A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Parada Rocha
Morro do Alto
Peixoto Gomide
...

ramal de Itararé-1935

IBGE-1960
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2015
...

 
Cia. União Sorocabana e Ytuana (1895-1907)
Sorocabana Railway (1907-1919)
E. F. Sorocabana (1919-1971)
FEPASA (1971-1998)
MORRO DO ALTO
Município de Itapetininga, SP
Ramal de Itararé - km 179,959   SP-2479
Altitude: 668 m   Inauguração: 11.05.1895
Uso atual: moradia (2015)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Itararé começou a ser construído em 1888, partindo da estação de Boituva, mas somente em 1895 chegou a Itapetininga, com extensão de 65 km. Somente em 1905 as obras foram retomadas, e em abril de 1909, a estrada chegou finalmente a Itararé. Sempre crescendo em importância por causa de sua ligação com o sul, o ramal passou a sair da estação nova de Santo Antonio - hoje Iperó - em 1928, aproveitando as obras de retificação e duplicação da linha-tronco, diminuindo o trecho em 23 km. Em 1951, a linha foi eletrificada até Morro do Alto. Em 1960, até Itapetininga e não passou daí. Em 1978, o tráfego de passageiros no ramal foi extinto. Em 1973 foi construído, de Itapeva, um ramal para Apiaí, e desse, outro para Pinhalzinho, que encontrava a nova linha que vinha da região de Curitiba. O trecho a partir de Itapeva acabou desativado depois que o trecho paranaense até Jaguariaíva foi suprimido, nos anos 1990. Entretanto, em 22/12/1997, o trem de passageiros, voltou a funcionar, desta vez entre Sorocaba e Apiaí. O trem, com algumas interrupções, funcionou até fevereiro de 2001. O trecho entre Itapeva e Itararé teve os trilhos arrancados em 2001. Hoje, apenas algumas estações ainda funcionam como escritórios sob a administração da ALL.
 
A ESTAÇÃO: Inaugurada no dia da abertura do trecho de Tatuí a Itapetininga, em 1895, a estação de Morro do Alto está situada no bairro do mesmo nome, pertencente ao município de Itapetininga. A eletrificação do ramal chegou até ela em 1951, e somente em 1960 foi esticada dali até Itapetininga, onde parou definitivamente. Está hoje fechada, tendo servido como plataforma de embarque e desembarque para o trem Sorocaba-Apiaí até fevereiro de 2001. Apesar do prédio estar em bom estado de conservação, pelo menos em sua parte externa (isto em 2002), sofreu descaracterização em suas partes laterais, que têm hoje janelas novas, por exemplo. A parte traseira ganhou um anexo que parece ser uma residência. A cobertura da plataforma, com telhas de amianto, bem como a seu madeiramento, também parecem ser recentes. Está sendo utilizada como moradia.

"Até 1977, existia um trem misto de prefixo MS 6 que partia de Itapetininga para Iperó, onde conectava com o P4 procedente de Botucatu. Circulava somente aos domingos no final da tarde. Certo dia, veio com cerca de 10 vagões de cargas e apenas um carro de passageiros na cauda. O maquinista tinha parar no ponto certo para não perder visão dos passageiros, pois logo em seguida existe uma curva à esquerda. E o chefe do trem acenava com uma bandeira conforme a condição do trem. Para partir, era a bandeira "verde". Não existia radio-comunicação como atualmente" (Carlos Roberto de Almeida, 8/8/2018).

1921
AO LADO:
O trem fica preso perto de Morro do Alto tendo como passageiros o Príncipe Pedro e seu pai, o Conde D'Eu, que visitava o Brasil pela última vez antes de morrer no ano seguinte. NOTA: O local é Itapetininga e não Itapecerica (O Estado de S. Paulo, 4/2/1921).

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1934 - Reparação no armazém

Havia trem mistos da Sorocabana (MS), com vários carros, alguns vagões e, na cauda, um carro de aço carbono. Como não havia radiocomunicação na época e o trem era muito longo - e ainda por cima os carros de passageiros ficavam sempre atrás dos vagões, o contato do chefe do trem com o pessoal da locomotiva era através de panos coloridos (vermelho = parar e verde = liberado). Na estação de Morro do Alto, de plataforma pequena, havia uma dificuldade, pois dependendo do número de vagões, o pessoal da locomotiva ficava sem visão da plataforma. Então gastava-se um tempinho a mais para a devida confirmação.
AO LADO: Por Carlos Roberto de Almeida, em 2011.
ACIMA: Parte do pátio da estação de Morro do Alto, em 12/10/2012 (Foto Carlos Roberto de Almeida).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Carlos Roberto de Almeida; Adriano Martins; Hugo Caramuru; E. F. Sorocabana: relatórios oficiais, 1875-1969; IBGE, 1960; Guias Levi, 1932-80; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em 1990. Notar que a porta já se transformou em janela 8 anos depois (ver foto seguinte). Foto Hugo Caramuru

Tirada do trem, em 13/05/1998, a estação. Foto Ralph M. Giesbrecht

Tirada do trem, em 13/05/1998, a estação. Ao fundo, o bilheteiro do trem. Foto Ralph M. Giesbrecht

Estação de Morro do Alto, em 08/2002. Foto Adriano Martins

Estação de Morro do Alto, em 08/2002. Foto Adriano Martins

Estação de Morro do Alto, em 08/2002. Foto Adriano Martins

Estação de Morro do Alto, em 4/6/2015. Foto Ralph M. Giesbrecht

Estação de Morro do Alto, em 4/6/2015. Foto Ralph M. Giesbrecht
 
     
Atualização: 29.08.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.