A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Estações da linha
...
Mestre Ventura
Congo Fino
Nazareno
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Oeste de Minas (1887-1931)
Rede Mineira de Viação (1931-1965)
V. F. Centro-Oeste (1965-1975)
RFFSA (1975-1984)
CONGO FINO
(antiga JOÃO PINHEIRO e RIO DAS MORTES)
Município de Conceição da Barra de Minas, MG
Linha do Paraopeba - km 147,100 (1960)   MG-1180
Altitude: 828 m   Inauguração: 01.05.1887
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro Oeste de Minas (EFOM) foi aberta em 1880, ligando com bitola de 0,76 cm as estações de Sitio (Antonio Carlos) e Barroso. Mais tarde foi prolongada até São João Del Rey (1881), atingindo Aureliano Mourão em 1887, onded havia uma bifurcação, com uma linha chegando a Lavras em 1888 e a principal seguindo para o norte atingindo finalmente Barra do Paraopeba em 1894. Dela saíam diversos e pequenos ramais. A linha foi extinta em pedaços, tendo sido o primeiro em 1960 (Pompeu-Barra) e o último, em 1984 (Antonio Carlos-Aureliano), com exceção do trecho S.J. Del Rey-Tiradentes que e conserva em atividade até hoje. Também se conserva o trecho Aureliano-Divinópolis, ampliado para bitola métrica em 1960, ligando hoje Lavras a Belo Horizonte.
 
A ESTAÇÃO: A estação foi inaugurada em 1887, com o nome de Rio das Mortes, por ficar perto da foz do Rio das Mortes Pequeno, onde este deságua no Rio das Mortes.

Em 1º de janeiro de 1908, teve seu nome mudado para João Pinheiro, em homenagem ao então presidente da província de Minas Gerais.

Em 1943 foi renomeada como Congo Fino.

foi demolida. Em 2007, segundo Tarcísio José de Souza, dela só restavam os alicerces.


ACIMA: Selos postais de 100 reis com o carimbo da estação do Rio das Mortes. "Essa estação permutava malas diariamente com a Administração Regional de Minas Gerais, que até 1906 se localizava em Ouro Preto. A mala postal para a administração regional seguia pela E. F. Oeste de Minas até a Estação do Sítio, atual Antônio Carlos, em seguida ia pela Linha do Centro da E. F. Central do Brasil até Miguel Burnier, daí, pelo Ramal de Ouro Preto até a cidade homônima. O carimbo em questão não tem o datador, porém esse selo circulou entre 1902 e 1906. A agência foi criada em 10/12/1887 (Reprodução e texto de Márcio Protzner, 12/2008). ABAIXO: Ramal que saía da estação de João Pinheiro em 1918 e cruzava o rio das Mortes destinado ao serviço particular da Jazida de Manganês da Estação de João Pinheiro (Jornal Reforma, 1918).
(Fontes: Antonio Giarola; Bruno N. Campos; Márcio Protzner; Tarcisio José de Souza; Rodrigo Andrade; jornal Reforma, 1918; O Estado de S. Paulo, 1/1/1907; Guia Levi, 1945; Memórias de Conceição da Barra; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

Estação de Congo Fino, retirada do livro "Memórias de Conceição da Barra". Foto sem data cedida por Bruno N. Campos

A estação, c. 1980. Acervo Hugo Caramuru, cedida por Bruno Campos

A estação e o trem, c. 1980. Acervo Hugo Caramuru, cedida por Bruno Campos
     
Atualização: 25.05.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.