A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Estações da linha
...
(1887-1966):
Aureliano Mourão
Bom Sucesso
Zeringota
...
(1966-2004):
Posto PBA
Bom Sucesso
Zeringota
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Oeste de Minas (1887-1931)
Rede Mineira de Viação (1931-1965)
V. F. Centro-Oeste (1965-1975)
RFFSA (1975-1996)
BOM SUCESSO
Município de Bom Sucesso, MG
Linha do Paraopeba - km 215,375 (1960)   MG-0083
Altitude: 824 m   Inauguração: 31.10.1887
Uso atual: sede de eventuais eventos culturais (2018)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro Oeste de Minas (EFOM) foi aberta em 1880, ligando com bitola de 0,76 cm as estações de Sitio (Antonio Carlos) e Barroso. Mais tarde foi prolongada até São João Del Rey (1881), atingindo Aureliano Mourão em 1887, onde havia uma bifurcação, com uma linha chegando a Lavras em 1888 e a principal seguindo para o norte atingindo finalmente Barra do Paraopeba em 1894. Dela saíam diversos e pequenos ramais. A linha foi extinta em pedaços, tendo sido o primeiro em 1960 (Pompeu-Barra) e o último, em 1984 (Antonio Carlos-Aureliano), com exceção do trecho S.J. Del Rey-Tiradentes que e conserva em atividade até hoje. Também se conserva o trecho Aureliano-Divinópolis, ampliado para bitola métrica em 1960, ligando hoje Lavras a Belo Horizonte.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Bom Sucesso foi inaugurada em 1887 na linha da Barra do Paraopeba, de bitola de 0,76 m.

Em 1966, passou a ser ser parte da linha da bitola métrica que ligava Lavras a Divinópolis, na prática, uma retificação da mesma linha original de bitola 0,76 m.

"Esta estação foi da bitolinha da EFOM, porem hoje já tem a linha em bitola métrica, ainda ativa e operada pela FCA, que leva matérias primas para a fábrica de cimento da Camargo Correa, em Ijaci. Desta estação à fábrica o leito é o primitivo da EFOM, porem com uma travessia do Rio Grande em Macaia, numa linda ponte metálica, com pilares de concreto (não é obra da EFOM, que nunca atravessou o rio neste ponto e talvez nem da RMV. Está mais para VFCO ou mesmo para a RFFSA, no seu inicio - não vi quaisquer inscrições na ponte). Note que o atual grade da linha deixou a plataforma da estação desnivelada. Está semi abandonada" (Gutierrez L. Coelho, 02/2004).

"O Ministério Público de Minas Gerais entrou com uma ação contra o município de Bom Sucesso para que as Estações Ferroviárias de Bom Sucesso e de Aureliano Mourão fossem restauradas. Após a tramitação da ação (que foi julgada procedente) o municipio de Bom Sucesso cumpriu parte da sentença e já restaurou completamente a estação de Bom Sucesso, restaurada seguindo projeto do IPHAN, e embora permaneça fechada, é utilizada às vezes para eventos culturais. Infelizmente o município de Bom Sucesso ainda não cumpriu a sentença judicial em relação à estação de Aureliano Mourão, que permanece abandonada" (Marco Tulio Faria Nunes, 10/3/2018).


ACIMA: Mapa do município de Bomsucesso como era em 1922. Notar as linhas da EFOM, com a bifurcação em Aureliano Mourão, ao sul, quase na divisa - CLIQUE SOBRE A FIGURA PARA VÊ-LA MAIOR) (Comissão Mineira do Centenário, 1922).

(Fontes: Marco Tulio Faria Nunes; Samuel Marcos; Carlos Miguez; Gutierrez L. Coelho; Mucio Jansen Vaz: Comissão Mineira do Centenário, 1922; Estrada de Ferro Oeste de Minas - Trabalho Historico-Descriptivo, 1922; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

A estação em 1922. Foto do livro "Estrada de Ferro Oeste de Minas - Trabalho Historico-Descriptivo" de Mucio Jansen Vaz (1922), cedida por Bruno N. Campos

Estação de Bonsucesso, em 01/2004. Foto Gutierrez L. Coelho

Estação de Bonsucesso, em 01/2004. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação em 11/2005. Foto Carlos Miguez

A estação em 6/10/2009. Foto Samuel Marcos
     
Atualização: 10.03.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.