A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Linha da E. F. Goiaz
...
Eng. Nunes Galvão
Santa Marta
Goiânia
...

IBGE - 1957
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Goiaz (1950-1965)
V. F. Centro Oeste (1965-1975)
RFFSA (1975-1996)
SANTA MARTA
Município de Goiânia, GO
Linha-tronco - km 419,087 (1960)   GO-3329
Altitude: 679 m   Inauguração: 07.09.1950
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: prov. 1950
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha-tronco da E. F. Goiaz foi aberta a partir de Araguari, onde já estavam os trilhos da Mogiana desde o ano de 1896, em seu primeiro trecho em 1911, até a ponte sobre o rio Paranaíba, na divisa entre os Estados de Minas Gerais e Goiás. A partir de então, foi aquela demora de sempre: avançando lentamente, atingiu Goiânia, capital do Estado de Goiás desde o início dos anos 1940, somente em 1950, e alguns anos mais tarde a linha foi prolongada em dois quilômetros até Campinas de Goiás. Aí parou. Com a entrada em operação da linha para Brasilia, a partir da estação de Roncador, o trecho até Goiânia perdeu em importância. Hoje boa parte da linha está em operação para trens cargueiros: trens de passageiros acabaram nos anos 1980.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Santa Marta foi inaugurada em 1950. "A estação foi dilapidada aos poucos, foram roubando materiais até o último tijolo" (Reney, de Goiânia, 12/2005). Próximo à estação foram construídas, há vários anos atrás, diversas casas, enfermaria e posto de saúde para abrigar e tratar os portadores de hanseníase do estado de Goiás que ficou conhecida como colônia Santa Marta. Atualmente, junto com a antiga estação desenvolveu-se um bairro com o nome de Vila Galvão que foi em parte responsável pela depredação do referido prédio, existindo atualmente no local um monturro de pedras e terra, permanecendo apenas as casas dos antigos funcionários da rede ferroviária. Coordenadas: 16°39'47.77"S 49°12'29.29"W
(Fontes: Glaucio H. Chaves; Carlos Henrique Bispo de Araújo; Domingos Tiveron Filho; Reney, de Goiânia; Guia Geral de Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1948-1979; IBGE, 1957)
     

A estação ainda de pé, mas em ruínas. Data desconhecida. Foto Carlos Henrique Bispo de Araújo

Acima e à direita, as ruínas da estação, em 05/2006. Fotos Domingos Tiveron Filho
     
     
Atualização: 21.07.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.