A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Doutor José Eugênio
Itaiquara
Moraes Salles
...

IBGE-1935

IBGE-1960
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1999
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1903-1971)
Fepasa (1971-1992)
ITAIQUARA (antiga TAPIRATIBA)
Município de Tapiratiba, SP
Ramal de Guaxupé - km 13,862 (1938)   SP-2129
Altitude: 727 m   Inauguração: 01.06.1903
Uso atual: depósito da usina Itaiquara   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: Em 1903, a Mogiana iniciou as operações do ramal de Guaxupé, que saía da estação de Ribeiro do Valle, no ramal de Mococa, e seguia até Guaxupé, pouco após a divisa do Estado de Minas Gerais. Com a extinção do trecho final do ramal de Mococa que ia desde Ribeiro do Valle até Canoas, em 7/11/1966, o ramal de Guaxupé passou a ser o trecho que seguia de Casa Branca até Guaxupé, desaparecendo o outro ramal. O trecho entre Casa Branca e Guaxupé funcionou para trens de passageiros e de carga até 1977, quando a queda de uma ponte entre S. J. Rio Pardo e Ribeiro do Valle interditaram definitivamente a linha. Em 1986 o trecho entre Casa Branca e S. J. Rio Pardo foi reativado por um curtíssimo espaço de tempo. Por volta de 1992 os trilhos foram retirados.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Itaiquara foi inaugurada em 1903, em terras da Usina Itaiquara, situando-se bem à frente da entrada da usina. Em 1913, estava projetado para sair da estação, ou melhor, "no km 18 do ramal de Guaxupé, distante 4 km da estação de

AO LADO: A estação de Itaiquara foi aumentada em 1912, devido ao afluxo de gente à própria usina e, possivelmente (isto a reportagem não fala), a que estava previsto um ramal para Caconde saindo dali (O Estado de S. Paulo, 29/5/1912).
Itaiquara com 25.680 m até Caconde e 16.600 m até Santo Antonio da Barra" (Relatório da Mogiana-1913). Seria o ramal de Caconde, jamais construído. Por algum tempo, por volta de 1929, operou, saindo desta estação, um ramal particular de 16 km e 60 cm de bitola, dividido em 3 sub-ramais e pertencente a João de

ACIMA: Esquema do pátio de Itaiquara em novembro de 1968 (Clique sobre a figura para ter maiores informações) (Acervo Museu da Companhia Paulista, Jundiaí, SP - Reprodução Caio Bourg).

TRENS - Os trens de passageiros pararam nesta estação de 1903 a 1977. Na foto à esquerda, o trem do ramal está chegando em Itobi em 1972. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1948 e em 1968 (Guias Levi).

ACIMA: Itaiquara era a estação do ramal de Guaxupé da Mogiana mais próxima da cidade de Caconde; Em 1959, houve falta de jornais na cidade: alguma falha na estação ou no envio, ou mesmo no trajeto teria causado o fato (Folha da Manhã, 6/12/1959).
Lima. Em 1945, passou a se chamar Tapiratiba, por determinação do CNG, visto que era a principal estação do município; porém, voltou a ser Itaiquara em 08/07/1946 (Relatório da Mogiana-1946). A estação distava 8 km da cidade e ficava dentro das terras da usina. Deixou de receber trens de passageiros a partir de 1976, e, em 1986, com o ramal já abandonado mas ainda com trilhos, estava vazia, com a parte referente ao armazém ocupada para depósito da usina (RIF/F-1986). Hoje a situação parece inalterada, apenas os trilhos já não existem mais.
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Rossana Romualdo; Caio Bourg; Museu da Cia. Paulista, Jundiaí, SP; Folha da Manhã, 1959; Cia. Mogiana: Relatórios anuais, 1880-1969; IBGE, 1960; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Itaiquara, por volta de 1910. Album da Mogiana

A estação em 30/12/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 30/12/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em julho de 2001. Foto Rossana Romualdo
   
     
Atualização: 28.02.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.