A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Urupês
Coronel Pereira Lima
Guajuvira
...

ramal de Igarapava-1935

IBGE-1960
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2000
...

 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1910-1971)
FEPASA (1971-1979)
CORONEL PEREIRA LIMA
(antiga PORANGABA)

Município de Salles Oliveira, SP
Ramal de Igarapava- km 31,925   SP-1100
    Inauguração: 01.06.1910
Uso atual: abandonada   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1910
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Igarapava foi aberto em seu primeiro trecho, em 1899, até Jardinópolis, a partir do local em que seria construída a estação de Entroncamento, um ano depois. Em 1905, chegou a Igarapava, então ainda Santa Rita do Paraizo. Em 1914, atingiria a linha do Catalão, já em Minas Gerais, pouco antes de Uberaba. O ramal atravessava as melhore terras de café do norte do Estado. Em fevereiro de 1979 foi fechado para cargas, e em 10/05/1979 para os trens de passageiros, e substituído pela variante Entroncamento-Amoroso Costa, que correria mais a oeste da linha velha e se tornaria então a continuação do tronco retificado da ex-Mogiana. Os trilhos foram retirados por volta de 1986, sobrando apenas as velhas estações, abandonadas ou com outras funções.
 
A ESTAÇÃO: Aberta em junho de 1910 (existe uma fonte, também da Mogiana, que cita a data de inauguração como sendo 18/7/1910), recebendo o nome da fazenda Porangaba, em cujas terras estava. O jornal O Diário da Manhã, de Ribeirão Preto, de 31/05/1910, publicava o seguinte: "Companhia Mogyana - Faço publico que no dia primeiro de junho proximo futuro será aberta ao trafego publico de passageiros, mercadorias e para serviços telegraphicos a estação de Porangaba, no kilometro 32 do ramal de Santa Rita do Paraizo. Campinas, 17 de maio de 1910. José Pereira Rebouças - Inspetor Geral." O seu nome foi alterado, provavelmente no início dos anos 1950, para Coronel Pereira Lima, em homenagem ao Coronel Cândido Pereira Lima, de família da cidade de Salles Oliveira, e falecido em 1953. Era ele o dono da

ACIMA: Esquema do pátio de Coronel Pereira Lima em novembro de 1968 (Clique sobre a figura para ter maiores informações) (Acervo Museu da Companhia Paulista, Jundiaí, SP - Reprodução Caio Bourg). ABAIXO: A velhe tableta pintada resiste ao tempo... incrível, havia ali uma "sala para senhoras"! (Foto Leo Figueiredo em 2012).
fazenda Porangaba. Foi desativada em fevereiro de 1979, com a mudança do traçado da linha para oeste. Foi até criada uma estação Coronel Pereira Lima-nova, do outro lado da via Anhangüera. A velha estação fica hoje a uns duzentos metros à direita da via Anhangüera, mas somente pode ser atingida depois de se trafegar mais de dois quilômetros em estrada de terra dentro de uma área de sítios e canaviais. Está abandonada, com o canavial chegando tão perto que até dificulta as fotografias. No seu dístico, de um dos lados. Lê-se uma mistura do nome novo com o velho, Porangaba, com a tinta já desgastada. Em fevereiro de 2012, integrantes do MST invadiram a área alegando ser terras da União,pois pertencem à RFFSA. Co mo estará a estação hoje, doze anos após minha última e única visita ao local? Ainda de pé? Resistirá então aos invasores? (Veja também CORONEL PEREIRA LIMA-NOVA)
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Caio Bourg; Museu da Companhia Paulista, Jundiaí, SP; Diário da Manhã, Ribeirão Preto, 1950; Cia. Mogiana: relatórios anuais, 1900-69; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação, abandonada e cercada pelo mato alto, em 17/06/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, abandonada e cercada pelo mato alto, em 17/06/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, abandonada e cercada pelo mato alto, em 17/06/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, abandonada e cercada pelo mato alto, em 17/06/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht
   
     
Atualização: 16.12.2012
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.