A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Talhado
Delmiro
Sinimbu
...

Linha de P. Afonso (1940)
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Paulo Afonso (1882-1903)
Great Western (1903-1950)
Rede Ferroviária do Nordeste (1950-1964)
DELMIRO (antiga PEDRA)
Município de Água Branca, AL (1882-53)
Município de Delmiro Gouveia, AL (1953-)
Linha Sul - km 54 (1960)   AL-3427
Altitude: 245 m   Inauguração: 10.07.1882
Uso atual: museu (2012)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. de Paulo Afonso foi construída entre 1881 e 1883 para evitar o trecho não navegável do rio São Francisco de forma a carregar as mercadorias pela margem esquerda do rio nesse trecho. Foi sempre deficitária, passando por uma região muito pobre de Alagoas e parte de Pernambuco, terminando próximo à cachoeira de Paulo Afonso, daí o nome. Em 1901, foi arrendada à Great Western do Brasil, mas continuou sem ligação física com as outras ferrovias da região. Em 1943, chegou-se a anunciar seu fechamento, o que acabou não ocorrendo. Somente em 1964 a desativação foi feita efetivamente, sob protestos da população da região.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Pedra foi inaugurada em 1882 - quando a ferrovia foi construída, havia uma quantidade enorme de pedras no local da estação. Mais tarde, em 1903, apareceu por ali um empreendedor de nome Delmiro Gouveia, que ali construiu uma

fábrica de linhas e toda a infraestrutura, inclusive uma usina de eletricidade, para poder movimentá-la. A fábrica acabou fechada não muito tempo depois de sua morte, em 1917. Por causa dele a cidade acabou recebendo seu nome. A ferrovia passou a ser chamada popularmente de Trem de Delmiro. A própria estação recebeu, no final de 1943, o nome Delmiro. Depois do fechamento da ferrovia, em 1964, esta foi fechada e abandonada. Restaurada, passou a abrigar em 1989 o Museu Delmiro Gouvêa, que mostra tanto artefatos e fotos da ferrovia quanto da antiga fábrica de linhas. Nos dísticos do pequeno prédio, um lado ostenta o antigo nome - Pedra - e o outro, o atual - Delmiro. A locomotiva em frente à estação faz parte do museu e pertencia à ferrovia.

À ESQUERDA: Inauguração da ferrovia de Piranha a Pedra em 1882 (Diario de Noticias, Belem do Pará, 9/8/1882)

ACIMA: Ponte ferroviária próxima à estação de Delmiro, em 2010 (Foto Sydney Corrêa). ABAIXO: Locomotiva e vagões próxima à estação de Delmiro (Autor e data desconhecidos).
(Fontes: Sydney Corrêa; Ruben F. de A. Bonfim: A Estrada de Ferro Paulo Afonso, 2001; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Delmiro, em 1982. Acervo Luiz Ruben F. de A. Bonfim

Estação de Delmiro, antes do restauro, provavelmente 1988. Acervo Luiz Ruben F. de A. Bonfim

Estação de Delmiro, antes do restauro, provavelmente 1988. Acervo Luiz Ruben F. de A. Bonfim

Estação de Delmiro, antes do restauro, provavelmente 1988. Acervo Luiz Ruben F. de A. Bonfim

Estação de Delmiro, em 2001. Acervo Luiz Ruben F. de A. Bonfim

Estação de Delmiro, em 2001. Acervo Luiz Ruben F. de A. Bonfim

Estação de Delmiro, em 2001. Acervo Luiz Ruben F. de A. Bonfim

A estação em 2010. Foto Sydney Corrêa
 
     
Atualização: 30.11.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.