A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Artur Alvim
Itaquera
Quinze de Novembro
...

ram. S. Paulo EFCB-1950
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2000
...
 
E. F. do Norte (1875-1889)
E. F. Central do Brasil (1889-1975)
RFFSA (1975-1994)
CPTM (1994-2000)
ITAQUERA (antiga SÃO MIGUEL)
Município de São Paulo, SP
Ramal de São Paulo - km 481,220   SP-0760
Altitude: 750 m   Inauguração: 06.11.1875
Uso atual: demolida em 2004   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1930 (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: Em 1869, foi constituída por fazendeiros do Vale do Paraíba a E. F. do Norte (ou E. F. São Paulo-Rio), que abriu o primeiro trecho, saindo da linha da SPR no Brás, em São Paulo, e chegando até a Penha. Em 12/05/1877, chegou a Cachoeira (Paulista), onde, com bitola métrica, encontrou-se com a E. F. Dom Pedro II, que vinha do Rio de Janeiro e pertencia ao Governo Imperial, constituída em 1855 e com o ramal, que saía do tronco em Barra do Piraí, Província do Rio, atingindo Cachoeira no terminal navegável dois anos antes e com bitola larga (1,60m). A inauguração oficial do encontro entre as duas ferrovias se deu em 8/7/1877, com festas. As cidades da linha se desenvolveram, e as que eram prósperas e ficaram fora dela viraram as "Cidades Mortas"... O custo da baldeação em Cachoeira era alto, onerando os fretes e foi uma das causas da decadência da produção de café no Vale do Paraíba. Em 1889, com a queda do Império, a E. F. D. Pedro II passou a se chamar E. F. Central do Brasil, que, em 1896, incorporou a já falida E. F. do Norte, com o propósito de alargar a bitola e unificar as 2 linhas. O primeiro trecho ficou pronto em 1901 (Cachoeira-Taubaté) e o trecho todo em 1908. Em 1957 a Central foi incorporada pela RFFSA. O trecho entre Mogi e São José dos Campos foi abandonado no fim dos anos 1980, pois a construção da variante do Parateí, mais ao norte, foi aos poucos provando ser mais eficiente. Em 31 de outubro de 1998, o transporte de passageiros entre o Rio e São Paulo foi desativado, com o fim do Trem de Prata, mesmo ano em que a MRS passou a ser a concessionária da linha. O transporte de subúrbios, existente desde 1914 no ramal, continua hoje entre o Brás e Estudantes, em Mogi e no trecho D. Pedro II-Japeri, no RJ.
 

A ESTAÇÃO: Segundo os relatórios oficiais da EFCB, a estação foi inaugurada como São Miguel, em 1875, pela E. F. do Norte, pois essa era a vila mais próxima do local (embora Amália I. G. Lemos e Maria Cecília França, em seu livro sobre Itaquera, digam que a estação somente foi inaugurada em 1877, dois anos depois de a linha iniciar suas operações).

Em 1909, é certo que a estação já se chamava Itaquera.

Em 1930, o prédio que está lá até hoje foi aberto em substituição à estação mais antiga.

Em 1960, ampliaram-se as plataformas, e três anos depois foi colocado o terceiro trilho.

Em 1998, uma nova reforma trocou o tipo de cobertura das mesmas, estragada por sucessivas depredações.

Em 27/05/2000, a estação foi desativada, pois com a entrada de operações do trem do Expresso Leste da CPTM, a linha entre Artur Alvim e Guaianazes foi desativada, passando a correr mais para o sul com novas estações nesse trecho. Os trilhos foram então retirados e a estação foi abandonada.

Na madrugada de 4 de junho de 2004, a Prefeitura demoliu a estação, devido ao trajeto do prolongamento da avenida Radial Leste.

(veja também ITAQUERA-NOVA)

AO LADO: Acidente na estação em 1939 (O Estado de S. Paulo, 24/11/1939).


ACIMA: Estação de Itaquera (Autor e data desconhecidos). ABAIXO: As reformas no prédio da estação em 1929 (Folha da Manhã, 4/8/1929).


ACIMA: A estação depredada em 1958 - CLIQUE SOBRE A FIGURA PARA VER MAIS DETALHES. PARA LER A SEGUNDA PARTE, CLIQUE AQUI (Folha da Manhã, 4/5/1958). ABAIXO: A estação em 1985 (Acervo Goo Nakaxhima).
ACIMA: Plataforma de Itaquera, anos 1970 (Foto Mario Tadeu Leite). ABAIXO: Fotografia provavelmente tirada em 1987, quando de um passeio da locomotiva 353 da Central do Brasil, a "Velha Senhora" passou pela estação de Itaquera, ainda em boa forma. Hoje aí é o leito de uma avenida (Foto do site www.negociosemitaquera.com).



ACIMA: Inauguração da avenida sobre o antigo leito do ramal de São Paulo em Itaquera (O Estado de S. Paulo, 18/9/2004). ABAIXO: Retirada dos trilhos do ramal, dois meses antes da abertura da avenida (O Estado de S. Paulo, 14/6/2004). (Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Eduardo Nakashima; William Gimenez; Alberto del Bianco; Paulo Augusto Mendes; Mario Tadeu Leite; O Estado de S. Paulo, 2004; Guias Levi, 1908-80; __: www.negociosemitaquera.com; História de Itaquera, sem data; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Communicação, 1928; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)

     

A estação em 1926. Cessão Eduardo Nakashima

A estação em 1926. Foto cedida por Eduardo Nakashima

Estação de Itaquera, 1955. Foto cedida por William Gimenez

Plataforma da estação, anos 1970. Foto Alberto del Bianco

A estação nos anos 1980. Acervo Paulo Augusto Mendes

Em 1987, a "Velha Senhora", a 353 da EFCB, na plataforma da estação de Itaquera. Foto do livro "História de Itaquera"

No dia seguinte à desativação (28/05/2000), a estação fechada com tapumes. Foto Ralph M. Giesbrecht

No dia seguinte à desativação (28/05/2000), a estação fechada com tapumes. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 03/2003, já sem os trilhos. Foto Eduardo Nakashima

A estação em 02/2003, ainda com trilhos. Foto Eduardo Nakashima
   
     
Atualização: 01.06.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.