A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Canoas
Esteio
Sapucaia do Sul
...
Mapa das linhas em 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1989
...
 
Cie. Auxiliaire des Chemins de Fer au Brésil (1911-1920)
V. F. Rio Grande do Sul (1920-1975)
RFFSA (1975-1994)
ESTEIO
Município de Esteio, RS
Linha Porto Alegre-Uruguaiana - km 860,860 (1960)
  RS-2705
Altitude: 29 m   Inauguração: 08.02.1911
Uso atual: desconhecido   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha Porto Alegre-Caxias foi aberta no trecho entre a Capital e São Leopoldo em 1874, como a primeira ferrovia do Estado. Em 1876 foi prolongada até a estação de Novo Hamburgo. Em 1905, a Cie. Auxiliaire assumiu a linha. Apenas em 1909 a linha teve continuação, partindo de Rio dos Sinos, 7 km antes de Novo Hamburgo e chegando até Carlos Barbosa, e, no ano seguinte, até Caxias (Caxias do Sul). Em 1920 a linha foi assumida pela VFRGS. Foi desativada nos anos 1980; o trecho até São Leopoldo foi retificado e serve hoje ao sistema Trensurb da Grande Porto Alegre (trens metropolitanos); entre Rio dos Sinos e Montenegro, a linha foi erradicada em 1963, substituída por uma variante; para a frente, existem trilhos ainda em alguns pedaços, mas oficialmente a ferrovia a partir de Montenegro foi extinta em 1994 pela RFFSA.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Esteio teria sido inaugurada em 1928. Esta seria a data oficial de sua inauguração em alguns documentos, mesmo porque o relatório da VFRGS de 1928 relata a "construção de uma nova casa para esta parada", já referindo-se a ela como Esteio.

Entretanto, em 1911, um livro contábil da Cie. Auxiliaire refere-se à "construção de uma estação de cruzamento no quilômetro 368+395, entre as estações de Canoas e Sapucaia", segundo o aviso no. 39, de 8/2/1911. Portanto, esta seria a abertura real da estação de Esteio. Realmente, uma foto assinada e datada de 1924 mostra a estação primitiva, chamada então de Parada 20.

Ela serviria às linhas de Caxias e de Porto Alegre-Uruguaiana, até 1937, quando foi aberta a variante ligando Diretor Pestana a Barreto, encurtando em 50 km a linha para Uruguaiana e evitando a passagem pela estação, que passou a atender apenas as linhas para Caxias e Canela. A verdade é que a estação acabou sendo o ponto de nascimento da atual cidade do mesmo nome, que se formou à sua volta.

Não sei a situação da estação hoje; porém, por Esteio passam hoje (2004) os trilhos da Trensurb, sem que eu tenha descoberto se no mesmo leito original e se a estação antiga sobrevive. Existe uma estação da TRENSURB, moderna.


ACIMA: No pátio da estação de Esteio, a chegada da locomotiva a vapor, possivelmente anos 1940 (www.esteio.rs.gov.br). ABAIXO: Ao lado da rodovia, no alto da foto, vê-se o "trem húngaro" trafegando na linha em Esteio - CLIQUE SOBRE A FOTO PARA VÊ-LA MAIOR (Foto Evandro Posser nos anos 1980).

(Fontes: Evandro Posser; Germano Oscar Moehlecke: Estrada de Ferro - Contribuição para a história da primeira ferrovia do Rio Grande do Sul, 2002; www.esteio.rs.gov.br; Cia. Auxiliaire: aviso no. 39, 8/2/1911; Revista Ferroviária, 08/2000; J. R. Souza Dias: Caminhos de Ferro do Rio Grande do Sul, 1987; Patrimônio Ferroviário do Rio Grande do Sul, IPHAE, 2002; VFRGS: Relatórios anuais, 1924-1969; Guias Levi, 1940-1981; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A Parada 20, em 1924. Foto do livro Estrada de Ferro - Contribuição para a história da primeira ferrovia do Rio Grande do Sul, de Germano Oscar Moehlecke.

A estação de Esteio, provavelmente por volta de 1930, quando a cidade ainda não havia se formado. Foto do livro Estrada de Ferro - Contribuição para a história da primeira ferrovia do Rio Grande do Sul, de Germano Oscar Moehlecke.
 
     
     
Atualização: 12.04.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.