A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Pitimbu
Parnamirim
Cajupiranga
...

Linha Natal-Nova Cruz - 1950
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Sampaio Correa (1943-1957)
Rede Ferroviária do Nordeste (1957-1975)
RFFSA (1975-1997)
CBTU (1997-2014)
PARNAMIRIM
Município de Parnamirim, RN
Linha Natal-Nova Cruz - km 17 (1960)   RN-3407
Altitude: 61 m   Inauguração: 15.09.1943
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 2020
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha que originalmente unia a estação de Brum, no Recife, a Pureza, próximo à divisa entre Pernambuco e Paraíba, foi aberta de 1881 a 1883 pela Great Western do Brasil, empresa inglesa que tinha a posse e a concessão da E. F. Recife ao Limoeiro. Esta linha avançou até Pilar, na antiga E. F. Conde D'Eu, incorporada à GW em 1901, onde sua linha, aberta em 1883, entre outros ramais, avançava até Nova Cruz, já no Rio Grande do Norte e da E. F. Natal a Nova Cruz, que também passou à GW, na mesma época. Para ligar estas duas últimas, a GW construiu em 1904 um trecho de 45 km, formando então o que veio a ser chamado de Linha Norte. Quando ocorreu a venda da GW para a Rede Ferroviária do Nordeste, no entanto, o trecho do RN já não mais pertencia à GW, mas foi incorporado à RFN, e em 1957 tudo isso foi uma das formadoras da RFFSA. A linha está ativa até hoje sob o controle da CFN, que obteve a concessão da malha Nordeste em 1996, mas trens de passageiros não circulam mais por essa linha desde os anos 1980.
 
A ESTAÇÃO: Em 1881, a região onde mais tarde foi construída a estação foi cortada pelos trilhos da linha férrea entre Natal e Nova Cruz, seguindo de perto o traçado do velho caminho para a Paraíba e o Recife.

Sabe-se também que as terras ao sul do Pitimbu estavam, em 1889, nas mãos do senhor do Engenho Pitimbu, João Duarte da Silva. Posteriormente, o fidalgo comprou a maioria das propriedades vizinhas, incluindo uma grande área de tabuleiro plano ao sul do rio que dava nome à propriedade, distante 18 quilômetros de Natal. A área era conhecida como “a planície de Parnamirim” e fazia parte do Engenho Cajupiranga.

Durante a Segunda Guerra Mundial, com a instalação da Base Aérea, a futura cidade começou a se desenvolver. Certamente por isso, a estação de Parnamirim foi inaugurada em 1943. Como município, Parnamirim só foi emancipado em 1958. Chamou-se Eduardo Gomes de 1973 a 1987, mas voltou a ter o nome original depois disso.

Em 2020 a estação era a terminal dos trens metropolitanos da linha Sul de Natal. A estação original de 1943, no entanto, foi demolida. Ultimamente se usava uma "moderna", com uma pequena bilheteria toda pichada e uma plataforma comprida, mas com coberturas apenas em alguns trechos.

Em 24/6/2020, o ministro Rogério Marinho comunicou o investimento na linha durante a inauguração de uma nova estação de trem em Parnamirim, que havia sido projetada em 2016. No local, ele anunciou a compra de uma nova locomotiva e a implantação de 2 linhas e 9 estações que fazem parte do processo de expansão. Com o investimento, a malha ferroviária da região metropolitana de Natal vai passar dos atuais 54 quilômetros para 70.


ACIMA: Nesta foto se vê o pequeno prédio da estação, com várias pichações, e o trem que vem de Natal (Foto Gunnar Gil em 2/2014).

ACIMA: A nova estação de Parnamirim à noite em 2020 (Foto CBTU-Natal).

(Fontes: Gunnar Gil; Luiz Antonio Coutinho; https://g1.globo.com/, 26/6/2020; Luizinho; Wikipedia, 24/6/2011; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação, sem data. Autor desconhecido. Cessão Luiz Antonio Coutinho

A estação original antes da demolição, foto de 1985 por Luiz Antonio Coutinho

A estação original antes da demolição, foto de 1985 por Luiz Antonio Coutinho

A estação original antes da demolição, foto sem data por Prefeitura Municipal

A estação em 2013. Foto Luizinho/Facebook

Coberturas parciais na plataforma de Parnamirim. Foto Gunnar Gil em 2/2014

A nova estação já com o VLT na linha. Foto CBTU-Natal
   
     
Atualização: 11.09.2020
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.