A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
São Pedro de Ferros
Raul Soares
Capitão Martins
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Leopoldina (1916-1975)
RFFSA (1975-1994)
RAUL SOARES (antiga MATIPOÓ)
Município de Raul Soares, MG
Linha de Caratinga - km 530,317 (1960)   MG-1781
Altitude: 293 m   Inauguração: 20.02.1916
Uso atual: unidade de saúde, biblioteca e casa da cultura (2011)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1916
 
 
HISTORICO DA LINHA: Este trecho da Leopoldina na verdade era uma junção de várias linhas isoladas originalmente, construídas em épocas diferentes. O trecho entre Entre Rios (Três Rios) e Silveira Lobo foi aberto em 1903 e 1904; o seguinte, até a estação de Guarani, ficou pronto em 1883 e havia sido construído e operado pela Cia. União Mineira, até a entrega à Leopoldina, em 1884; o trecho entre esse ponto e Ligação ficou pronto em 1886, enquanto daí para a frente, até Ponte Nova, foi entregue entre os anos de 1879 e 1886. Entre 1912 e 1926, entregou-se a linha até Matipoó (Raul Soares) e finalmente, em 1931, a linha chegou a Caratinga, de onde não passou. Havia um trem de Barão de Mauá, no centro do Rio de Janeiro, para Caratinga, via Petrópolis, todos os dias, desde que a linha completa foi entregue, em 1931. Sem trens de passageiros desde os anos 1980 (em 1980 ainda existiam trens mistos fazendo o serviço de passageiros entre Ubá e Caratinga, vindo de Recreio, na antiga linha-tronco da EFL), a linha foi erradicada em 1994 nos trechos Três Rios-Ligação e Ponte Nova-Caratinga; o trecho intermediário consta até hoje como tendo "tráfego suspenso".
 
A ESTAÇÃO: A estação de Matipoó foi aberta em 1916, construída sobre um brejo, aterrado por Francisco Abrantes Costa. O prédio mantém um dístico com a data de sua conclusão - também 1916. O primeiro agente ferroviário da estação foi Alcides Figueiras (segundo Hélio Valle).

Passou a chamar-se Raul Soares em 01/12/1924 (ou em 15 de junho do mesmo ano) (mas também chamou-se por algum tempo Entre Rios) o que foi a origem do atual município, desmembrado do de Matipoó (Nota: algumas literaturas referem-se ao nome antigo como sendo Matipó).

Quanto a Raul Soares (1877-1924), era governador do Estado na época (1924), e faleceu antes do término de seu mandato, iniciado em 1922.

Daqui estava projetado, nos anos 1920, um ramal para alcançar Manhuaçu, então ponta da linha de Manhuaçu, mas este nunca saiu do papel.

A estação de Raul Soares permaneceu como ponta de linha até 1931, quando o prolongamento da linha até Caratinga foi entregue ao tráfego.

Pelo menos até 1980 ainda trafegavam por ali trens mistos, trazendo passageiros para a estação. Em 2002, a situação da estação era como segue:

