A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Campo Grande
Limoeiro
Pedra do Sono
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
Great Western (1882-1950)
Rede Ferroviária do Nordeste (1950-1968)
LIMOEIRO
Município de Limoeiro, PE
Ramal de Bom Jardim - km 83 (1960)   PE-4235
    Inauguração: 20.02.1882
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal foi construído como parte da então linha-tronco da E. F. Recife ao Limoeiro, e em 1882 atingiu Limoeiro. Com a decisão de se unir a ferrovia a partir de Carpina às ferrovias da Paraíba, o trecho tornou-se um ramal. Em 1930 ele foi prolongado até Lagoa Comprida e finalmente em 1937 até Bom Jardim, que definitivamente se tornou seu ponto terminal. O tráfego do ramal foi interrompido por um acidente em 1963 e nunca mais foi reativado. Em 13 de outubro de 1968 o ramal foi oficialmente erradicado.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Limoeiro foi inaugurada em 1882
no ramal de Limoeiro, depois chamado de ramal de Bom Jardim, extinto em 1968. "Limoeiro é, sem dúvida, a cidade mais importante dessa região por onde um dia passou a ferrovia, talvez por isso (progresso) tenha sido a única a cometer esse crime: sua estação foi completamente demolida e no seu lugar construiu-se a rodoviária. Cheguei em Limoeiro na metade de 2008; se tivesse chegado seis meses antes, teria encontrado o que seria a última
ACIMA: Entrada da cidade e do pátio; a estação está no centro, ao lado esquerdo das árvores (Autor desconhecido. Cessão Sanchirles Costa). ABAIXO: A última lembrança da ferrovia em Limoeiro - um viaduto em pedra, escondido pelo mato (Foto Sydney Correa, 2008).

memória da antiga ferrovia, um pequeno pedaço da via, a saída de um desvio, intacto. Ele estava ainda à mostra no solo, deixado lá como uma grande lembrança, mas como a via foi totalmente invadida, pois a reforma e ampliação de uma pequena oficina fizeram com que o arrancassem, e o vendessem como sucata, depois de devidamente retalhado devido ao seu peso. O rapaz que me deu a informação disse que o braço hidráulico do caminhão não suportou o peso da peça. Isso me fez procurar incansavelmente por outra memória escondida dessas por todo Limoeiro, mas apenas encontrei essas lembranças das fotos
" (Sydney Correa, 01/2009). A estação já foi demolida.
(Fontes: Sanchirles Costa; Sydney Correa; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-82)
     

A estação de Limoeiro ainda de pé, provavelmente anos 1980. Autor desconhecido. Cessão Sanchirles Costa
     
Atualização: 29.12.2012
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.