A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Miranda Azevedo-nova
Itatinga
Engenheiro Vazques
...

Tronco EFS - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2015
...
 
E. F. Sorocabana (1953-1971)
FEPASA (1971-1998)
ITATINGA-NOVA
Município de Itatinga, SP
Variante Botucatu-Avaré - km 304,106   SP-2071
Altitude: 813 m   Inauguração: 01.09.1953
Uso atual: demolida em 1995   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1989? (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A variante Botucatu-Avaré foi entregue em 1953, e ligava a estação de Rubião Júnior à estação de Juca Novais inicialmente, com a estação nova de Avaré sendo entregue alguns anos depois. Várias estações foram construídas no trecho, todas de madeira. O trecho do tronco original entre essas estações foi suprimido ao mesmo tempo que o novo, bem mais curto, foi entregue. Ele hoje é parte do tronco da antiga Sorocabana, que deixou de ter trens de passageiros a partir de 16 janeiro de 1999.
 
A ESTAÇÃO: Em 01/09/1953, com a modificação do traçado da linha-tronco, entre Rubião Jr. e Juca Novais, a estação passou a fazer parte do tronco e o antigo ramal de Itatinga foi extinto. Com essa modificação, um novo prédio foi construído, em local diferente do da antiga, para a estação, e de madeira, como o antigo, segundo relatos e como todas as estações que foram construídas na variante inaugurada nesse ano. Esse novo prédio tinha no projeto o nome de "estação 3". Em 1988, o prédio ainda existia, mas, pouco tempo depois, foi destruído por um incêndio. A FEPASA, então, construiu uma estação nova, de alvenaria, a uns 200 metros da anterior, segundo Stenio Gimenez; esta acabou por ser demolida cerca de sete anos mais tarde, dando lugar a uma plataforma com cobertura simples, símbolo do descaso da FEPASA com seus passageiros. Trens passaram por ali até 15 de janeiro de 1999. (Veja também ITATINGA-VELHA) CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR A ESTAÇÃO VISTA DO SATELITE

ACIMA: Mapa mostrando a linha nova e a velha da Sorocabana na região de Botucatu e de Avaré. Por ele dá para se ter uma idéia de como Itatinga acabou fazendo parte da linha-tronco. A linha nova (estilizada, pois não mostra todas suas curvas) é a que está com barras (Acervo Ralph M. Giesbrecht).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Daniel Gentili; Valdemar Bicudo; Elias Vieira; Acervo Adriana Franzolin; Edson Castro; Stenio Gimenez; Museu Ferroviário de Botucatu; FEPASA: Relatório de Instalações Fixas, 1986; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Itatinga-nova, em 1953, no dia da inauguração da estação e do trecho eletrificado Rubião Junior-Itatinga. Foto cedida por Elias Vieira


A estação, antes do incêndio. Era de madeira. Foto do Relatório de Instalações Fixas, FEPASA, 1986


A estação, já semi-abandonada. Anos 1980. Acervo Adriana Franzolin

A estação de madeira, ainda em 1988. Foto Valdemar Bicudo

Inauguração da estação de alvenaria em (possivelmente) 1989. Acervo Museu Ferroviário de Botucatu

Em 18/07/1998, o trem ainda parava nessa cobertura improvisada, depois da demolição do último prédio da estação de Itatinga. Foto Ralph M. Giesbrecht

A cobertura da estação (que foi o que sobrou) em 08/2001. Foto Edson Castro

A cobertura da estação em 10/2009. Não mudou nada. Foto Daniel Gentili

A cobertura da estação em 15/4/2014. Foto Valdemar Bicudo
     
Atualização: 26.08.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.