A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
(1909-c.1966):
Pareci
Montenegro
Santos Reis
...
(c.1966-1978):
Montenegro-nova
Montenegro
Maquinista Cardoso
...
Saída para a linha Porto Alegre-Uruguaiana (até 1937): Fortaleza
...
Mapa das linhas em 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
Cie. Auxiliaire des Chemins de Fer au Brésil (1909-1920)
V. F. Rio Grande do Sul (1920-1975)
RFFSA (1975-1978)
MONTENEGRO
Município de Montenegro, RS
Linha PA-Uruguaiana (até 1938)
Linha de Caxias - km 829,652 (1960)
  RS-1175
Altitude: 131 m   Inauguração: 02.07.1909
Uso atual: pinacoteca e ateliê livre (2016)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1909
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha Porto Alegre-Caxias foi aberta no trecho entre a Capital e São Leopoldo em 1874, como a primeira ferrovia do Estado. Em 1876 foi prolongada até a estação de Novo Hamburgo. Em 1905, a Cie. Auxiliaire assumiu a linha. Apenas em 1909 a linha teve continuação, partindo de Rio dos Sinos, 7 km antes de Novo Hamburgo e chegando até Carlos Barbosa, e, no ano seguinte, até Caxias (Caxias do Sul). Em 1920 a linha foi assumida pela VFRGS. Foi desativada nos anos 1980; o trecho até São Leopoldo foi retificado e serve hoje ao sistema Trensurb da Grande Porto Alegre (trens metropolitanos); entre Rio dos Sinos e Montenegro, a linha foi erradicada em 1963, substituída por uma variante; para a frente, existem trilhos ainda em alguns pedaços, mas oficialmente a ferrovia a partir de Montenegro foi extinta em 1994 pela RFFSA.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Montenegro foi inaugurada em 1909 pela Cie. Auxiliaire e desde o seu início já era o ponto de bifurcação da linha que vinha de Porto Alegre: uma seguindo para Carlos Barbosa (e que no ano seguinte seria estendida até Caxias) e outra para Barreto, na Porto Alegre-Uruguaiana, fazendo com que, depois de quase 30 anos, os trens procedentes de Santa Maria, Uruguaiana e dos Estados do Paraná e São Paulo pudessem finalmente atingir a Capital do Estado. A estação, portanto, serviria as duas linhas, até 1937, quando foi aberta a variante ligando Diretor Pestana a Barreto, encurtando em 50 km a linha para Uruguaiana e evitando a passagem por Montenegro, que passou a atender apenas as linhas para Caxias e Canela. O trecho Barreto-Montenegro ainda teria trens de passageiros e ficaria aberto até pelo menos 1962. Em 1965, já não estava mais ativo. Por ser entroncamento, a estação possuía restaurante, que ficava num anexo em madeira. Nos anos 1940, o prédio passou por grandes modificações arquitetônicas, ganhando inclusive o segundo pavimento. A linha em Montenegro somente foi oficialmente extinta em 1994, mas já há algum tempo ela já estava desativada. Há notícias de trens de passageiros ainda parando na estação em julho de 1976; já não existiam mais em 1978. Em 1978, os guias de horário mencionavam a estação de Montenegro-nova, que estava na variante General Luz-Passo Fundo, na junção para a nova linha que saía para Montenegro. aberta cerca de 1966 e por onde passaaram a correr os trens para Caxias, entre as estações de Diretor Pestana e de Montenegro. "Quanto a ferrovia que ia de Montenegro a Carlos Barbosa, lembro ainda dos trens passando por ela, pois tenho 39 anos e as atividades se encerraram em 1978. A estação de Montenegro infelizmente está abandonada (em 2005), embora a prefeitura tenha negociado a área para implantação de um museu, há cerca de 2 anos o prédio foi vítima de um incêndio criminoso. Entretanto, uma parceria entre a Prefeitura e a empresa Copesul viabilizará a restauração completa do prédio" (Gelson Garcia, Montenegro, 03/2005). Realmente, em novembro de 2006 a estação foi reinaugurada depois de restaurada. Ali passaram então a funcionar uma pinacoteca e um ateliê livre. (Veja também MONTENEGRO-NOVA)

ACIMA: Pátio da estação de Montenegro, lotada de carros e vagões em 1931 (Eu Sei Tudo, junho de 1931).

ACIMA: Esquema da linha antiga que passava por Montenegro até 1978 e também da ligação da linha velha com a estação de Montenegro-nova (Foto e esquema Gelson Garcia, 03/2005).
(Fontes: Gelson Garcia; Daniel Gentili; Arthur Victoria Silva; Valéria Dallegrave; Acervo Darcy e Aracy dos Santos; Revista Ferroviária, 08/2000; Eu Sei Tudo, 1931; J. R. Souza Dias: Caminhos de Ferro do Rio Grande do Sul, 1987; IPHAE: Patrimônio Ferroviário do Rio Grande do Sul, 2002; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1940-81; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Montenegro. Cartão postal, talvez anos 1920. Autor desconhecido

A estação em 19/04/1926. Acervo Darcy e Aracy dos Santos, cessão Arthur Victoria Silva

A estação de Montenegro, por volta de 1940. Cessão Gelson Garcia

O trem Minuano, na estação de Montenegro, por volta de 1957. Foto da Revista Ferroviária

A estação de Montenegro abandonada, em 03/2005. Foto Gelson Garcia

A estação de Montenegro abandonada, em 03/2005. Foto Gelson Garcia

A estação de Montenegro abandonada, em 03/2005. Foto Gelson Garcia

A estação de Montenegro abandonada, em 03/2005. Foto Gelson Garcia

A estação de Montenegro abandonada, em 03/2005. Foto Gelson Garcia

A estação em final de reforma, em 10/2006. Foto Valéria Dallegrave

A estação já restaurada, em 2007. Autor desconhecido
 
     
Atualização: 09.06.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.