A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
(1964-)
Canaã-nova
Cravinhos-nova
Engenheiro Silva Mendes
...

Tronco CM-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1999
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1964-1971)
FEPASA (1971-1998)
CRAVINHOS-NOVA (antiga E-2)
Município de Cravinhos, SP
variante Bento Quirino-Entroncamento - km 267,604   SP-0005
Altitude: -   Inauguração: 01.05.1964
Uso atual: fechada (2011)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1964
 
 
HISTORICO DA LINHA: Com obras que duraram quase dez anos, a Mogiana entregou em 1964 esta variante que substituía a linha-tronco original no trecho entre as estações de Bento Quirino e Alto, esta um pouco antes da estação de Entroncamento, então a última do tronco original. Com a retirada posterior dos trilhos, sete estações foram fechadas, uma (a de Ribeirão Preto original) foi desativada três anos depois e outra (Barracão) passou a servir o ramal de Sertãozinho. Por sua vez, cinco estações novas foram criadas na variante, que opera até hoje e trasnportou trens de passageiros até agosto de 1997.
 
A ESTAÇÃO: A estação foi aberta em 1964, na linha nova da Mogiana (variante Bento Quirino-Alto), e inicialmente era chamada apenas de "E2".

Alguns anos mais tarde, recebeu o nome de Cravinhos, mas fica a nove quilômetros do centro da cidade, chegando-se hoje a ela por uma variante da rodovia Cravinhos-Serrana.

Com o fim do trem de passageiros, em fins de 1997, foi abandonada de vez.

O seu hall central estava imundo e cheio de excrementos, e a plataforma, coberta pelo mato, em dezembro de 1999, quando lá estive.

A estação, em 2006, estava melhor do que em 1999: "A estação provavelmente está ocupada por alguém (pelo menos há uma placa dizendo que é
propriedade particular, deve ter sido comprada por alguém), fato que impediu uma depredação mais severa. Fiquei contente em achar a placa da época do Carvalho Pinto, existia uma igual em Evangelina e me lembro que chamava atenção quando era criança. A estação está relativamente boa, foi bom que alguém tomou conta, senão provavelmente já a teriam destruído. Fica num local muito bonito com muitos pesqueiros, chácaras e sítios. A vila ferroviária está lá e as casinhas estão conservadas. No terreno ao lado da estação está a subestação de força da eletrificação do trecho de Campinas e Ribeirão Preto. Esta está saqueada, abandonada e hoje serve de pasto a alguns cavalos. Mais um exemplo, entre milhares, de desperdício e ingerência do dinheiro e patrimônio público" (Rodrigo Cabredo, 09/2006).

Em 2016, a estação estava abandonada.

(Veja também CRAVINHOS)

AO LADO: resumido da Folha de S. Paulo, 6 e 7/2/1964..

Em 5 de fevereiro de 1964, portanto na fase em que tanto a estação quanto a linha já estavam prontas mas funcionavam somente para cargas (não havia havido uma inauguração oficial ainda), dois vagões da Mogiana com um carregamento de espingardas e armas de caça foi retido na estação de Cravinhos-nova (E-2), sem documentação. Somente no dia seguinte foram liberados. Tratava-se realmente de carga legal, cujos documentos haviam sido deixados por engano em Campinas e se destinavam a Uberlândia

ACIMA: Esquema do pátio de Cravinhos-nova em novembro de 1968 (Clique sobre a figura para ter maiores informações) (Acervo Museu da Companhia Paulista, Jundiaí, SP - Reprodução Caio Bourg). ABAIXO: O mapa mostra a distância entre a estação de Cravinhos-velha (canto inferior esquerdo) e a de Cravinhos-nova (canto superior direito), esta não aparecendo marcada no mapa, mas junto ao cruzamento da estrada em vermelho com a variante). Notar que no mapa a linha velha aparece como abandonada, mas já havia sido retirada na época (IBGE, 1982).


ACIMA: Casas de turma no pátio de Cravinhos-nova. Se estavam conservadas em 2006 (ver texto), em agosto de 2011 já estão bem ruins (Foto Marcelo Tomaz).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Silvio Rizzo; Marcelo Tomaz; Dimas Levi Ornellas; Rodrigo Cabredo; Hugo Caramuru; Fernando Pereira; Caio Bourg; Museu da Cia. Paulista, Jundiaí, SP; Folha de S. Paulo, 1964; Cia. Mogiana: Relatórios anuais, 1950-69; Cia. Mogiana: Álbum, 1910; IBGE, 1982; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em atividade, em 1981. Acervo Fernando Pereira

A estação em 1990. O carro anexo era de um trem especial da RFFSA. Foto Hugo Caramuru

Foto de Ralph M. Giesbrecht mostra a estação em 28/12/1999

Outra foto de Cravinhos-nova, por Ralph M. Giesbrecht, em 28/12/1999

Lado da plataforma, foto Ralph M. Giesbrecht, em 28/12/1999

Antigo hall da bilheteria da estação em 09/2006. Foto Rodrigo Cabredo

A estação em 09/2006. Foto Rodrigo Cabredo

A estação em 09/2006. Foto Rodrigo Cabredo

A estação em 3/2011. Foto Dimas Levi Ornellas

Estação de Cravinhos em 26/8/2011. Foto Marcelo Tomaz

A estação em 29/12/2016. Foto Silvio Rizzo
 
     
Atualização: 29.12.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.