A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
(1940)
Naque
Cachoeira Escura
Inhapim
...
(1976)
Naque
Frederico Sellow
Boachat
...
(2002)
Naque
Frederico Sellow
Ipaba
...
 
E. F. Vitória a Minas (1912-)
FREDERICO SELLOW
(antiga CACHOEIRA ESCURA)
Município de Belo Oreinte, MG
EFVM - km 416 (1960)   MG-3137
Altitude: 210 ms   Inauguração: 30.12.1912
Uso atual: estação de passageiros   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Vitoria a Minas foi aberta em 1904 num pequeno trecho a partir do porto de Vitória e tinha como objetivo principal transportar as culturas da região ao longo do Rio Doce, especialmente a produção de café. Com enormes dificuldades ela foi avançando no sentido da cidade mineira de Diamantina; em 1910, empresãrios ingleses a compraram para eletrificá-la e transportar minério da região de Itabira. O seu objetivo pasava a ser agora atingir Itabira e se encontrar com a futura linha da EFCB que partindo de Sabará atingiria São José da Lagoa (Nova Era). Em 1919 o empresário americano Percival Farquhar a comprou e depois de inúmeras reviravoltas políticas, a estrada, afinal nunca eletrificada, foi encampada pela recém-fundada Cia. Vale do Rio Doce (CVRD) em 1942, a qual maneja a ferrovia até hoje. Modernizou-a nos anos 1940, alterando o traçado acidentado na região de Vitória, isto depois de a linha ter finalmente se ligado à EFCB em Nova Era em 1937, Em 2002, o antigo ramal de Nova Era foi totalmente modificado e a EFVM passou a comandar a linha desde Vitória até a região de Belo Horizonte, depois de passar por Itabira, região do minério de ferro. É a ferrovia mais rentável do Brasil e uma das pouquíssimas ferrovias a manter no País até hoje os trens de passageiros.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Cachoeira Escura foi inaugurada em 1912. Dizem que ali a construção da estrada ficou parada por algum tempo, não somente por falta de dinheiro, mas, seis anos depois, devido à epidemia de gripe espanhola, em 1918.

A partir de 1961 passou a se chamar Frederico Sellow.

O prédio atual não é o original. Próxima a ele fica a fábrica da Cenibra (celulose e papel); a cachoeira Escura, ainda mantendo o nome, também ainda está ali.


ACIMA: Localização da estação de Frederico Sellow, às margens do rio Doce - pode-se ver o pátio bem no centro da foto (Google Maps, dezembro de 2016).
     

A estação em 07/2004. Foto Adriano Martins

A estação em 27/4/2013. Foto Alex de Lima
 
     
     
Atualização: 25.06.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.