A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Tracunhaém
Nazaré da Mata
Junco
...

Linha Norte - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
Great Western (1882-1950)
Rede Ferroviária do Nordeste (1950-1975)
RFFSA (1975-1996)
NAZARÉ DA MATA
Município de Nazaré da Mata, PE
Linha Norte - km 73 (1960)   PE-3183
Altitude:   Inauguração: 15.09.1882
Uso atual: abandonada   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha que originalmente unia a estação de Brum, no Recife, a Pureza, próximo à divisa entre Pernambuco e Paraíba, foi aberta de 1881 a 1883 pela Great Western do Brasil, empresa inglesa que tinha a posse e a concessão da E. F. Recife ao Limoeiro. Esta linha avançou até Pilar, na antiga E. F. Conde D'Eu, incorporada à GW em 1901, onde sua linha, aberta em 1883, entre outros ramais, avançava até Nova Cruz, já no Rio Grande do Norte e da E. F. Natal a Nova Cruz, que também passou à GW, na mesma época. Para ligar estas duas últimas, a GW construiu em 1904 um trecho de 45 km, formando então o que veio a ser chamado de Linha Norte. Quando ocorreu a venda da GW para a Rede Ferroviária do Nordeste, no entanto, o trecho do RN já não mais pertencia à GW, mas foi incorporado à RFN, e em 1957 tudo isso foi uma das formadoras da RFFSA. A linha está ativa até hoje sob o controle da CFN, que obteve a concessão da malha Nordeste em 1996, mas trens de passageiros não circulam mais por essa linha desde os anos 1980.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Nazaré foi inaugurada em 1882 (Cyro Deocleciano, em seu livro, cita a data de 20 de fevereiro, enquanto o Guia Geral de Estradas de Ferro de 1960 cita o dia 24). Era, na

ACIMA: A parte central e leste do município de Nazaré da Mata nos anos 1950. A linha da RFN que corre de sul a norte é a Recife-Natal. Ainda podem se ver duas outras estações do município, Tracunhaém (ao sul) e Junco (ao norte), e três ferrovias de usinas: um trecho da Usina Paulista (ou Timbó), no extremo sudeste; a noroeste, trechos da ferrovia de outra usina, a E.F. Matari, entrando no município de Goiana; e uma terceira, também a noroeste, e que acompanha o rio Caraú (e depois, em Goiana, o rio Tracunhaem). (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, volume IV, 1958). ABAIXO: Em 1916, o trem parte para o Recife (O Malho, 11/3/1916).
época, a ponta de um ramal que partia de Carpina; o tronco seguia para Limoeiro. Mais tarde, inverteu-se a importãncia de ambas as linhas, e o tronco passou a ser o que se dirigia para a Paraíba, e Nazaré passou a fazer parte dele. Nos anos 1940, a estação passou a se chamar Nazaré da Mata. "A estação de Nazaré é hoje ponto de apoio do pessoal de manutenção de via permanente que cobre o trecho de Carpina até Rosa e Silva. Mas o desvio do pátio a frente da estação está tão esquecido que os dormentes apodreceram e não suportaram nem o meu peso andando sobre eles. Triste ver esse descaso até em um trecho operacional. Só a via principal recebe manutenção. Ela também demonstra ter sido muito importante para a cidade devido ao porte de seu pátio" (Sydney Correa, 01/2009). Porém, o prédio da estação está abandonado. O pessoal da CFN usa alguma outra instalação para o apoio.
(Fontes: Sydney Correa; Daniel Gentili; O Malho, 1916; Cyro Deocleciano Pessoa Jr., Estudo Descriptivo das Estradas de Ferro do Brasil, 1886; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, volume IV, 1958; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-82; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Nazaré da Mata em janeiro de 2009. Foto Sydney Correa

Estação de Nazaré da Mata em janeiro de 2009. Foto Sydney Correa
     
Atualização: 28.03.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.