A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Muri
Nova Friburgo
Nova Friburgo-cargas
...

...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. do Cantagalo (1873-1887)
E. F. Leopoldina (1887-1964)
NOVA FRIBURGO
(antiga FRIBURGO)
Município de Nova Friburgo, RJ
Linha do Cantagalo - km 150,073 (1960)   RJ-1900
Altitude: 848 m   Inauguração: 18.12.1873
Uso atual: Sede da Prefeitura (2009]   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1935
 
 
HISTORICO DA LINHA: O que se convencionou chamar de Linha do Cantagalo pela E. F. Leopoldina correspondia a apenas parte da E. F. Cantagalo, ferrovia original da região. Entre 1860 e 1873, a linha foi construída e aberta entre Porto das Caixas e Macuco, além da cidade de Friburgo. Essa linha originalmente tinha a bitola de 1,676m, depois reduzida para 1,109m e finalmente para métrica. O prolongamento desde a estação de Cordeiro, nesse trecho, até Portela, Às margens do rio Paraíba do Sul, somente foi aberto por pequenos trechos, entre 1876 e 1890, e esse trecho no início era chamado de Ramal Férreo do Cantagalo. Em 1890 a Leopoldina já era dona de todo o trecho, e passou a utilizar o termo Linha do Cantagalo. Esta linha foi fechada por partes: entre Cachoeira de Macacu e Portela a supressão ocorreu em 1967, enquanto que o trecho inicial foi suprimido em 1973. Os trens de passageiros acabaram antes: entre 1962 e 1963 no trecho Cantagalo-Portela e em 15 de julho de 1964 no trecho Cachoeira de Macacu-Cantagalo. Em 1969, o trecho inicial do ramal também teve os trens cancelados.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Friburgo foi aberta em 1873.

"Quanto à estação original, há indícios que tenha sido construída por volta de 1875 e a atual inaugurada em 1935. Não tenho certeza sobre a data da estação original, mas cheguei a essa hipótese analizando uma foto do Instituto Moreira Salles, datada desse ano. Nela você pode observar que a construção do prédio estaria sendo ou estava finalizada há pouco tempo. A foto está em anexo. Quanto a data do segundo prédio é o mesmo informativo Centro-Oeste que cita essa data" (Cleiton Pieruccini, 04/2009).

Em Nova Friburgo, nome adotado nos anos 1940, o trem passava pelas ruas da cidade, ao lado do trânsito de automóveis e ônibus, assim como em várias cidades dos Estados de Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Os trens de passageiros nesse trecho foram desativados em algum dia entre julho de 1963 e outubro de 1965.

Em 2009 o antigo prédio da estação era a sede da Prefeitura da cidade. Onde ficava o girador de locomotivas foi construída a estação rodoviária. A citada rodoviária foi transferida para a Praça Getúlio Vargas e o antigo prédio foi ocupado pela sede da Guarda Municipal.


A história do segundo prédio da estação começa no mês de março de 1931, quando o então secretário de Obras do Estado, Dr. Pio Borges, autoriza a concorrência pública para a reforma do prédio anterior. Nesse sentido a empresa B. Dutra e Cia Ltda., após vários estudos, propõe ao invés de reformar, um projeto de construção de um prédio inteiramente novo por um preço um pouco mais elevado do que a obra anterior. Aceita e aprovada a idéia é autorizada a execução. As obras se iniciaram em 14/6/1932, e a estação foi inaugurada no dia 2/6/1935. A estação de passageiros da Leopoldina Railway é "um edifício em estilo colonial com 60 metros de fachada longitudinalmente por 10 metros de fundos, sendo a sua entrada um pórtico de três arcos para este lado". A suspensão do tráfego, autorizada pelo Decreto nº. 53.896 de 27/4/1964, efetivou-se no dia 15/7/1964, quando o trem passou pela última vez: os trilhos foram retirados nesta data. Como preito de gratidão o Prefeito Dr. Heródoto Bento de Mello colocou no dia 11/12/1965 a locomotiva de nº. 116 na praça Getúlio Vargas tornando-se um grande atrativo para a população local e os turistas. Contudo, ela foi desmontada a maçarico pelo então Prefeito da época, havendo por toda a população uma grande comoção com o acontecimento. No dia 17/4/1968 foi adquirida pela Prefeitura Municipal o edifício da antiga estação de passageiros para que ali fosse instalada a sede do Executivo, passando por algumas reformas. O edifício da antiga estação ferroviária recebeu no nome de Palácio Barão de Nova Friburgo, numa homenagem ao construtor da estrada de Ferro, foi tombado no dia 7/1/1988 como patrimônio do Estado do Rio de Janeiro pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC).
AO LADO: Texto de Ronnie Peterson Silva de Andrade.
ACIMA: Engraxates pegam "carona" no carro de primeira classe da Leopoldina em movimento nas ruas de Nova Friburgo em 1953 (Singra, O Estado do Paraná, 3-9 de abril de 1953).

ACIMA: Estação de Novas Friburgo, anos 1950-60 (Pró-Memoria).

(Fontes: Marcelo Lordeiro; Ronnie Peterson Silva de Andrade; Ricardo Mattos; Yvan Peixoto Jr.; Jorge A. Ferreira; Cleiton Pieruccini; Singra, O Estado do Paraná, 3-9 de abril de 1953 Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-1979; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação, nos anos 1940. Foto cedida por Yvan Peixoto Jr.

A estação nos anos 1940. Foto cedida por Jorge A. Ferreira

A estação em 04/2009. Foto Cleiton Pieruccini

A estação em 11/2009. Foto Ricardo Mattos
 
     
Atualização: 06.03.2019
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.