A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Vila Mazzei
Jaçanã
Vila Galvão
...

Cantareira-1950

Mapa de S. Paulo-1951
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1998
...
 
Cia. Cantareira (1910 -1941)
E. F. Sorocabana (1941-1965)
JAÇANÃ (antiga GUAPIRA)
Município de São Paulo, SP
Ramal de Guarulhos-km 10,555 (1960)   SP-1397
Altitude: 742 m   Inauguração: 15.11.1910
Uso atual: demolida em 1966   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Guarulhos começou como um ramal da E. F. da Cantareira, que, aberto em 15/11/1910, saía da estação do Areal e atingia o Asilo dos Inválidos, no Guapira (depois Jaçanã). Somente em 1913 foi aberta a primeira estação intermediária, Tucuruvi, e aos poucos outras estações passaram a ser abertas na linha, que atingiu Guarulhos em 1915. Em 1947 a linha teve a bitola ampliada de 60 cm para 1 metro, quando esta já atingia o aeroporto militar de Cumbica. Em 31/05/1965, o tráfego do ramal foi suprimido, um ano depois de o trecho Areal-Cantareira ter sido suprimido. Os trilhos foram retirados logo depois e diversas estações foram demolidas.
 
A ESTAÇÃO: A estação do Jaçanã foi aberta em 1910, próxima ao Asilo dos Inválidos, no Guapira, aliás o nome original da estação. É a mais famosa das estações da Cantareira, pois foi a inspiração para a música Trem das Onze, de Adoniram Barbosa. Trem que, aliás, nunca teria existido, pois o último trem saía às 20:30. A estação foi desativada em 1965, com o ramal, e foi demolida já no ano seguinte, mesmo com o sucesso da música de Adoniram, lançada recentemente. A demolição deu-se mais precisamente em junho de 1966. Hoje nada indica que ali um dia existiram trilhos ou uma estação. Ficava onde hoje está localizada a praça Comendador Alberto de Souza. "Fui verificar a historia da estação do Jaçanã da Cantareira, ser inspiração para a música Trem das Onze, de Adoniram Barbosa. Cheguei à seguinte conclusão: Na canção "Trem das Onze" temos a situação de um passageiro, usuário de um trem, que afirma que: 1º) "moro em Jaçanã". 2º) "Minha mãe não dorme enquanto eu não chegar" Portanto o destino do personagem, é a estação Jaçanã, servida pelo Trem da Cantareira. 3º) "Se eu perder esse trem que sai agora as 11 horas só amanhã de manhã": o embarque no trem ocorre as 23 horas. Mas em qual estação ocorre este embarque, às 23 horas? Consultando o horário do Trem da Cantareira, vi que: 3º) existe uma única possibilidade de embarque próximo as 23:00 horas. a) O embarque ocorre na Estação "Vila Mazzei" as 22:59 horas. b) No comboio "RG7", sentido "Tamanduatei-Guarulhos". c) Importante: Este trem corria apenas nos domingos e feriados. O próprio Adoniran em entrevista, no programa "Ensaio" diz: "Não era o trem das onze, era o trem das 10:59h." "Um minuto, um minutinho de diferença" "Dava pra ir a pé, não era muito longe, mas no escuro, tropeçando". 4º) Portanto o Adoniran na canção, descreve o cotidiano de um usuário do Trem da Cantareira, que era usuário do ultimo trem dos domingos e feriados, que era o RG7, com embarque às 22:59 horas na estação de Vila Mazzei, com destino à estação Jaçanã. Mas afinal qual era a ligação de Adoniran com o Jaçanã? Ora, no Jaçanã estavam os estúdios da Cinematográfica Maristela, onde foram rodados filmes com Regina Duarte, Mazzaroppi, Procópio Ferreira e Adoniran Barbosa. No Jaçanã não havia bons botecos, os bons botecos estavam em Vila Mazzei... Adoniran Barbosa ia para os estúdios no trem da Cantareira, que trafegava tranquilamente, até a estação do Jaçanã, a poucas quadras do estúdio. Esta foi a inspiração para música "Trem das Onze"" (Werner Vana, 07/2004).






AO LADO: Problemas na estação de Guapira em 1915 (O Estado de S. Paulo, 8/4/1915).

ACIMA: Estação do Guapira, em mapa publicado em 1930 pela SARA BRASIL. Notar bem próximo o Asylo dos Invalidos, motivo principal da construção do depois ramal de Guarulhos (SARA BRASIL, 1930, digitalização Luiz Prezia). ABAIXO - Anos 1940? Ao lado da estação do Jaçanã, posa a filha Nilsa, do chefe da estação, Ormidas Nascimento, sobre a bicicleta (Acervo Rogerio Nunes).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Werner Vana; Wilson de Santis Jr.; Marcello Talamo; Marco Dantas; Luiz Prezia; Mapa da cidade de São Paulo, 1951; Sara Brasil: Mapa da cidade de São Paulo, 1930; O Estado de S. Paulo, 2925; Folha de S. Paulo, 21/6/1966; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

O trem deixando a estação de Jaçanã, em 1964. Foto cedida por Marcello Tálamo

A famosa foto de Adoniran Barbosa na plataforma da estação de Jaçanã, tirada na época da desativação da estação, c. 1965. Foto cedida por Wilson de Santis Jr.

Os Demonios da Garoa na plataforma da estação de Jaçanã. Eles cantavam a música Trem das Onze. Ano provável: 1965. Foto cedida por Marco Dantas

Na bilheteria da estação, outra vez os Demonios. Pela placa acima da bilheteria, os trens já haviam deixado de circular. Ano provável: 1965. Autor desconhecido
   
     
Atualização: 28.07.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.