A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Índice de estações
...
Manitu
Bananeiras
...

Ramal de Bananeiras-1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...

 
Great Western do Brasil (1925-1950)
Rede Ferroviária do Nordeste (1950-1970)
BANANEIRAS
Município de Bananeiras, PB (Veja a cidade)
Ramal de Bananeiras - km 293 (1960)   PB-3192
Altitude: 522 m   Inauguração: 30.07.1925
Uso atual: hotel (2016)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1922
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Bananeiras teve seu primeiro trecho entregue em 1910 e chegou em Bananeiras somente em 1925. Foram 15 anos para entregar 35 quilômetros, Deveria avançar mais outros 35-40 km para atingir Picuhy, o que jamais aconteceu. Em 1966, o trem deixou de circular pelo ramal. Em 18/04/1970, o ramal foi oficialmente suprimido.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Bananeiras foi inaugurada em 1925 pela Great Western, como ponta de linha do ramal de Bananeiras. A estrada na época se chamava E. F. Independência ao Picuhy, e deveria ligar a estação de Independência (hoje Guarabira), saindo pela estação de Itamataí, na linha Norte da Great Western, à loclidade de Picuhy.

A reportagem do Diário de Pernambuco de 1 de novembro de 1922 traz a viagem inaugural do trecho concluído de Borborema até a parada de "Bocca do Tunel", realizada em 20 de outubro de 1922. Pois bem, fora construída uma parada provisória um pouco antes da boca do túnel da Serra da Viração que ainda estava em construção. Naquela data o então Presidente do Estado, o Dr. Solón de Lucena, entregou o trecho pronto realizando este importante ato inaugural. 

A estação fora construída em 1922, porém, só após a conclusão total do referido túnel em julho de 1923, somente em 28 de novembro do mesmo ano ocorreu a passagem do primeiro trem no sentido da estação daquela cidade, isto de forma provisória. 
Depois das grandes cheias de fevereiro de 1924, quando foi destruída a grande ponte de Cobé sobre o Rio Paraíba próximo a estação de mesmo nome, o tráfego ferroviário ficou interrompido no trecho entre Cobé e o Rio Grande do Norte, até a construção de uma ponte provisória de madeira sobre o rio Paraíba, o que durou alguns meses. Em novembro de 1924 o primeiro trem de passageiros, também em caráter apenas provisório chegou à estação. Somente em 30 de julho de 1925 a estação de Bananeiras foi aberta para o tráfego oficialmente, antes desta data tinha sido em caráter provisório.

Dali, entretanto, o ramal não passou, nunca chegou ao Picuhy.

"Bananeiras foi o maior produtor de café da Paraíba e o segundo do Nordeste. Em 1852, o café de Bananeiras rivalizava em qualidade e aceitação com o de São Paulo. Aqui, produzia-se um milhão de sacas ao ano. O transporte era precário. Fazer o produto chegar aos principais centros consumidores se constituía em ato de heroismo. O trem só chegaria 72 anos depois. Os casarões que ainda existem no centro das áreas urbana e rural são resultado da opulência vivida pela aristocracia rural. O dinheiro do café permitia a construção de palacetes, com ladrilhos importados. O fausto do café acabou em 1923, com a praga Cerococus paraibensis que contaminou as plantações.

A cana-de-açúcar, o fumo, o arroz e, posteriormente, o sisal, passaram a figurar como produtos estratégicos da economia regional. O trem chegou a Bananeiras em 22 de setembro de 1922, após a construção do túnel da Serra da Viração, no governo de Solon de Lucena, um ilustre filho da terra. Este homem dizia que 'o trem chegaria a Bananeiras nem que fosse por baixo da terra'. Profecia? Quase. A tecnologia anglo-brasileira teve de perfurar um túnel de 202 m, na pedra maciça, para que o trem atingisse Bananeiras, após passar pela vila de Camucá, a atual Borborema. A linha férrea foi desativada em 1967. A antiga estação de trens foi transformada no Hotel Pousada do Brejo. Não houve modificação arquitetônica externa
" (www.bananeiras. pb.gov.br).

Ou seja, o trem chegou exatamente quando o café foi dizimado.

Em 18/04/1970, o ramal foi suprimido pela RFFSA.

1922
AO LADO: Embora conste como tendo sido em 1922 a inauguração da estação de Bananeiras e do trecho, este artigo de 1922 - três anos antes - mostra que o episódio não foi bem assim... teria apenas o trecho sido inaugurado em 1922 mas a circulação de trens apenas se dado em 1925? (Diario de Pernambuco, 1/11/1922).

1923
AO LADO:Primeiro trem em Bananeiras em 1923? Mas não havia sidoinaugurada em 1922? Em 1922 havia sido somente para inglês ver? (Diario de Pernambuco, 11/2/1923).

ACIMA: Estação de Bananeiras no dia de sua inauguração em 1925 (www.ramalholeite.com.br). ABAIXO: Vista da cidade e da estação (ao centro) nos anos 1950 (Autor desconhecido).


ACIMA: A estação virou hotel e café em Bananeiras. Nesta cena noturna, ficou bonita (Foto do site www.bananeiras.pb.gov.br). ABAIXO: Visões da antiga vila ferroviária de Bananeiras, muitíssimo bem conservada em fevereiro de 2012: interior da ex-estação, armazém, lateral da estação e casas da vila ferroviária (CLIQUE SOBRE A FOTO PARA VÊ-LA EM TAMANHO MAIOR). (Fotos Jonatas Rodrigues)

(Fontes: Horácio Fonseca; Jonatas Rodrigues; www.ramalholeite.com.br; www.bananeiras. pb.gov.br; Illustração Brasileira, 1922; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1958; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-84; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A parada de Boca do Tunel, utilizada provisoriamente em 1922 junto ao tunel anterior a Bananeiras. Autor desconhecido.

A estação de Bananeiras, em 1922, três anos antes da inauguração e ainda sem trilhos. Foto da revista Ilustração Brasileira

A estação nos anos 1950. Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1958

A estação, hoje hotel, em 2005. Foto do site www.bananeiras.pb.gov.br

Antiga casa do agente da estação, em 12/2005. Foto Horácio Fonseca

A estação, hoje hotel, em 12/2005. Foto Horácio Fonseca

Antiga estação de Bananeiras em 2006. Acervo Jonatas Rodrigues
   
     
Atualização: 24.05.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.