...
Curitiba
Portão
Barigüi
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2002
...
 
E. F. Paraná (1891-1942)
Rede de Viação Paraná-Santa Catarina (1942-1975)
RFFSA (1975-1984)
PORTÃO
Município de Curitiba, PR
linha Curitiba-Ponta Grossa - km 118,465 (1936)   PR-2438
Altitude: 935,600 m   Inauguração: 18.11.1891
Uso atual: demolida em 2009   sem trilhos
Data de abertura do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha unindo Curitiba a Ponta Grossa teve o seu primeiro trecho aberto em 1891, chegando a Ponta Grossa em 1894. Mais ou menos na metade do caminho, a estação de Serrinha, na margem direita do rio Iguassu, dava saída ao ramal de Rio Negro, que seguia para o sul, enquanto a linha de Ponta Grossa seguia para noroeste. Nos anos 1930 e 40, houve algumas modificações no traçado na região de Serrinha, e o entroncamento passou a ser feito na estação de Engenheiro Bley, próximo a Serrinha mas na margem esquerda do rio. No final dos anos 1969, uma variante ligando esta última a Ponta Grossa tirou várias estações da linha; em 1977, a variante Pinhais-Engenheiro Bley tirou mais outras, modificando totalmente o curso do ramal original. No início dos anos 1990, já não sobrava mais nada da antiga linha em seu leito original.
 
HISTÓRICO DA ESTAÇÃO: A estação de Portão foi aberta em 1891.

A estação deu origem ao bairro e está muito próxima à avenida República Argentina, perto do centro do bairro e da igreja. Nos anos 1960 foi construída uma nova estação, de alvenaria, demolindo-se a anterior; essa nova estação ficaria um pouco mais para a frente, na linha, coisa de alguns metros. Hoje ela está bastante descaracterizada.

Chegou a atender trens de subúrbio no trecho Curitiba-Passaúna dos anos 1950 até o ano de 1977. Nesse ano, a linha foi substituída pela variante Pinhais-Engenheiro Bley, passando bem mais ao sul de Curitiba, e acabou tendo os trilhos retirados no início dos anos 1990. Mesmo assim, ainda corriam alguns trens mistos pela linha velha e que passavam por Portão, até por volta de 1984. A partir de Araucária, onde as linhas se juntavam, esses mistos seguiam pela variante até Engenheiro Bley.

Próxima a ela, existiam em 2002 ainda as antigas casas da vila ferroviária. "Todos os dias cruzo a Av. República Argentina no Bairro Portão. Quando passei hoje, por volta das 09:30hs, vi um pessoal começando a remover uma parte dos trilhos, ou o que ainda sobrou, do trecho urbano que existia entre a Estação Curitiba antiga e Portão. O local dista mais ou menos cem metros da antiga estação Portão. Pensei no quanto da riqueza do Paraná já passou por ali" (Juliano Cezar Rodrigues, 22/4/2008).

"O meu avô paterno, Sr. Adamastor de Souza, trabalhou durante certo tempo nas Oficinas de Curitiba da então Rede de Viação Paraná - Santa Catarina de meados dos anos 1950 até 1977. Ele conta que no terreno onde hoje se encontra o "Shopping Total" existia um galpão onde se armazenava material (provavelmente peças de reposição) da ferrovia, inclusive ainda existe a passagem de nível por sobre a Rua Orlando Padilha dos Santos, indicando a existência de um ramal que acessava o referido galpão. Mais tarde (provavelmente anos 1940-50) o galpão fora cedido (não se sabe se fora vendido ou arrendado) à então "Lojas Hermes Macedo" sendo utilizado como almoxarifado, para então, em meados dos anos 1990 (eu era muito novo na época, mas se não me engano foi em 1995), foi vendido ao Shopping Total, que ainda ocupa o referido prédio (agora já totalmente descaracterizado). Diante disto, tudo me leva a crer que antiga Estação do Portão, em conjunto com as casas da Rede, eram os prédios destinados a abrigar o pessoal que fazia o serviço de guarda-chaves do acesso ferroviário do então depósito da RVPSC" (Bruno Pionkevicz de Souza, 2012).

A antiga estação foi demolida em 2009.

ACIMA: Mapa de 1914 mostra a ligação entre a estação de Curitiba e a de Portão (no canto esquerdo inferior).
ACIMA: Mapa de Curitiba (parcial) nos anos 1950, vendo -se a linha correndo de leste a oeste e a estação de Portão no centro-esquerda, ao lado da avenida República Argentina (CLIQUE NA IMAGEM PARA VER EM TAMANHO MAIOR) (Acervo Ralph M. Giesbrecht). ABAIXO: A velha casa ferroviária do pátio de Portão manteve suas características, o brasão da RVPSC e apenas trocou as cores. Está linda hoje (Foto Ricardo Melo Araújo, 2008).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Bruno Pionkevicz de Souza; Juliano Cezar Rodrigues; Ricardo Melo AraújO; RVPSC: Relatórios anuais, 1920-60)
     

A estação de Portão, em 16/05/2002. Foto Ralph M. Giesbrecht

Casas da antiga vila ferroviária de Portão, em 16/05/2002. Foto Ralph M. Giesbrecht

Para quem não conheceu a estação como era quando ativa, é difícil estimar: o que dá para ver é que foi feito um "puxadinho" sobre a antiga plataforma. Foto Ricardo Melo Araujo em 2008
     
     
     
Atualização: 13.08.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.