A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Vila Galvão
Torres Tibagi
Gopoúva
...

Cantareira-1950
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
Cia. Cantareira (1931-1941)
E. F. Sorocabana (1941-1965)
TORRES TIBAGI
Município de Guarulhos, SP
Ramal de Guarulhos-km 14,450 (1960)   SP-2918
    Inauguração: 24.05.1931
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1931 (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Guarulhos começou como um ramal da E. F. da Cantareira, que, aberto em 15/11/1910, saía da estação do Areal e atingia o Asilo dos Inválidos, no Guapira (depois Jaçanã). Somente em 1913 foi aberta a primeira estação intermediária, Tucuruvi, e aos poucos outras estações passaram a ser abertas na linha, que atingiu Guarulhos em 1915. Em 1947 a linha teve a bitola ampliada de 60 cm para 1 metro, quando esta já atingia o aeroporto militar de Cumbica. Em 31/05/1965, o tráfego do ramal foi suprimido, um ano depois de o trecho Areal-Cantareira ter sido suprimido. Os trilhos foram retirados logo depois e diversas estações foram demolidas.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Torres Tibagi foi aberta em 1931 e

ACIMA: Mapa de Guarulhos por volta de 1930. A linha corcoveia de noroeste a leste, gingando para o sul e para o norte; a estrada reta a centro-esquerda no mapa é a atual avenida Emilio Ribas. Entre os trilhos e essa avenida, hoje, há ruas e mais ruas. A estação estaria próxima ao cruzamento dessa avenida com o leito da antiga linha (Mapa e informações Adrianno Sakamoto, 2008). ABAIXO: Planta da Parada Indígena, de 1926, assinada pelo engenheiro Torres Tibagi (Acervo Douglas Nascimento).
desativada com o ramal, em 1965. É muito provável que o seu primeiro nome tenha sido Parada Indígena. Há desenhos de um projeto para essa parada - ou estação - em 1926, assinados pelo engenheiro Torres Tibagy. No entanto, ainda não consegui comprovar se essa parada e a estação - construída depois ou a mesma - estavam no mesmo local. A estação, sem fotos conhecidas, já foi demolida.
(Fontes: Douglas Nascimento; Adrianno Sakamoto; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Local da antiga estação, irreconhecível hoje. Foto Adrianno Sakamoto em 2008
   
     
     
Atualização: 26.05.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.