"De acordo com inscrições na fachada, a construção data de 1916, mesmo ano em que chegaram os trilhos da Estrada de Ferro Leopoldina, fazendo da antiga estação de Matipó (como era conhecida) ponto final do terminal Ponte Nova/Caratinga. A cidade abriu espaço para o crescimento comercial, firmando- se como grande centro comerciário da região da Zona da Mata. Através de relatos entre os moradores, conseguimos perceber o quão estas linhas e o dinamismo provocados por elas fazem falta, ficando perpetuadas na memória. Com o "desenvolvimento" dos meios de transporte, o transporte rodoviário se demonstra mais interessante do que o ferroviário, deixando este significativamente estagnado. Após estragos causados pelas enchentes de 1979, a circulação na estação ficou totalmente suspendida. Em 1990 a prefeitura Municipal após conseguir o termo de permissão de uso (TPU) realizou reforma no prédio, mantendo características originais e transformando a edificação em um centro cultural, e ainda no entorno do terreno da estação três praças e a plataforma de embarque rodoviário. Típico exemplar da arquitetura ferroviária mineira, a antiga estação de ferro está implantada em terreno plano, recuada em relação à avenida e no alinhamento do passeio em relação à rua posterior - Wilson Damião. O embasamento em alvenaria de pedra eleva-a cerca de 70 centímetros, conformando a plataforma. Esta é coberta pela extensão do beiral, que é sustentado por mãos francesas em madeira. O telhado, estruturado em madeira e coberto com telha francesa, possui duas águas. O prédio possui 220 m² de área construída em paredes de tijolo maciço, revestidas com argamassa pintadas na cor amarela. O chapisco pintado na cor cinza compõe o barrado que contorna o edifício. As esquadrias em madeira são pintadas na cor vermelho terra, sendo as janelas compostas por duas folhas externas divididas em veneziana e vidro, e duas folhas internas almofadadas; as portas, uma ou duas folhas almofadadas com bandeira fixa em vidro; e, o portão, uma folha de correr em tábuas, dispostas de forma diagonal (espinha de peixe). Em suas dependências funcionam: Biblioteca, Junta Militar e Casa da Cultura. Esta corresponde ao antigo depósito, que possui piso em pedra ardósia com detalhe em tabuado e teto em telha vã. A Junta Militar situa-se em cômodos, que eram destinados aos funcionários da rede ferroviária, possuindo pisos em cerâmica, cimentado e teto em telha vã. O acesso à Biblioteca não foi possível pois se encontrava fechada. Em ambas empenas há em alto-relevo com o nome da estação, Raul Soares. A edificação encontra-se em bom estado de conservação, apresentando apenas manchas de umidade na base das paredes, ressecamento das madeiras das esquadrias e desgaste do piso em granito bruto da plataforma" (Cintia Honorato, Câmara Municipal de Raul Soares, 2001).

Em outubro de 2011, a antiga estação ainda funcionava como sede do CRAS, biblioteca e casa da cultura, sendo que a Junta Militar mudou-se para um novo endereço.

ACIMA: O primeiro trem chega a Matipoó em 1916. A estação seria inaugurada catorze dias depois. (O Estado de S. Paulo, 7/2/1916).

1924
AO LADO:
A inauguração foi do novo nome, a ferrovia não era a EFVM, mas a Leopoldina. Tudo errado (O Estado de S. Paulo, 15/6/1924).

ABAIXO: Pátio de Raul Soares, possivelmente anos 1940 (Autor desconhecido).




c. 1960
ACIMA:
Provavelmente anos 1960, a foto mostra o pátio e a estação de Raul Soares (Site http://pascoalonline.blogspot.com).

















anos 1910
AO LADO: Raul Soares (1877-1924).


ACIMA: Pátio e estação de Raul Soares operando com locomotiva diesel-elétrica, provavelmente nos anos 1970 (Site http://pascoalonline.blogspot.com).

(Fontes: Pedro Leal Dutra; Amadeu Miguel Gomes; Carlos Magno Pires de Paiva, 2008; Hélio Valle; Cintia Honorato; Câmara Municipal de Raul Soares, 2001; http:// pascoalonline. blogspot.com; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-80)
     

A estação ainda se chamava Matipoó. Anos 1910? Acervo Alexandre Gurgel

A estação e o pátio, provavelmente nos anos 1930. Acervo Alexandre Gurgel


A estação desativada em 2001. Autor desconhecido


A estação em 2002. Foto Roberta Vieira Raggi

A estação em 19/12/2006. Foto Amadeu Miguel Gomes

A estação em 19/12/2006. Foto Amadeu Miguel Gomes

A estação em 19/12/2006. Foto Amadeu Miguel Gomes

A estação já reformada, em 02/2008. Foto Carlos Magno Pires de Paiva

A estação já reformada, em 02/2008. Foto Carlos Magno Pires de Paiva

A estação em 10/2011. Foto Pedro Leal Dutra
 
     
Atualização: 22.10.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.