A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Várzea Nova
Bayeux
Ilha do Bispo
...

Ramal de Cabedelo - 1950
 
 
Great Western (1911-1950)
Rede Ferroviária do Nordeste (1950-1975)
RFFSA (1975-1997)
CBTU (1997-2007)
BAYEUX
Município de Bayeux, PB
Ramal de Cabedelo - km 210 (1960)   PB-3683
  Inauguração: 1911
Uso atual: estação de trens metropolitanos da CBTU   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Cabedelo foi aberto em 1883 ligando a estação de Entroncamento (hoje Paula Cavalcânti) à Paraíba, nome então da capital do Estado, que em 1930 passou a se chamar João Pessoa. Somente em 1889 o ramal chegou a seu destino final, o porto de Cabedelo. Hoje (2006), apenas parte desse ramal (Santa Rita-Cabedelo) serve aos trens metropolitanos da CBTU, não existindo, desde os anos 1970, os trens de passageiros de longa distância que ligavam João Pessoa a Recife, Campina Grande e Natal.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Bayeux foi inaugurada em 1911 já pela Great Western do Brasil. "Todos os trens passavam na Vila, mas no início não tinha parada; depois, foi feita uma pequena e simples, bem perto da Praça 6 de Junho. Com o progresso acentuado da Capital do Estado e o desenvolvimento de muitos municípios do interior, principalmente Campina Grande, a quantidade de trens aumentou consideravelmente. Por motivo do grande movimento na linha férrea, em 1942 botaram a baixo a antiga e acanhada ponte existente sobre o rio Sanhauá, no limite de Bayeux com João Pessoa, e ergueram com estrutura moderna para os moldes da época, uma bela ponte de ferro maciço, bem trabalhada que chamava a atenção de quem nela passava. Porém, em 1944, quando Barreiras recebeu o nome de Bayeux em homenagem a cidade francesa, os administradores resolveram edificar uma Estação Ferroviária, imitando as existentes na Bayeux francesa, bem perto da Praça 6 de Junho" (site www.bayeuxpb.com.br). Bayeux tornou-se município em 1958. Se o relato anterior é verdadeiro sobre a construção dos anos 1940, a estação atual parece nada ter a ver com ela: hoje (2007) é uma estação de construção moderna, simples, com telhas de amianto, nada tendo a ver com a antiga estação dos trens de longo percurso. (Fontes: Jônatas Rodrigues, 05/2006; Guias Levi, 1932-1984; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; site www.bayeuxpb.com.br)
     

A fachada da estação atual de Bayeux, em 2005. Foto do site da CBTU
     
Atualização: 07.07.2007
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.