A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Granja Julieta
Santo Amaro-nova
Socorro-nova
...

ramal de Jurubatuba-1980
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2014
...
 
Fepasa (1986-1994)
CPTM (1994-)
SANTO AMARO-NOVA
(antiga LARGO TREZE)
Município de São Paulo, SP
Ramal de Jurubatuba-km 18,207   SP-2314
Altitude: -   Inauguração: 26.01.1986
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1986
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Jurubatuba foi construído entre 1952 e 1957 para encurtar a distância entre a Capital e Santos pela Sorocabana. Partindo da estação de Imperatriz Leopoldina, no tronco, a linha seguia até Evangelista de Souza, na Mairinque-Santos, no alto da serra, para dali descer para o porto. Transportando passageiros e cargas desde a abertura da linha em 1957, o ramal acabou por se tornar uma das linhas de subúrbio da Capital. Por volta de 1980 foi feita a duplicação da linha e a colocação da bitola mista, o que levou à demolição, por causa do óbvio alargamento do leito para comporatr duas linhas, de todas as estações originais que estavam no trecho entre Universidade e Jurubatuba, com a exceção desta última. Uma nova linha com novas estações foi entregue, agora com trens partindo de Osasco e não mais de Julio Prestes, mas somente em 2000 é que ficaram prontas todas as estações previstas para todo o trecho que hoje é atendido pelos TUES metropolitanos da CPTM. Até dezembro de 2001 o transporte de passageiros se resumia ao trecho entre Presidente Altino, no tronco, e Varginha, na entrada da área de mananciais. Nesse mês, o transporte foi suprimido para além de Jurubatuba. Daí até Evangelista a linha hoje está desativada até para cargueiros.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Santo Amaro foi inaugurada no início de 1986 com o nome de Largo Treze, pois situava-se junto ao terminal de ônibus que atendiam ao largo Treze de Maio, ali perto, e em frente à avenida Padre José Maria, quando esta desemboca na Marginal do rio Pinheiros. O prédio, grande e bastante diferente das outras estações que serviam à Fepasa nesse ramal, tem uma estrutura de aço aparente, em que a ferrugem serve como proteção contra a corrosão. Mais tarde, passou a ser chamada de estação Santo Amaro, embora esteja situada longe do local da estação Santo Amaro original, que era cerca de um quilômetro mais ao norte da linha. Em 2002, a estação passou a fazer a integração da linha da CPTM com a linha cinco do metrô, que liga a estação Largo Treze ao Capão Redondo; para isto a estação foi ampliada, com uma parte construída sobre o rio, ao longo da ponte da linha nova. "Eu me recordo das viagens que tive a oportunidade de fazer nos trens de longo percurso da Fepasa, especialmente de uma que fiz entre a estação da Barra Funda e de Santos pela
O projeto arquitetônico da Estação Santo Amaro da CPTM foi escolhido para integrar o acervo permanente do Museu de Arte Moderna do Centro Pompidou, em Paris, França. Desenhada por João Walter Toscano, um dos pioneiros do uso do aço na construção civil no Brasil, a estação foi inaugurada em 1986 e se destaca pela transparência e pelo uso de luz natural, numa reinterpretação de elementos tradicionais da ferrovia, como a torre do relógio que remete a estações do século XIX. "A estação de trem sempre é um edifício importante na cidade, e como tal seu projeto deve deixar sua marca no entorno de onde está instalada", diz Toscano. Pórticos de aço espaçados de vinte metros sustentam mezanino para a circulação de usuários e chapas de aço compõem os pisos. "A arquitetura brasileira tem muita ênfase no uso do concreto e a escolha do aço foi um desafio. Essa estação abriu perspectivas para o uso do aço", diz o arquiteto. Os croquis e desenhos do projeto da obra serão enviados para compor o acervo do Museu e integrar exposições. "A escolha do projeto para o acervo do museu francês é um orgulho para São Paulo e para a CPTM. Um país com larga tradição cultural e artística como a França reconhecer a arquitetura dessa estação estimula o investimento na qualidade de projetos de novas estações e contribui para visibilidade internacional da rede da CPTM", afirma o gerente de projetos da CPTM, Ayrton Camargo (http://www.cptm.sp.gov.br).
Mairinque - Santos, num trem turístico. Esta teve alguns acontecimentos curiosos. Moro bem proximo da estação Cidade Dutra, só que para embarcar nesse trem, eu tinha de ir de Interlagos até a Barra Funda, e depois passar em frente de casa novamente dentro do trem. A composição era levada por duas locomotivas: uma percorria o trecho entre a Barra Funda e Evangelista de Souza, e outra ia de lá até Santos. Na volta de Santos, em Evangelista, perguntei ao chefe do trem se seria possivel fazer uma parada rápida na estação Cidade Dutra

ACIMA: Composição da CPTM série 7000 na plataforma da estação de Santo Amaro em 28/10/2010 (Foto Wesley Rocha).
para que eu desembarcasse ali, afinal estaria em casa. O chefe me levou até o maquinista que traria o
trem até a Barra Funda, e ele respondeu que poderia fazer a parada na estação desativada já há anos. Quando o trem foi chegando perto da Cidade Dutra, fomos eu e o chefe do Trem para a porta do vagão. Ficamos esperando o trem parar, só que o maquinista se esqueceu. O chefe começou a apitar para o maquinista, ficava apitou como doido, mas com o barulhão da maquina Diesel, o maquinista não ouvia nada, e nós passamos pela estação em frente de casa a uns 80km/h. Quando o trem chegou na estação Jurubatuba, ele parou ali para a liberação de passagem por causa dos trens metropolitanos. Então o chefe desceu comigo e fomos falar com o maquinista, que pediu desculpas porque havia esquecido parar. Aí perguntei se seria possivel fazer a parada na estação Santo Amaro, pois ali eu teria condução para casa. E
assim foi feito. Talvez esta tenha sido a única vez que um trem de longo percurso vindo de Santos tenha feito parada na estação nova de Santo Amaro para desembarcar passageiros..." (Anderson Alves Conte, 10/2001). (ver também SANTO AMARO-ORIGINAL)
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Lucas Santos; Carlos Roberto de Almeida; Wanderley Duck; Willliam Gimenez; Anderson A. Conte; www.cptm.sp.gov.br; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Plataforma da estação de Santo Amaro, anos 1990. Foto cedida por William Gimenez

A parte mais nova da estação, por onde passa a linha 5 do metrô, Treze de Maio-Capão Redondo, está spbre o rio Pinheiros. A estação de 1986 está à esquerda. Foto cedida por Wanderley Duck, em 2004

A estação de Santo Amaro em 2015. Essa é a parte sobre o rio Pinheiros, que serve ao metrô-linha 5. A estação da CPTM está à direita, na margem do rio (é a que tem a aramção enferrujada). Os prédios atrás são do Centro Empresarial de Santo Amaro, construídos nos anos 1970. Foto Lucas Santos
     
     
Atualização: 07.08.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.