A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Upareba
Araruba
Curupá
...

ramal de Tabatinga - 1950
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...

 
E. F. Araraquara (1929-1960)
ARARUBA
Município de Tabatinga, SP
Ramal de Tabatinga - km 32,304   SP-0630
Altitude: 501 m   Inauguração: 22.02.1929
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1929 (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal que saía de Silvânia era o único ramal da E. F. Araraquara, e começou a ser construído em 1908. O primeiro trecho entregue o foi em 1911, tendo ele chegado em Tabatinga, na E. F. Dourado, em 1916, que era uma estação administrada em conjunto com esta ferrovia. O ramal permaneceu com bitola métrica mesmo após o alargamento da bitola da EFA nos anos 1950, e foi finalmente extinto em 1966.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Araruba foi a última a ser aberta no ramal, em 1929. Em 1911, quando do início da construção do ramal e das aberturas das estações de Cambuí e de km 11 (Teixeira Leite), falava-se na construção das estações de Água Sumida, "logo depois do km 29", e Rio do Meio, "no km 31". Araruba pode ser a Rio do Meio, mas que acabou sendo aberta somente em 1929, dezoito anos após o anúncio da revista. Foi desativada em 15/06/1960, de acordo com o relatório da EFA de 1962. O ramal, no entanto, foi desativado em 1966. A linha foi retirada, e na região da estação de Araruba, ela passava por dentro da secção Araruba da fazenda Cambuí. O leito acompanhava o córrego São João nesse trecho, e ainda existe, embora com pouquíssimos resquícios da antiga ferrovia. A estação também já não existe mais. Segundo Guilherme Lavalta, de Matão, era essa a estação mais movimentada do ramal, em termos de carga: carregava-se café, gado, algodão, amendoim e muitas outras cargas ali.

ACIMA: Fechamento da estação de Araruba a partir de 15/6/1960 (O Estado de S. Paulo, 7/6/1960). ABAIXO: O leito antigo do ramal de Tabatinga pode ser visto aqui no sentido de Curupá, (Foto Ralph M. Giesbrecht, 30/04/2002).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; O Estado de S. Paulo, 7/6/1960; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

   
     
     
Atualização: 20.07.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.