A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Morro do Ferro
Pratápolis
Itaú
...

ramal de Passos - 1950

Guia Levi - 1941
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2006
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1919 -1971)
FEPASA (1971- c.1990)
PRATÁPOLIS
Município de Pratápolis, MG
Ramal de Passos - km 128,284 (1938)   MG-2499
Altitude: 687 m   Inauguração: 01.08.1919
Uso atual: abandonada (2015)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1919
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Passos foi inaugurado em seu primeiro trecho de 15 quilômetros ligando Guaxupé a Guaranésia, em 1912. Foi sendo prolongado aos poucos, chegando a Passos, onde terminava, somente em 1921. Em fevereiro de 1977, o tráfego de passageiros foi eliminado, sobrando os cargueiros, que, com o tempo, passaram a atender somente ao carregamento de cimento da fábrica de Itaú de Minas, e vindo não por Guaxupé, mas por São Sebastião do Paraíso, ali chegando pela antiga linha da São Paulo-Minas. Com isso, o trecho entre Guaxupé e S. S. Paraíso foi abandonado, e teve os trilhos retirados por volta de 1990. O trecho entre Paraíso e Itaú de Minas ainda tem seus trilhos, mas as cargas de cimento deixaram de circular já há anos e o abandono da linha é total. O trecho final até Passos teve também os trilhos retirados.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Pratápolis foi inaugurada em 1919, e permaneceu como ponta de linha do ramal até 1921, quando foram abertas as estações seguintes, de Itaú até Passos.

A Mogiana teria sido a responsável pela criação do nome da estação, localizada junto à vila de Espírito Santo do Prata.

A transformação em município desta cidade, nos anos 1930, adotou o nome da estação.

Em 1986, o relatório da Fepasa dizia que a estação estava em estado "regular".

"Pratápolis foi a estação em melhor estado de conservação que visitamos. No prédio funciona hoje o centro cultural da cidade, e nos fundos, em frente à antiga plataforma, foram construídas quadras esportivas e um playground, que estavam cheios. infelizmente, o prédio estava fechado, pois visitamos a cidade no dia seguinte a um feriado, e a prefeitura havia decretado ponto facultativo, mas era visível o cuidado na preservação da estação. Ainda está com os trilhos..." (Rossana Romualdo, 07/2001).

Em 2015 o prédio da antiga estação tinha uma placa de centro cultural, mas estava abandonada, com vidros quebrados e muito pombos habitando-a.

ACIMA: Estação de Pratapolis, à direita (Autor e foto desconhecidos - Acervo Eni Vasconcellos).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Eni Vasconcellos; Ana Maria Linhares Giesbrecht; Tales de Oliveira Cardoso; Marcio Amorim; Rossana Romualdo; Guias Levi, 1932-80; Relação oficial de estações da Mogiana, 1937; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Pratápolis, provavelmente nos anos 1950. Acervo Marcelo Mathias

A plataforma da estação de Pratápolis, em 07/2001. Foto Rossana Romualdo

A fachada da estação de Pratápolis, em 07/2001. Foto Rossana Romualdo

A estação em 27/12/2006. Foto Ana Maria Giesbrecht

A estação em 27/12/2006. Foto Ana Maria Giesbrecht

A estação e a caixa d'água em 27/12/2006. Foto Ana Maria Giesbrecht

A estação em 27/12/2006. Foto Ana Maria Giesbrecht

Fachada da estação em 2015. Foto Tales de Oliveira Cardoso
 
     
Atualização: 04.11.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.