A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Melo Viana
Barra do Funchal
...

IBGE - 1960
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
Rede Mineira de Viação (1937-1965)
V. F. Centro-Oeste (1965-1968)
BARRA DO FUNCHAL
Município de Dores do Indaiá, MG
Ramal de Paracatu - km 1.079,392 (1960)   MG-2477
    Inauguração: 24.04.1937
Uso atual: moradia   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1937
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Paracatu partia originalmente da estação de Velho da Taipa, na bitola estreita (0,76 cm) da EFOM. Em 1927 chegou a Melo Viana e no sentido oposto já atingia Água Suja e Pará de Minas, juntando-se com a linha da EFOM de bitola métrica que ligava Belo Horizonte a Garças, na hoje estação de Azurita. Em 1931, a estrada foi incorporada à EFOM para formar a RMV - Rede Mineira de Viação e passou a se chamar ramal de Paracatu. Atingiu em 1937 Barra do Funchal, mas jamais chegou à cidade que lhe deu o nome, Paracatu. Em 1968, foi erradicado o trecho Bom Despacho-Barra do Funchal, e, em 1994, o restante do ramal.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Barra do Funchal foi inaugurada já pela Rede Mineira de Viação em 1937. Segundo historiadores locais, foram construídos dois túneis entre as estações de Melo Viana e de Barra do Funchal, e nesta cidade a ferrovia parou por ter sido encontrado solo demasiado rochoso para se prolongar os trilhos até
ACIMA: Foto tirada por volta de 1958. A sua legenda diz que é o rio Indaiá, onde se dividiam na época dois municípios: São Gotardo (à esquerda) e Dores do Indaíá (à direita). No mapa anexo, aparece o município de Dores do Indaiá, mostrando que a E. F. Paracatu (depois ramal de Paracatu, da RMV) acabava na margem do rio, ou muito próximo. O nome Barra do Funchal vem do rio que desagua no rio Indaiá, mas do outro lado, vindo dentro do município de São Gotardo: ele não é visto na foto, posto que o que pareceria um rio é na verdade uma estrada. Nem tampouco se vê a ferrovia à direita, mas ela existia nessa época. Deve estar mais para o sul, ou mais para dentro, mas muito próxima. A foto faz referência a ser este o ponto final da Paracatu. A serra que se vê ao fundo é a Serra da Saudade. Ou seja: a ferrovia acabava no nada, mesmo (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. IX, IBGE, 1960). ABAIXO: Antigo pátio ferroviário de Barra do Funchal, com a estação e uma pequena casa, em foto de 2009 (Foto Luiz Alves).
Paracatu
. Foi desativada em 1968, com a erradicação definitiva do trecho Bom Despacho-Barra do Funchal. Ainda está de pé e bem conservada, servindo como moradia.
(Fontes: Italo Coutinho;Luiz Alves; www.coisasdoindaia.com.br; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1960; www.youtube.com/watch?v=rKOI_SO_ea4, fotograma; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

Estação de Barra do Funchal em 2007. Foto coisasdoindaia.com.br

Bilheteria da estação de Barra do Funchal em 2007. Foto coisasdoindaia.com.br

Fachada da estação em 2009. Fotograma do youtube

A estação em 2009. Fotograma do youtube

A estação em 10/2010. Foto Italo Coutinho
 
     
Atualização: 30.01.2012
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.