A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Angá
Araguari
Araguari-EFG
...

IBGE-1957
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1896-anos 1960)
ARAGUARI
Município de Araguari, MG
Linha do Catalão - km 783,428 (1938)   MG-1420
Altitude: 989 m   Inauguração: 15.11.1896
Uso atual: demolida em 1979   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha do Catalão foi construída entre 1888 e 1889 até Uberaba, tendo chegado em 1895 a Uberabinha (Uberlândia) e 1896 a Araguari. Continuação da linha do Rio Grande a partir da estação de Jaguara, às margens do rio Grande e já em território mineiro, a idéia da Mogiana era alcançar Catalão, em Goiás (daí o nome) e dali seguir para Belém do Pará, coisa que nunca aconteceu. Na verdade, a E. F. de Goiás acabou por construir esse trecho, chegando até Goiânia e Brasília. Em 1915, o ramal de Igarapava foi prolongado para além de Igarapava de forma a alcançar a linha do Catalão um pouco antes de Uberaba, em Rodolfo Paixão. A nova linha provou ser mais econômica do que o trecho da linha do Catalão entre o rio Grande e Uberaba, trecho este que foi abandonado definitivamente em 1976, depois de ser separado da linha do Rio Grande em 1970 por causa da construção da represa de Jaguara. O trecho a partir de Uberaba foi, então, incorporado ao ramal de Igarapava e, em 1979, totalmente retificado a partir de Ribeirão Preto até Araguari. Trens de passageiros percorreram o trecho até 1979 e depois o trecho retificado até 1997, quando foram suprimidos, já pela Fepasa.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Araguari da Mogiana foi inaugurada em 1896. Mais tarde (1928), não muito longe dela, foi construída uma
"Inaugurou-se a Estrada de Ferro durante a nossa estada em Araguary. Imaginem que barulhada. Veio da roça não sei quanta gente para ver o 'bicho que lança fogo e tem parte com o diabo'... Houve mesa com doces, brindes, muita cerveja. As senhoras em grande toalete, na Estação, esperando a máquina que vinha toda enfeitada com bandeirolas. Quando, porém, ela apitou, foi uma corrida por ali a fora. Mulheres tiveram ataques, homens velhos juraram que nunca se serviriam de semelhante cousa, que urra feito bicho e tem fogo no corpo. Os moleques corriam de pavor, derrubando os taboleiros de biscoitos. E, enquanto isto, a máquina entrava triunfal na pequena estação de Araguary. Durante muitos dias só se falou na tal invenção do capeta. Passamos vinte dias em Araguari e de lá trouxemos saudades, pois Alfredo e Mariquinha não podiam ser mais amáveis e nos trataram com a maior amizade" (GODOY, Maria Paula Fleury de. Do Rio de Janeiro a Goiás, 1896: A Viagem era Assim. 2ª edição. Goiânia: UCG, 1985, p. 41 e 42).
ACIMA: Mapa de localização da estação da CM e da EDG, em 1950. CLIQUE PARA VER EM TAMANHO MAIOR (Arquivo Histórico e Museu Dr. Calil Porto).
estação para a E. F. Goiás, de onde partia a linha para Goiânia e também para as linhas da Rede Mineira de Viação. Esta foi a que sobrou na cidade. A estação da Mogiana foi demolida, e a retificação em 1970 da linha vinda de Omega (variante

