Santa Barbara em 1953. Na foto, sr. Mussolini Cassino, o primeiro de uniforme da esquerda para a direita. Acervo Denio Cassini

A estação em 1956. Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1958

A estação de Santa Barbara, já sem suas torres, em 12/1996. Foto José Emilio Buzelin

Estação de Santa Barbara, em 2005. Acervo Wanderley Duck

Estação de Santa Barbara, em 2005. Acervo Wanderley Duck

A estação em obras de restauração, em 6/12/2008. Foto Pedro Paulo Resende

Plataformas de embarque na estação de Santa Barbara em 27/2/2010. Foto Carlos Latuff
   
     
Atualização: 24.06.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.