A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Parada Indaiassu
Casimiro de Abreu
Rio Dourado
...

...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1996
...
 
E. F. do Rio Bonito (c.1880-c.1890)
E. F. Leopoldina (c.1890-1975)
RFFSA (1975-1996)
CASIMIRO DE ABREU
(antiga INDAIASSU)
Município de Casimiro de Abreu, RJ
Linha do Litoral - km 168,048 (1960)   RJ-1918
Altitude: 17 m   Inauguração: c.1880
Uso atual: Museu (2016)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1924
 
 
HISTORICO DA LINHA: O que mais tarde foi chamada "linha do litoral" foi construída por diversas companhias, em épocas diferentes, empresas que acabaram sendo incorporadas pela Leopoldina até a primeira década do século XX. O primeiro trecho, Niterói-Rio Bonito, foi entregue entre 1874 e 1880 pela Cia. Ferro-Carril Niteroiense, constituída em 1871, e depois absorvida pela Cia. E. F. Macaé a Campos. Em 1887, a Leopoldina comprou o trecho. A Macaé-Campos, por sua vez, havia constrtuído e entregue o trecho de Macaé a Campos entre 1874 e 1875. O trecho seguinte, Campos-Cachoeiro do Itapemirim,foi construído pela E. F. Carangola em 1877 e 1878; em 1890 essa empresa foi comprada pela E. F. Barão de Araruama, que no mesmo ano foi vendida à Leopoldina. O trecho até Vitória foi construído em parte pela E. F. Sul do Espírito Santo e vendido à Leopoldina em 1907. Em 1907, a Leopoldina construiu uma ponte sobre o rio Paraíba em Campos, unindo os dois trechos ao norte e ao sul do rio. A linha funciona até hoje para cargueiros e é operada pela FCA desde 1996. No início dos anos 80 deixaram de circular os trens de passageiros que uniam Niterói e Rio de Janeiro a Vitória.
 
A ESTAÇÃO: O prédio atual da estação de Casimiro de Abreu consta (no Guia Geral das Estradas de Ferro de 1960) como tendo sido aberto em 1924 (possivelmente este sendo o ano da construção do prédio atual da estação), mas a estação é certamente mais antiga.

Em 1889 a estação já existia (ver carimbo postal abaixo), chamava-se Indayassu e servia à E. F. do Rio Bonito, já então de propriedade da Leopoldina mas ainda mantendo o nome. A localidade de Indaiassu sempre foi ali, onde foi construída a estação.

Houve, segundo a narrativa do IBGE, uma série de alterações de nomes do município e dos dois distritos que o compunham entre Barra de São João e Indaiassu até 1925, data em que o distrito de Indaiassu e a estação passaram a se chamar Casimiro de Abreu; depois, em 1938, o município em si, que se chamava então Barra de São João tendo Casimiro de Abreu como um de seus dois distritos, passou a ser o deste último, Casimiro de Abreu. Muito confuso...

O prédio da estação funcionava como museu do município em 2016.
À ESQUERDA: Carimbo postal da estação de Indayassú, pertencente ao município de Barra do São João, no Estado do Rio, em 1889. É um carimbo do final do Império (11/4/1889), sobre um selo da mesma época. Interessante notar que na parte inferior do mesmo temos a grafia - RAMAL do RIO BONITO. Essa estação é a atual Cassimiro de Abreu. Permutava malas diariamente com a Administração Federal. As malas saiam de Indayassú pela E. F. Leopoldina - Ramal do Litoral - até Maruí; daí, pelas barcas até o Rio de Janeiro. (Márcio Protzner, 23/4/2009).

ACIMA: A estação de Indaiassu (no fundo à esquerda) em 1922 (O Malho, 3/9/1922). ABAIXO: Estação, pátio e passagem de nível em Casimiro de Abreu (Foto Carlos Roberto de Almeida, 25/7/2011).



ACIMA: Neste mapa de 1892, a estação de Indayassú, à esquerda (Fonte desconhecida).

À ESQUERDA: Quem foi Casimiro de Abreu (Folha de S. Paulo, 18/10/1962).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Camila Garcia; Coaraci Camargo; Sydney Correa; Eliezer Magliano; Márcio Protzner; Revista da Semana, 1906; Folha de S. Paulo, 1962; O Malho, 1922; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; http://biblioteca.ibge.gov.br, entrada em 23/4/2009; www.riodasostras.com.br)
     

A estação de Indaiassu em 1906. Revista da Semana, 18/2/1906

A estação e a loco U12C da RFFSA, talvez anos 1980. Acervo Camila Garcia

A estação de Casimiro de Abreu, em 13/12/1996. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação de Casimiro de Abreu, em 13/12/1996. Foto Ralph M. Giesbrecht

Carro dormitório em Casimiro de Abreu, em 13/12/1996. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 16/06/2005. Foto Eliezer Magliano

A estação em 16/06/2005. Foto Eliezer Magliano

A estação em 16/06/2005. Foto Eliezer Magliano

A estação em 6/2009. Foto Sydney Correa

A estação em 9/11/2016. Foto Coaraci Camargo
 
     
Atualização: 23.11.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.