A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
São Francisco
Quebrangulo
Anum
...

Ramal do Colégio (1940)
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
Great Western (1912-1950)
Rede Ferroviária do Nordeste (1949-1975)
RFFSA (1975-1996)
QUEBRANGULO
Município de Quebrangulo, AL
Ramal de Colégio - km 418 (1960)   AL-3165
Altitude: 242 m   Inauguração: 14.12.1912
Uso atual: pode ter sido destruída na inundação de 2010   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal do Colégio, que somente tomou este nome quando atingiu a estação de Porto Real do Colégio em 1950, foi aberto aos poucos a partir da estação de Lourenço de Albuquerque, na linha Recife-Maceió da Great Western. Em 1884 estava em Urupema, em 1891 avançou até Viçosa, em 1912 em Quebrangulo. Somente em 1933 chegou a Palmeira dos índios, para somente 14 anos depois recomeçar a sua marcha para o rio São Francisco, onde chegou em 1950. A ponte com a cidade de Propriá no Sergipe somente foi entregue em 1972, facilitando a passagem dos trens, que antes passavam por barcos e balsas. Em 2000, a queda de uma ponte e de barreiras no ramal o interromperam até 2007, quando se começou a fazer a recuperação do ramal pela CFN, concessionária do trecho desde 1997. Os trens de passageiros não existem mais desde por volta de 1980.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Quebrangulo (e não Quebrângulo) foi inaugurada em 1912. "Temos comunicação de ter sido aberto ao tráfego o trecho da linha férrea de Quebrangulo ao quilômetro 44 do prolongamento de Viçosa a Palmeira dos Índios, no Estado de Alagoas" (Brazil Ferro-Carril, 31/01/1913). A notícia não é clara; não se sabe se ela está informando que apenas dois quilômetros de linha foram abertos além da estação de Quebrangulo, pois esta
A cidade de Quebrangulo, terra de Graciliano Ramos, foi em grande parte destruída por uma enchente do rio Paraíba no dia 19 de junho de 2010. Mais de 700 casas, inclusive a construção mais antiga da cidade, de 140 anos de idade e que era ocupada por uma creche foram totalmente arrasadas. A estação, apesar de não ter sido comentado nas reportagens e videos sobre a catástrofe, nem foi mencionada - mas ao que tudo indica foi, ao menos parcialmente, destruída. A linha foi arrancada em diversos pontos. A ponte ferroviária de 1912, que não era usada há dez anos, foi levada pelas águas. Aliás, segundo falou o prefeito, foi ela, que, baixa e com apenas dois vãos, teria represado as águas e com isso, dividido o leito do rio em três imensos caudais que invadiram a cidade de 12.500 habitantes, 1/3 deles desabrigados.
distava 42 km de Viçosa. E a estação tem a data oficial de inauguração, realmente, um mês antes da data da edição da revista. De qualquer forma, ali ficou o ramal de Colégio estacionado durante dezoito anos; somente em 1930 foi aberto mais um curto trecho até Anum, estação 21 quilômetros à frente. A eclosão da Guerra na Europa e a serra que teria de galgar à frente determinaram a paralisação da obra do prolongamento por anos. Em 2007, a estação era moradia: "O sem-teto Manoel de Oliveira, 39, e sua esposa,

ACIMA: A estação de Quebrangulo, o pátio, sem desvios, e a cidade por trás, em foto de 2010 (antes da enchente de junho) (Foto Diógenes Braga). ABAIXO: A estação de Quebrangulo fica(va) na sede do município de mesmo nome. (IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. n, 1960).
Maria do Amparo Oliveira, são os "donos" da estação ferroviária de Quebrangulo. O
prédio histórico, edificado no início do século passado, está caindo aos pedaços, mas tem cerca com arame farpado ao seu redor. A proteção contra possíveis invasores serve de varal para Maria do Amparo, mãe de sete filhos e dependente da Bolsa Família do governo federal
" (Gazeta, 14/10/2007). Em junho de 2010, a linha, a ponte e a estação teriam sido varridas do mapa por uma enchente. (a confirmar...)
(Fontes: Claudio Vitoriano Rocha; Diógenes Braga; www.escritoresalagoanos.com.br; UOL Notícias, 28/6/2010; Estevão Pinto: História de uma Estrada de Ferro no Nordeste, 1949; Brazil Ferro-Carril, 31/01/1913; jornal Gazeta 14/10/2007; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. n, 1960; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Quebrangulo em 2007. Foto Claudio Vitoriano

A estação de Quebrangulo em 2007. Foto Claudio Vitoriano

A estação em 2009. www.
escritoresalagoanos.com.br
     
     
Atualização: 28.11.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.