A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Índice de estações
...
Itainópolis
Parauapebas
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
 
E. F. Carajás (1986-2008)
PARAUAPEBAS
Município de Parauapebas, PA
E. F. Carajás - km 861   PA-4202
    Inauguração: 1986
Uso atual: estação de passageiros   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro Carajás começou a operar em janeiro de 1986. O tráfego de passageiros, no entanto, foi aberto somente dois meses e meio depois: em 17 de março de 1986, um trem percorreu 540 km de Pequiá, em Açailandia, a São Luís, inaugurando o transporte de passageiros na linha. Logo em seguida, o transporte foi estendido até Parauapebas, que não é o ponto final da linha, este sim no km 892, mas o é para os passageiros. Daí para a frente, somente minério. O trem percorre a linha três vezes por semana, indo num dia e voltando no seguinte.
 
A ESTAÇÃO: A estação provisória de Parauapebas foi inaugurada em 1986, como estação terminal da linha-tronco da Estrada de Ferro Carajás, da Vale do Rio Doce. Na verdade a linha continua até Carajás, onde estão as minas; o tráfego de passageiros para, no entanto, alguns quilômetros antes, na cidade de Parauapebas. A
ACIMA: O trem cargueiro com minério muitas vezes preenche toda a extensão da plataforma da estação terminal de Parauapebas (Foto Marcelo Braganceiro em 26 de novembro de 2008).
estação definitiva foi aberta em 1993. Com trens de passageiros três vezes por semana, a estação tem grande movimento. Segundo Marcelo Braganceiro, em dezembro de 2008, o trem sai de Parauapebas as seis da manhã, chegando em São Luiz às 22h, e a estação localiza-se um pouco distante do centro da cidade, mas existem ônibus e vans que fazem o trajeto regularmente. A passagem deve ser comprada com antecedência de pelo menos um dia, devido ao grande fluxo e procura. O passageiro poderá adquirir seu bilhete diretamente no guichê da ferroviária, no horário das oito da manha ao meio dia. Também pode-se compra-lo na estação rodoviária de Parauapebas.
(Fontes: Marcelo Braganceiro;
Revista Ferroviária, fevereiro/1986 e junho/1993)
     

A estação de Parauapebas em 26/11/2008. Foto Marcelo Braganceiro

Saguão da estação em 26/11/2008. Foto Marcelo Braganceiro

Saguão da estação em 26/11/2008. Foto Marcelo Braganceiro

A longa plataforma da estação em 26/11/2008. Foto Marcelo Braganceiro
   
     
Atualização: 07.08.2010
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.