ACIMA: Horário dos primeiros trens que chegariam a Araguari em 15 de novembro de 1896 (O Estado de S. Paulo, 1/11/1896).
Omega-Araguari
) seguiu diretamente para a estação da então RFFSA, desativando a da Mogiana. A desativação da estação, entretanto, deve ter ocorrido antes de 1967: O "Horário oficial dos trens de passageiros e mistos a partir de 3-1-1967" da Mogiana dava como estação de parada dos trens a estação "Araguari-VFCO", ou seja, a estação da então antiga E. F. Goiás, agora Viação Férrea Centro-Oeste, ou VFCO. As queixas contra a Mogiana em Araguari existiam nos anos 1940, exatamente na época em que esta ferrovia já estava em dificuldades financeiras: "Os trens da Goiaz têm chegado no horário o que não acontece com os trens da Mogiana, que aqui chegam diariamente com atraso de uma, duas ou mais horas" (Folha da Manhã, São Paulo, 31/12/1944). "As fotos (abaixo) mostram o local em que se encontrava a estação da Mogiana em Araguari, hoje uma praça
ACIMA: A estação, vista da plataforma, em 1938 (Revista SPR, janeiro de 1939). ABAIXO: (CLIQUE SOBRE A FOTO PARA AMPLIAR) Linhas antigas, erradicadas, e novas, ativas, na área urbana e suburbana do município de Araguari, desenhadas em 02/2009. Amarelo: traçado original da Mogiana; Vermelho: Traçado original da EFG, trecho existente; Verde Escuro: linha do Batalhão Ferroviário; Azul claro: traçado original da EFG, trecho erradicado; Amarelo fino: ligação provisória de 1973, erradicada; Verde claro: retificação da linha Mogiana de 1973, existente; Azul escuro: retificação da RFFSA em 1980; Rosa: retificação de 1984, existente (Desenho sobre foto Google: Glaucio Henrique Chaves, 02/2009).

denominada Constituição, mas que o povo chama de 'praça da Mogiana'. Segundo informações, ela foi demolida para dar vazão ao trânsito de veículos do centro para a periferia. A estação ficava aproximadamente uns quinhentos metros da estação da Goiás, pela qual se fazia conexão entre passageiros e mercadorias
" (Domingos Tiveron Filho, 12/2005). Os trilhos da Mogiana foram retirados em 1973, logo depois da entrega da variante. O prédio foi derrubado no segundo semestre de 1979, apesar de protestos da população, depois de adquirido pela Prefeitura. Parte do pátio foi loteado e parte tornou-se uma avenida. Coordenadas: 18°38'50.29"S 48°11'55.07"W (comparando a posição da estação original nas fotografias antigas com as ruas atuais).
(Fontes: Glaucio Henrique Chaves; Domingos Tiveron Filho; Silvio Ernane; Acervo Geraldo Vieira; Arquivo Histórico e Museu Dr. Calil Porto; Folha da Manhã, 1944; Revista SPR, 1939; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mogiana: Relação oficial de estações, 1938; Companhia Mogiana: Relatórios anuais, 1930-1969; Fepasa: Relatório de Instalações Fixas, 1986; Companhia Mogiana: Horário oficial dos trens de passageiros e mistos a partir de 3-1-1967; GODOY, Maria Paula Fleury de: Do Rio de Janeiro a Goiás, 1896: A Viagem era Assim, UCG, 1985; Alexandre Jairo Campos de Souza e Beatriz Ribeiro Soares: A Demolição do Conjunto da Estação da Antiga Companhia Mogiana de Estrada de Ferro em Araguari – MG: Decadência Ferroviária e Aspirações Urbanizadoras, 2010; IBGE, 1957)
     

A estação de Araguari por volta de 1910. Autor desconhecido

A estação em 1938. Revista SPR, 1/1939

A estação da Mogiana em Araguari em 1942. Já não era o prédio original. Autor desconhecido

A estação em 1920. Arquivo Histórico e Museu Dr. Calil Porto

A estação já abandonada em 1970. Arquivo Histórico e Museu Dr. Calil Porto

Prédios do pátio e trilhos abandonados em 1970. Acervo Geraldo Vieira. Arquivo Histórico e Museu Dr. Calil Porto

Estação de Araguari, anos 1970. Cessão Silvio Ernane

A praça é o local onde se situava a estação da Mogiana, demolida há anos. Foto Domingos Tiveron Filho, em 2005
 
     
Atualização: 25.11.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.