A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Verde Mar
Ipiranga
Suarão
...

ramal de Juquiá-1980
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2006
...

 
 
E. F. Sorocabana (1937-1971)
Fepasa (1971-1998)
IPIRANGA
Município de Itanhaém, SP
Ramal de Juquiá - km   SP-2135
    Inauguração: n/d
Uso atual: abandonada   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal foi construído pelos ingleses da Southern São Paulo Railway, entre 1913 e 1915, partindo de Santos e atingindo Juquiá. Em novembro de 1927, o Governo do Estado comprou a linha e a entregou à Sorocabana, já estatal, no mês seguinte. O trecho entre Santos e Samaritá foi incorporado à Mairinque-Santos, que estava em início de construção no trecho da serra do Mar, e o restante foi transformado no ramal de Juquiá. A partir daí, novas estações foram construídas, e em 1981, o ramal foi prolongado pela Fepasa, já dona da linha desde 1971, até Cajati, para atender as fábricas de feritlizantes da região. O transporte de passageiros entre Santos e Juquiá foi suspenso em 1997, depois de 84 anos. A linha seguiu ativa para trens de carga que passavam quase diariamente, transportando enxofre do porto para Cajati, até o início de 2003, quando barreiras caíram sobre a linha na região do Ribeira. O transporte foi suspenso e a concessionária Ferroban desativou a linha, que o mato cobriu rapidamente.
 
A ESTAÇÃO: Ipiranga era outra parada, sem data de abertura, e diferente das outras, com estrutura de madeira e telhas de barro. Fica na av. Sorocabana, entre as estações de Verde Mar e de Suarão. Também não existem registros desta parada nos relatórios da Sorocabana. "Esta parada também se chamou Guarino Fernandes ou Guarino Fernandes dos Santos, como queiram" (Coaraci Camargo, janeiro de 2009). "Em minha última última viagem pelo trecho essa estação ainda ostentava a placa com o nome de Guarino Fernandes do Santos. Inclusive, nos horários da Fepasa constava essa parada entre Suarão e Verde Mar" (Hermes Y. Hinuy, 05/2005). Este Guarino era um ferroviário sindicalista e militante político. "Segundo informações obtidas com pessoas que adquiriram os primeiros lotes na região e moradores do bairro do Ipiranga na capital Paulista, por volta de 1952 inciciou-se o loteamento da área que abrangia do bairro de Jardim Suarão até o bairro Satélite e da praia até os limites do Morro Grande, este empreendimento teve a inciativa do Padre Balim que dentre várias atividades no bairro também foi o idealizador do Círculo Operário do Ipiranga que comercializou os lotes na região.Próximo a parada onde existe uma passagem de nível temos também a Av. Ipiranga. Cabe indagar se a homenagem ao bairro foi inicialmente a Avenida e posteriormente a parada ou o inverso" (Marcos Stuani, 08/2002). Em 2008, as telhas de cerâmica da paradinha já desapareceram.
     

O trem, sentido Santos, na estação de Ipiranga, em 1997. Foto Ricardo Deccó

A parada em 18/02/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

A parada já não tem mais suas telhas de cerâmica em 19/9/2008. Foto Marcos Nobrega
     
     
Atualização: 08.06.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.