A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice - estações da linha
...
Três Poços
Pinheiral
Vargem Alegre
...

...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...

 
 
E. F. Dom Pedro II (1871-1989)
E. F. Central do Brasil (1889-1975)
RFFSA (1975-1996)
PINHEIRAL (antiga PINHEIRO)
Município de Pinheiral, RJ
Ramal de São Paulo - km 130,192 (1928)   RJ-1192
Altitude: 365 m   Inauguração: 25.03.1871
Uso atual: biblioteca; o armazém virou a estação da MRS   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1902
 
 
HISTORICO DA LINHA: Em 1869, foi constituída por fazendeiros do Vale do Paraíba a E. F. do Norte (ou E. F. São Paulo-Rio), que abriu o primeiro trecho, saindo da linha da SPR no Brás, em São Paulo, e chegando até a Penha. Em 12/05/1877, chegou a Cachoeira (Paulista), onde, com bitola métrica, encontrou-se com a E. F. Dom Pedro II, que vinha do Rio de Janeiro e pertencia ao Governo Imperial, constituída em 1855 e com o ramal, que saía do tronco em Barra do Piraí, Província do Rio, atingindo Cachoeira no terminal navegável dois anos antes e com bitola larga (1,60m). A inauguração oficial do encontro entre as duas ferrovias se deu em 8/7/1877, com festas. As cidades da linha se desenvolveram, e as que eram prósperas e ficaram fora dela viraram as "Cidades Mortas"... O custo da baldeação em Cachoeira era alto, onerando os fretes e foi uma das causas da decadência da produção de café no Vale do Paraíba. Em 1889, com a queda do Império, a E. F. D. Pedro II passou a se chamar E. F. Central do Brasil, que, em 1896, incorporou a já falida E. F. do Norte, com o propósito de alargar a bitola e unificar as 2 linhas. O primeiro trecho ficou pronto em 1901 (Cacheoira-Taubaté) e o trecho todo em 1908. Em 1957 a Central foi incorporada pela RFFSA. O trecho entre Mogi e São José dos Campos foi abandonado no fim dos anos 1980, pois a construção da variante do Parateí, mais ao norte, foi aos poucos provando ser mais eficiente. Em 31 de outubro de 1998, o transporte de passageiros entre o Rio e São Paulo foi desativado, com o fim do Trem de Prata, mesmo ano em que a MRS passou a ser a concessionária da linha. O transporte de subúrbios, existente desde 1914 no ramal, continua hoje entre o Brás e Estudantes, em Mogi e no trecho D. Pedro II-Japeri, no RJ.
 

A ESTAÇÃO: A estação de Pinheiro foi aberta em 1871 em terras da Fazenda São José do Pinheiro, do Comendador José Joaquim de Souza Breves, morto em 1879.

Em 1890 a fazenda, junto à estação ferroviária, foi desapropriada. A sede passou no ano seguinte para a União.

Já existia uma vila ao redor da estação, enquanto a fazenda foi cedida ao Ministério da Guerra, nela passando a funcionar um Hospital Militar. Em 1899, passou para o Ministério da Agricultura.

Em 1902, a estação ganhou um novo prédio.

Já a sede da velha fazenda passou de dono em dono, sempre na esfera federal, e em 1968, já como "Aprendizado Agrícola Nilo Peçanha", passou a ser subordinado à Universidade Federal Fluminense, e, em 1985, cedido definitivamente a ela.

Os trens de passageiros da antiga Central já não paravam mais na estação desde os anos 1970.

Em 1986, um incêndio de grandes proporções destruiu parcialmente a sede da fazenda, e outro piorou mais as coisas, em 1990. Em 2005, o casarão estava em ruínas.

Em 1994, Pinheiral tornou-se município.

A estação, desativada, estava servindo em 2005 como biblioteca. Já o velho armazém ao seu lado passou a ser, depois de reformado, a estação operacional da MRS.

AO LADO: Acidente na estação de Pinheiro em 1939 (O Estado de S. Paulo, 11/7/1939).

ACIMA: A casa central da fazenda de Pinheiro já adaptada às necessidades da Administração do Posto e da Escola de Zootecnia, em 1912. Ela podia ser vista da ferrovia. Para ler mais sobre a Fazenda Pinheiro nos seus tempos áureos, clique aqui. ABAIXO: Na inauguração do Posto, em 1912, personalidades na estação de Pinheiro - hoje Pinheiral - entre elas, o Senador Pinheiro Machado e o Ministro Paulo de Frontin (Fotos da Revista Illustração Brasileira, 1/5/1912, acervo Ralph M. Giesbrecht). de 1912, foi aberto no prédio o Posto Zootécnico Federal de Pinheiro. Nos anos 1940, a estação e o local trocam o nome, passando de Pinheiro a Pinheiral. A sede da fazenda foi passando


ACIMA: O imponente casarão de Pinheiral (veja a foto mais acima) virou ruínas. O telhado desabou, as portas e as janelas estão podres, tudo está virando pó (Foto Eliezer Magliano, 2005).

(Fontes: Jorge Alves Ferreira; Eliezer Magliano; O Estado de S. Paulo, 1939; Illustração Brasileira, 1912; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Communicação, 1928; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em 01/2003. Foto Jorge Alves Ferreira

A estação em 01/2003. Foto Jorge Alves Ferreira

A estação em 01/2003. Foto Jorge Alves Ferreira

A estação em 01/2003. Foto Jorge Alves Ferreira

A estação em 01/2003. Foto Jorge Alves Ferreira

O auto de linha da MRS em frente à estação de Pinheiral, em 08/2005. Foto Eliezer Magliano

O antigo armazém é hoje a estação da MRS em Pinheiral, em 08/2005. Foto Eliezer Magliano
   
     
Atualização: 01.06.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.