A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Jupira
Porto Feliz
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2003
...
 
E. F. Sorocabana (1920-1960)
PORTO FELIZ
Município de Porto Feliz, SP
Ramal de Porto Feliz - km 172,736 (1934)   SP-2737
Altitude: 532 m   Inauguração: 01.08.1920
Uso atual: biblioteca   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1920?
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Porto Feliz, com pouco mais de 24 km, foi inaugurado em 1/8/1920, segundo um relatório, e em 1/10/1920, segundo outro. Saía de Boituva e tinha apenas uma estação, além da terminal. Ele foi desativado em 1960, tendo sido o ramal que menos tempo esteve ativo - 40 anos - na Sorocabana. Em 1962, os trilhos foram arrancados em boa parte da sua extensão, e o que sobrou passou a servir, por algum tempo, como desvio para a empresa Sucrerie Bresiliensis.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Porto Feliz foi inaugurada em 1920. A Prefeitura da cidade cita a data de 26 de abril desse ano, e não 1o de agosto, como data de inauguração. É possível que tenha havido

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1934 - Construção de casas para o pessoal do tráfego; construção de um desvio; demolição das casas velhas do pátio; instalação de bomba;modificação do encanamento


ACIMA: Girador de locomotivas no pátio de Porto Feliz (Autor e data desconhecidos). ABAIXO: Segundo William Boves, esta foto é comumente divulgada como a da última viagem do trem porto-felicense. Informação equivocada, pois a foto foi tirada pelo Sr. Vasco Coli no ano de 1932.

duas inaugurações, uma pelo prefeito da época e outra pela Sorocabana, quando efetivamente os trens regulares passaram a trafegar. A estação foi desativada em 1960. Por algum tempo, saía da estação um ramal particular de 30 km e bitola métrica, de propriedade da Societé Sucreries Bresiliennes, para o transporte de cana e derivados. O prédio da estação serviu por algum tempo
ACIMA: mapa da região da estação em Porto Feliz, com o pátio e desvios do armazém (Acervo Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo). ABAIXO: O armazém da ferrovia em abril de 2010 (Foto Julio Moraes).

como sede da companhia de águas do município de Porto Feliz, ficando bem próximo ao centro da cidade. Hoje serve como biblioteca, tendo o prédio sido totalmente reformado. O armazém, ali ao lado, por sua vez foi transformado em um centro cultural, tendo até um palco com poltronas. "A Estação de Porto Feliz foi inaugurada pelo então presidente do Estado de São Paulo, Altino Arantes, a 26 de abril de 1920, mesmo dia em que foi inaugurado o Parque das Monções. A inauguração deu-se com o prédio ainda inacabado. A estação só passou a operar a 1° de agosto de 1920.

ACIMA: Anúncio publicado nos jornais em dezembro de 1960 sobra a desativação do ramal: o mesmo jornal bada mais publicou sobre ele, nem sobre sua última viagem (Folha de S. Paulo, 14/12/1960).
O ramal érreo que ligava Porto Feliz a Boituva e daí a outras cidades foi extinto pelo Decreto 37.519 de 17 de novembro de 1960, assinado pelo então governador de São Paulo Carvalho Pinto. O último trem chegou à estação às 20h00 do dia 31 de dezembro de 1960, quando teve início um grande comício em repúdio ao que foi considerada uma ação descabida e arbitrária do estado e um insulto à memória de Altino Arantes. O comício foi transmitido pela Rádio Emissora Porto-Felicense. O então prefeito municipal Benedito Aranha decretou Luto Oficial de três dias
" (William Boves, 1/2/2013). Olhando para o comunicado reproduzido acima pela Secretaria da Viação e Obras Públicas, não dá para concluir que a própria estação ferroviária passaria a ser utilizada como agência rodoviária. Mas é possível, já que isso era comum de acontecer quando se extinguiam ramais. Uma anotação na Ata da Câmara Municipal da cidade em 10/12/1969, portanto sete anos após a desativação do ramal, dizia que "(...) reunião para estudar os pedidos feitos pelos diretores da EF Sorocabana sob o iminente risco de extinção dos serviços da rodoferrovia se não houvesse aumento nos níveis de utilização. Sob a presença do prefeito municipal Sergio Bettiol e Sr Francisco Rojas; vice, Sr Olivio Barbosa, presidente da Câmara, Sr Francisco Azzini, agente comercial da EFS, Sr Jair L; Reis, Relações Públicas do Departamento de Tráfego. Senhor Franciso Azzini disse ser quase impossível pelo governo a manutenção da agência devido ao baixo movimento. Fez apelo aos comerciários e industria local para colaborar principalmente junto a Societá Sucrerie Bresiliensis, que é baluarte na cidade. Disse que a EFS é um órgão estatal que não visa lucros, mas uma média para continuar funcionando é de 150 toneladas mensais para sua existência. Comissão seria formada para falar com o gerente da Societá". Não dá para saber se a estação estava funcionando como tal e que era ela que havia sido fechada. E mais: se o ramal estava sendo utilizado como continuação da linha particular da Sucrerie até Boituva para atender à usina. (cessão da ata: Angelo de Bernardes Neto em 2014).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Angelo de Bernardes Neto; Julio Moraes; Vasco Coli; William Boves; Ana Russo; Rodrigo Cabredo; Adriano Martins; Eugenio Motta Neto; Wanderley Duck; Arquivo Municipal de Porto Feliz; Folha de S. Paulo, 1960; E. F. Sorocabana: Relatórios anuais, 1910-69; Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Inauguração da estação em 1920. Foto cedida por Wanderley Duck

A estação nos anos 1920. Foto cedida por Wanderley Duck

Desenho da estação, 1925. Arquivo de Rodrigo Cabredo

A estação de Porto Feliz nos anos 1950. Arquivo Municipal de Porto Feliz

A estação em 1962. Foto citada como sendo da última partida do trem no ramal. Foto cedida por Anna Russo

A estação, em 1996, servindo como empresa de águas. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 09/2002, lado da plataforma. Foto Adriano Martins

A estação em 09/2002, já como biblioteca. Foto Adriano Martins

A saudade mata... as novas placas tentam mostrar o que era o ramal, quarenta anos depois da desativação, em 09/2002. Foto Adriano Martins

O armazém, em 09/2002. Foto Adriano Martins

A estação em 4/2010. Foto Julio Moraes
 
     
Atualização: 06.07.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.