A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Ferraz de Vasconcellos
Poá
Calmon Vianna
...

ram. S. Paulo EFCB-1950
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2015
...
 
E. F. do Norte (1875-1889)
E. F. Central do Brasil (1889-1975)
RFFSA (1975-1992)
CPTM (1992-)
POÁ
Municípios de Mogi das Cruzes (1875-1948);
Poá (1948-), SP
Ramal de São Paulo- km 466,438 (1928)   SP-2727
Altitude: 744 m   Inauguração: 06.01.1875
Uso atual: estação de trens metropolitanos   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 2015
 
 
HISTORICO DA LINHA: HISTORICO DA LINHA: Em 1869, foi constituída por fazendeiros do Vale do Paraíba a E. F. do Norte (ou E. F. São Paulo-Rio), que abriu o primeiro trecho, saindo da linha da SPR no Brás, em São Paulo, e chegando até a Penha. Em 12/05/1877, chegou a Cachoeira (Paulista), onde, com bitola métrica, encontrou-se com a E. F. Dom Pedro II, que vinha do Rio de Janeiro e pertencia ao Governo Imperial, constituída em 1855 e com o ramal, que saía do tronco em Barra do Piraí, Província do Rio, atingindo Cachoeira no terminal navegável dois anos antes e com bitola larga (1,60m). A inauguração oficial do encontro entre as duas ferrovias se deu em 8/7/1877, com festas. As cidades da linha se desenvolveram, e as que eram prósperas e ficaram fora dela viraram as "Cidades Mortas"... O custo da baldeação em Cachoeira era alto, onerando os fretes e foi uma das causas da decadência da produção de café no Vale do Paraíba. Em 1889, com a queda do Império, a E. F. D. Pedro II passou a se chamar E. F. Central do Brasil, que, em 1896, incorporou a já falida E. F. do Norte, com o propósito de alargar a bitola e unificar as 2 linhas. O primeiro trecho ficou pronto em 1901 (Cacheoira-Taubaté) e o trecho todo em 1908. Em 1957 a Central foi incorporada pela RFFSA. O trecho entre Mogi e São José dos Campos foi abandonado no fim dos anos 1980, pois a construção da variante do Parateí, mais ao norte, foi aos poucos provando ser mais eficiente. Em 31 de outubro de 1998, o transporte de passageiros entre o Rio e São Paulo foi desativado, com o fim do Trem de Prata, mesmo ano em que a MRS passou a ser a concessionária da linha. O transporte de subúrbios, existente desde 1914 no ramal, continua hoje entre o Brás e Estudantes, em Mogi e no trecho D. Pedro II-Japeri, no RJ.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Poá foi inaugurada em 1875 pela E. F. do Norte. Em 1891 foi aberta uma nova estação. O que existia antes? Uma parada, um estribo simples? Ou nada e a data de 1875 é equivocada? (ver box mais abaixo).

Provavelmente nos anos 1920, foi construído o segundo prédio, que, na verdade, foi uma reforma com ampliação do prédio da estação original, segundo Mark Kazumi, morador de Poá.

Existe ainda hoje a casa do chefe da estação, abandonada, depois de ter sido invadida e até sofrido um pequeno incêndio, que não chegou a danificá-la muito. Este prédio fica em frente à estação atual.

Com o tempo, a estação tornou-se estação de trens de subúrbio, os trens metropolitanos de hoje. Um terceiro prédio para a estação foi construído em
1984, entregue no dia 27 de agosto. A estação dos anos 1920 foi demolida. Em 2015, demoliu-se o quarto predio e construiu-se um novo.



AO LADO: A estação não tinha eletricidade pelo menos até 1931 (Folha da Manhã, 5/4/1931)

ACIMA: Desastre na estação de Poá em 1945 foi um dos maiores desastres da Central em São Paulo (Folha da Manhã, 2/12/1945).


ACIMA: Inauguração da estação de Poá em 1891. Uma nova estação substituindo uma anterior ou a data de 1875 está errada? (Correio Paulistano, 3/3/1891).









AO LADO: Críticas à estação de Poá em 1961 (Folha de S. Paulo, 11/10/1961)
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Igor Murarin; Mark Kazumi; Artur Antonio A. Amorim; William Gimenez; Mateus Rodrigues; Correio Paulistano, 1891; Folha da Manhã, 1931 e 1945; Folha de S. Paulo, 1961; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação original de Poá, em fins do século XIX. Foto enviada por Artur Antonio A. Amorim

Segunda estação de Poá, em 1968. Foto enviada por Artur Antonio A. Amorim

A estação, anos 90. Foto cedida por William Gimenez

A plataforma da estação em 20/10/2007. Foto Mateus Rodrigues

A nova estação em 11/2016. Foto Igor Munarin

A nova estação em 11/2016. Foto Igor Munarin
     
Atualização: 15.11.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.