A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Campelo
Miracema
...

...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2008
...
 
E. F. Santo Antonio de Pádua (1883-1884)
E. F. Macaé a Campos (1884-1887)
E. F. Leopoldina (1887-1970)
MIRACEMA
Município de Miracema, RJ (veja a cidade)
Linha de Campos a Miracema - km 461,202 (1960)   RJ-1868
Altitude: 137 m   Inauguração: 17.08.1883
Uso atual: estação rodoviária   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: entre 1935 e 1942
 
 
HISTORICO DA LINHA: A ferrovia ligando Campos a São Fidélis foi aberta em 1/8/1891, por uma concessão recebida por Edmundo Meinick e outros em 1876. Por outro lado, a E. F. Santo Antonio de Pádua, com uma concessão de 1879, havia estabelecido uma linha unindo Luca (São Fidélis) a Santo Antonio dos Brotos (Miracema), ferrovia esta aberta em 1880, de São Fidelis até Santo Antonio de Pádua, e em 1883, desta cidade até Miracema. Em 1884, este última foi vendida à E. F. Macaé a Campos. Em 1891, quando Miracema já estava ligada a Campos pela junção das duas ferrovias, ambas já pertenciam à Leopoldina. A linha era ligada até a linha do Manhuaçu próxima a Miracema, através do ramal de Paraoquena, que liga as estações dee Cisneiros, naquele ramal, com a de Paraoquena. Embora tenha parado de transportar passageiros desde o início dos anos 1980 (em 1980 ainda trens mistos carregavam passageiros de Recreio a Campos), a linha está ativa até hoje para cargueiros da FCA. Nos últimos tempos, o trem de passageiros, e hoje os cargueiros, seguiam direto de Cisneiros, na linha do Manhuaçu, pelo ramal de Paraoquena até Campos, deixando o trecho Paraoquena-Miracema desativado.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Miracema foi aberta pela E. F. Santo Antonio de Pádua em 1883, como estação terminal da ferrovia que vinha desde Luca (São Fidélis). A cidade já se chamava então Miracema, tendo tido o nome alterado do original, Santo Antonio

ACIMA: Estação de Miracema recepciona o então ex-presidente da República Nilo Peçanha em 1917 (Fon-Fon, 1917).
dos Brotos
, poucos anos antes. A descrição do local em 1884 era: "Na estação da Barra, freguezia de Santo Antonio de Pádua: um edifício no ponto terminal da linha, solidamente construído, e uma casinha de madeira annexa, coberta de zinco" (Estradas de Ferro do Brasil, Cyro Pessoa Jr., 1886). Em 1891, com a ligação entre

ACIMA: Em frente à plataforma de embarque da estação ferroviária de Miracema (vista à esquerda), ainda em atividade então nos anos 1950, o prédio da Fiação e Tecelagem São Martino, aproveitando o algodão que, pelo menos nessa época, era abundante na região (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, vol. VII, 1957). ABAIXO: A fábrica foi fundada em 1906, e foi Medalha de Ouro em 1908 pela qualidade dos tecidos, na exposição em comemoração ao Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro. E DERRUBARAM O PRÉDIO!!! Só no Brasil, mesmo. Abaixo, o que sobrou da parede frontal em 2006, e a restauração do pequeno pedaço que ficou, em foto de 2007 (www.logradourosdemiracemarj.blogspot.com).

São Fidelis e Campos, Miracema passou a ser a ponta final da linha de Campos a Miracema, já então da E. F. Leopoldina. A estação era a que aparece abaixo, na primeira fotografia. Nos anos 1930 (data estimada, pelo estilo do prédio), a estação foi derrubada e uma maior e mais moderna foi construída. No início dos anos 1970, o pequeno trecho entre Paraoquena e Miracema foi suprimido, com os trens passando a correr direto de Recreio, via Cisneiros, Paraoquena, até Campos. A estação ferroviária de Miracema foi, então, desativada e virou estação rodoviária.
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Ricardo Q. Mattos; Angel Tostes, 2008; www.logradourosdemiracemarj.blogspot.com; Fon-Fon, 1917; Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, 1957; Edmundo Siqueira: Resumo Histórico da Leopoldina Railway, 1938; Cyro Pessoa Jr.: Estudo Descritivo das Estradas de Ferro do Brasil, 1886; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-1980)
     

A estação de Miracema no final do século XIX. Autor desconhecido, Extraída do site www.logradourosdemiracemarj.
blogspot.com

A segunda estação de Miracema, hoje estação rodoviária, em 2001. Autor desconhecido

A segunda estação em julho de 2008. Foto Ricardo Q. Mattos
 
     
Atualização: 11.03.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.