A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Cidade Jardim-nova
Vila Olímpia
Berrini
...

ramal de Jurubatuba-1980
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2011
...

 
CPTM (2001-2013)
VILA OLÍMPIA
Município de São Paulo, SP
Ramal de Jurubatuba - km 9,848   SP-0700
    Inauguração: 23.03.2001
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 2001
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Jurubatuba foi construído entre 1952 e 1957 para encurtar a distância entre a Capital e Santos pela Sorocabana. Partindo da estação de Imperatriz Leopoldina, no tronco, a linha seguia até Evangelista de Souza, na Mairinque-Santos, no alto da serra, para dali descer para o porto. Transportando passageiros e cargas desde a abertura da linha em 1957, o ramal acabou por se tornar uma das linhas de subúrbio da Capital. Por volta de 1980 foi feita a duplicação da linha e a colocação da bitola mista, o que levou à demolição, por causa do óbvio alargamento do leito para comporatr duas linhas, de todas as estações originais que estavam no trecho entre Universidade e Jurubatuba, com a exceção desta última. Uma nova linha com novas estações foi entregue, agora com trens partindo de Osasco e não mais de Julio Prestes, mas somente em 2000 é que ficaram prontas todas as estações previstas para todo o trecho que hoje é atendido pelos TUES metropolitanos da CPTM. Até dezembro de 2001 o transporte de passageiros se resumia ao trecho entre Presidente Altino, no tronco, e Varginha, na entrada da área de mananciais. Nesse mês, o transporte foi suprimido para além de Jurubatuba. Daí até Evangelista a linha hoje está desativada até para cargueiros.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Vila Olímpia foi inaugurada no ramal de Jurubatuba, em novembro de 2001. Fica ao lado da usina elevatória da Traição, e serve ao bairro paulistano de Vila Olímpia.

Interessante o comentário de um usuário, por carta, ao jornal O Estado de S. Paulo em 11/8/2011: "(...) saio do trabalho às 18 horas, não consigo entrar diretamente na estação, pois a fila é imensa: em 2/8, demorei 7 minutos para conseguir atravessar a catraca. Além da saturação da estação, em virtude do crescimento do bairro, as plataformas têm estado sobrecarregadas de usuários nos horários de pico (...) Além disso, o passageiro tem de sentir o mau cheiro do rio Pinheiros".



AO LADO: Reportagem do jornal logo após a inauguração do ramal original da Sorocabana em 1957 pede estação na Vila Olimpia, mas não é atendido. Demorou 44 anos para que a população tivesse a sua estação ali. Não estranhar a citação de Samaritá, em São Vicente: os primeiros trens faziam o percurso todo até Santos (Folha da Manhã, 1/11/1957).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Adriano Martins; O Estado de S. Paulo, 2011; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Vila Olimpia, vista da Marginal do Rio Pinheiros, em 05/2004. Foto Adriano Martins

A estação vista de cima, em 2007. Autor desconhecido
 
     
     
Atualização: 29.05.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.