A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Pontal
Chopotó
Engenho
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...

 
E. F. Leopoldina (1886-1973)
CHOPOTÓ
Município de Ponte Nova, MG
Ramal de Dom Silvério - km 461,863 (1960)   MG-0809
Altitude: 356 m   Inauguração: 06.12.1886
Uso atual: moradia (2006)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Saúde - depois Ramal de Dom Silvério foi entregue ao trtáfego nos anos de 1886 e 1887, com ponto terminal em Saúde (Dom Silvério). Era a continuação da linha que vinha de Ubá e Ponte Nova, mas com a entrega, em 1916, da linha Ponte Nova-Matipoó (Raul Soares), o trecho Ponte Nova-Saúde passou a ser considerado um ramal. Ele foi suprimido em 30/06/1973.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Chopotó foi inaugurada em 1886 pela E. F. Leopoldina. Em 30/06/1886 - data diferente da citada em outras fontes - de acordo com historiadores da cidade de Dom Silvério, o Imperador Dom Pedro II, a Imperatriz Tereza Cristina e grande comitiva vieram até Chopotó para inaugurar a estação (ou a ponte, segundo outras fontes). Pernoitaram na fazenda da família Lana, tradicionais políticos da região de Barra Longa. Na oportunidade, Dom Pedro II, ao admirar o encontro dos rios Piranga e do Carmo que formavam o rio Doce, teria exclamado: "Tive muito prazer em vir às portas do rio Doce, trinta anos depois de ver-lhe a foz e de ter navegado ali!" A fina flor da sociedade saudense compareceu a Chopotó montada em seus cavalos, para recepcionar o Imperador.

87 anos depois, a estação foi fechada com o ramal, em 30/06/1973.

A estação foi convertida em moradia. A miséria da população local é enorme e o prédio está em estado precário.

"Fica na margem esquerda do rio Piranga em Ponte Nova. O local é muito isolado do resto da civilização. Para se chegar lá é preciso vencer uma dura estradinha de terra cheia de pedregulhos...pelo antigo leito ferroviário só de tração 4x4 ou a pé... em 3 a 4 anos irá desaparecer, com a construção da represa de Cangonga 2. Além da estação, só há uma igreja e uma bela casa antiga no local. Na casa está escrito em alto relevo: Villa Tatana" (Pedro Paulo Rezende, 04/2006).

"Sou descendente da família Lanna, da região. Dona Sebastiana Vieira Lanna, minha tia-avó, foi a primeira esposa do tio-avô Affonso de Vasconcellos Monteiro, tio de minha mãe e que viveu em Chopotó. Minha tia-avó Tatana casou-se com ele em 1908 e veio a falecer em 1927, sendo que ele se casou novamente, mas certamente a Villa Tatana foi construida no tempo da primeira esposa. Tio Affonso viveu em Chopotó até a sua morte em 1963, onde o seu programa preferido era descer até a estação e durante a curta parada do trem saber das novidades" (Eduardo de Lanna Malta, 05/2007).

(Fontes: Julio Cesar Alves; Pedro Paulo Resende; Gutierrez L. Coelho; Luiz Augusto de Freitas Santos; Eduardo de Lanna Malta; www.evirt.com.br/ domsilverio; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-80)
     

A estação de Chopotó em 06/2004. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação de Chopotó em 01/2006. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação de Chopotó em 01/2006. Foto Gutierrez L. Coelho
     
     
Atualização: 02.12.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.