A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
RMV - Linha-tronco
...
Catalão-EFG
Ouvidor-EFG
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...

 
E. F. Goiaz (1922-1942)
OUVIDOR DA E. F. GOIAZ
Município de Ouvidor, GO
Ramal de Ouvidor- km 136 (1940)   GO-3600
Altitude: -   Inauguração: 1922
Uso atual: n/d - ainda de pé (2004)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1913 (já demolida)
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Goiandira a Catalão foi inaugurado em 1913, ligando as duas cidades. Em 1922, o ramal foi prolongado até Ouvidor, que permaneceu 20 anos como ponta de linha. Com a chegada da linha-tronco da RMV à cidade, em 1942, o trecho, retificado, foi incorporado à Rede Mineira de Viação. Novas estações foram construídas e a RMV passou a terminar sua linha em Goiandira.
 
A ESTAÇÃO: A cidade de Ouvidor realmente não teve fundador: ela teve início em 1922 com a inauguração da estação ferroviária da Estrada de Ferro Goiás, ponta da linha que vinha de Goiandira e que mais tarde se ligou a Minas Gerais, com a absorção desse trecho da E. F. Goiaz pela Mineira de Viação. Esta região pertencia ao município de Catalão e era conhecida por Catuaba, vegetal utilizado como remédio pelos moradores da região e que mais tarde transformou-se em cidade de Ouvidor. O nome veio do Ribeirão Ouvidor, que faz o limite com Catalão.

Os primeiros moradores da região foram os fazendeiros e seus familiares, entre eles, o Major Irineu Francisco do Nascimento Pereira, que solicitou a construção da estação ferroviária e outros. Com a construção da estrada de ferro vieram outros moradores, como o ferreiro Manoel Fabiano, o comerciante de secos e molhados Adalardo Mesquita e o fazendeiro Manoel Vicente e ainda dois portugueses que deixaram a ferrovia ferro e passaram a trabalhar por conta própria: João Lourenço de Oliveira com um empório e Antônio Henrique Netto com a profissão de sapateiro, Tenente Teotônio Ayres da Silva com uma pensão e casa comercial, João Vicente Mesquita montando um farmácia e o dentista Antônio Ferreira Goulart que instalou seu gabinete dentário e posteriormente uma farmácia. Nessa época da estrada de ferro, veio residir em Ouvidor a família de João Pereira Fialho, procedente de Indianópolis, MG, pai do ferroviário Orcalino Pereira dos Santos. Orcalino trabalhou durante toda sua vida na ferrovia.

A primitiva estação foi desativada quando a linha da RMV chegou à cidade em 1942, para fazer a ligação Monte Carmelo-Patrocínio-Ouvidor e ligar Goiandira a Angra dos Reis através da linha-tronco da RMV.

Uma nova estação, em ponto diferente, foi construída para atender à nova linha e o antigo ramal vindo de Goiandira foi desativado, passando em 21/10/1942 da EFG para a RMV.

(Veja também OUVIDOR-RMV)

(Fontes: Fernando Picarelli; Correio Paulistano, 1942; www.ouvidor.go.gov.br; www.eggoiaz.gigafoto.com.br; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; RMV: relatório para 1944; Guias Levi, 1932-80)
     

A estação, foto sem data. www.eggoiaz.gigafoto.com.br

A estação em 02/2004. Foto Fernando Picarelli
 
   
     
Atualização: 26.06.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.