...
Guapuruvu
Cornélio Procópio
Catupiri
...

IBGE-1970
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2004
...
 
Cia. Ferroviaria São Paulo-Paraná (1930-1944)
RVPSC - linha Ourinhos-Cianorte (1944-1975)
RFFSA (1975-1996)
CORNÉLIO PROCÓPIO
Município de Cornélio Procópio, PR
Linha Ourinhos-Cianorte - km 425 (1960)   PR-1483
Altitude: 653 m   Inauguração: 01.12.1930
Uso atual: museu de história natural (2004)   com trilhos
Data de abertura do prédio atual: 1930
 
HISTORICO DA LINHA: A Cia. Ferroviaria. Noroeste do Paraná foi aberta ao tráfego em 1924 ligando Ourinhos, na linha-tronco da E. F. Sorocabana, em São Paulo, a Cambará, no Paraná e, no mesmo ano, teve o nome alterado para Cia. Ferroviaria São Paulo-Paraná. Foi comprada logo depois pelos ingleses da Cia. de Terras do Norte do Paraná. Prolongada até Apucarana em 1942 e povoando a região, virgem até 1929, foi vendida ao Governo Federal em 1944 e incorporada imediatamente à RVPSC. Foi prolongada, em diversas fases, até atingir Cianorte, em 1972, onde parou. O tráfego de passageiros, dividido entre os trechos Ourinhos-Maringá e Maringá-Cianorte, parou em 1981 no primeiro trecho, onde rodava com trens de passageiros que vinham de São Paulo, e um pouco antes no outro, onde trafegava em trens mistos. Atualmente circulam apenas trens cargueiros da ALL, atual concessionária, no ramal, e o trecho Maringá-Cianorte está abandonado.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Cornélio Procópio foi aberta em 1930.

Mais tarde, foi construído o prédio atual, que é maior (como se vê pelas fotos abaixo). Também nas fotos abaixo aparece a caixa d'água original da estação, que segunda consta foi transferida mais tarde para a estação de Jataí.

Em 2000, a estação tinha ainda 4 linhas de desvio.

"Continuando o passeio ferroviário, entramos em Cornélio Procópio. Bela cidade, próspera em relação às outras próximas. A estação já denotava esta importância, desde os tempos anteriores, tanto pelo tamanho quanto pela existência de um depósito de locomotivas, que estava sendo reformado para virar uma espécie de Centro Cultural ou algo assim. No teto do depósito, a indefectível crosta de fumaça solidificada, denunciando a atividade anterior. No pátio, uma turma da conserva estava acampada, com alguns veículos e vagões de manutenção. A estação estava fechada, apesar de recém-reformada. Parece que seria parte do Centro Cultural em questão" (Douglas Razaboni, 11/2001).

Em 2004, servia como sede do museu de história natural Mozart de Oliveira Vallim.

1932
AO LADO:
Inauguração da estação de Jatahy: o trem partiu de Cornelio Procópio nesse dia (O Estado de S. Paulo, 1/5/1932).

ACIMA: Mapa da linha em 1935 (Acervo Sud Mennucci/Ralph M. Giesbrecht).

(Fontes: Carlos Latuff; Newton C. Braga; Douglas Razaboni; Christian Steagal-Condé; Wanderley Duck; Acervo Heritt; O Estado de S. Paulo, 1935; ALL, 2000; Correio dos Ferroviários, 1968)
     

Caixa d'água da estação de Cornélio Procópio, foto tirada na época da inauguração da estação. Acervo família Heritt, cedida por Christian Steagal-Condé, de Londrina, PR

Imediações da estação de Cornélio Procópio, em 1935. O Estado de S. Paulo, 1935

Estação de Cornélio Procópio, em 1935. O Estado de S. Paulo, 1935

Estação de Cornélio Procópio, provavelmente anos 1940. Acervo Wanderley Duck

Plataforma da estação, em 11/2001. Foto Douglas Razaboni

Fachada da estação, em 11/2001. Foto Douglas Razaboni

Auto de linha da ALL no pátio da estação, em 11/2001. Foto Douglas Razaboni
   
     
Atualização: 29.04.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.