A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Serra Grande
São José da Lage
Rocha Cavalcanti
...

Linha Sul (1940)
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Sul de Pernambuco (1894-1901)
Great Western of Brazil Ry. Co. (1901-1951)
Rede Ferroviária do Nordeste (1951-1975)
RFFSA (1975-1996)
SÃO JOSÉ DA LAJE
Município de São José da Laje, AL
Linha Sul - km 237 (1960)   AL-3078
Altitude: 130 m   Inauguração: 13.05.1894
Uso atual: biblioteca pública (2016)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha Sul, ou Recife-Maceió, é uma junção de três ferrovias: a E. F. Recife ao São Francisco, aberta entre 1858 e 1862 (foi a segunda ferrovia a ser aberta no Brasil), a E. F. Sul de Pernambuco, entre 1882 e 1894 e a E. F. Central de Alagoas, aberta em trechos entre 1871 e 1884, arrendada em 1880 à The Alagoas Railway Co. A primeira ligou Recife a Una (hoje Palmares), a segunda Una a Imperatriz (hoje União dos Palmares) e a terceira, Imperatriz a Maceió. Em 1901, a Great Western do Brasil Railway Co., empresa inglesa, ganhou a concessão das duas primeiras e, em 1903, a da última, unindo as linhas e diminuindo a bitola da primeira, em 1905, de 1.60 m para métrica. Em 1950, o Governo da União encampou a Great Western, transformando-a na Rede Ferroviária do Nordeste (RFN), que passou a ser um das subsidiárias da RFFSA em 1957 e que foi finalmente incorporada em uma de suas superintendências regionais em 1975. Finalmente, em 1997, foi cedida em concessão para a CFN - Cia. Ferroviária do Nordeste. Os trens de passageiros seguiram até os anos 1980. Somente sobram hoje os trens de subúrbio de Maceió e de Recife, que percorrem as duas pontas da linha.
 
A ESTAÇÃO: A estação de São José da Lage foi inaugurada em 1894 pela E. F. Sul de Pernambuco. Nesse mesmo ano, a E. F. Central de Alagoas chegou com seus trilhos a essa estação, unindo as duas malhas, que, nove anos depois, já estavam encampadas pela rede da Great Western. "Esta estação fica na Zona da Mata de Alagoas. Área de produção açucareira muito forte onde até os acostamentos das estradas são invadidos pela cana. É um rolo compressor onde o pequeno proprietário só tem duas opções: arrendar a terra para o grande ou jogar a toalha. Os serviços eram conjugados no mesmo prédio. Foi a primeira vez que vi uma estação assim com agência, sala de espera, armazém e uma outra porta sem identificação. Não há qualquer isolamento da ferrovia com as outras áreas. Até em Maceió o trem divide espaço com os carros, o que muita gente estranha" (Elias Vieira, 05/2005). "Em São José da Laje, a única atividade é uma "patrulha" de auto-de-linha da CFN" (Nicholas Burmann, 2003). O prédio estava servindo como biblioteca pública em 2016.

ACIMA: Estação e pátio de São José da Laje em julho de 2011 (Foto Claudio Vitoriano). ABAIXO: A estação de São José da Laje ficava na cidade do mesmo nome (IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. n, 1960).

(Fontes: Claudio Vitoriano; Elias Vieira; Nicholas Burmann; Heber Lopes; Estevão Pinto: História de uma estrada de ferro do Nordeste, 1949; www.princesadasfronteiras.com.br; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em dia de festa em 1950. www.princesadasfronteiras
.com.br

Estação de São José da Laje, ainda com o dístico da RFFSA e sua superintendência regional. Foto Elias Vieira, em 05/2005.

A estação e a tranqüilidade local. Foto Elias Vieira, em 05/2005.

À saída da estação, os trilhos entram pelas ruas da cidade, dividindo espaço com os automóveis. Foto Elias Vieira, em 05/2005.

Detalhe da porta da estação. Foto Elias Vieira, em 05/2005.

Outra vista da estação. Foto Elias Vieira, em 05/2005.

A estação de São José da Laje. Foto Elias Vieira, em 05/2005.

A estação já ameaçando ruína. Foto Claudio Vitoriano em 07/2011.
 
     
Atualização: 19.07.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.