A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Indice do MS
...
Posto km 599
Pena Junior
Posto km 620
...

IBGE-1959
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...

 
E. F. Noroeste do Brasil (1926-1975)
RFFSA (1975-1996)
PENA JUNIOR
Município de Água Clara, MS
Linha-tronco - km 588,899 (1959)   MS-1576
Altitude: 341 m   Inauguração: 01.12.1926
Uso atual: fechado? (2014)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Itapura a Corumbá foi aberta a partir de 1912, entrte Jupiá e Agua Clara e entre Pedro Celestino e Porto Esperança, deixando um trecho de mais de 200 km entre as duas linhas esperando para ser terminado, o que ocorreu somente em outubro de 1914. A partir daí, a linha estava completa até o rio Paraguai, ao sul de Corumbá, em Porto Esperança; somente em 1952 a cidade de Corumbá seria alcançada pelos trilhos. Logo dedpois da entrega da linha, em 1917, a ferrovia foi fundida com a Noroeste do Brasil, que fazia o trecho inicial no Estado de São Paulo, entre Bauru e Itapura. E em 1975, incorporada como uma divisão da RFFSA, foi finalmente privatizada sendo entregue em concessão para a Novoeste, em 1996.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Penna Junior (Affonso Penna Jr.) foi inaugurada em 1926. Segundo o Guia Geral de 1960, no dia 1 de dezembro. Segundo reportagem de O Malho, isso ocorreu antes de 20 de março do mesmo ano, data da revista onde sfoi publicada reportagem sobre o evento. Seu nome homenageava o filho do ex-Presidente da República, Affonso Penna. Penna Jr. estava, aliás, presente na estação no dia de sua inauguração.

O prédio original foi depois desativado e e uma estação menor construída poucos metros mais à frente, do outro lado da linha. Na foto de 1979 e na foto de 2014 (ao pé da página) vêem-se os dois prédios.

De qualquer forma, os dois prédios ainda existiam em 2011. O mais antigo era moradia. O mais novo, parecia fechado.

ACIMA: A estação no dia de sua inauguração (O Malho, 20/3/1926). ABAIXO: Em 2014: a estação que já funcionava havia anos à esquerda e, à direita, a estação antiga, com a plataforma virada para o outro lado. Deve ter passado aí uma variante que mudou a posição dos trilhos. Compare com a fotografia de 1979 (abaixo: ela foi tirada do outro lado: o prédio novo, nela, aparece ao fundo à direita e o velho à esquerda), os dois prédios já existiam (Foto de 2014: Fernando da Silva Rodrigues).
(Fontes: Fernando da Silva Rodrigues; Evanildo Santos; José H. Bellorio; O Malho, 1926; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; IBGE, 1959))
     

A estação de Pena Junior, nesta foto de 1979, era a menor, à direita, ao fundo. A outra, à esquerda, era a antiga, não mais funcionando com estação. Foto José H. Bellorio

A estação nova em 2014. Foto Fernando da Silva Rodrigues.

A estação antiga em 2014. Foto Fernando da Silva Rodrigues.
     
     
Atualização: 24.09.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.