A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Ribeirão Preto-SPM
Usina
...

ramal de R. Preto-1950
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2003
...
 
E. F. São Paulo-Minas (1928-c.1970)
RIBEIRÃO PRETO-SPM
Município de Ribeirão Preto, SP
Ramal de Ribeirão Preto - km 76,664 (1960)   SP-2263
Altitude: 520 m   Inauguração: 01.05.1928
Uso atual: sede do sindicato da SPM   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1928
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Ribeirão Preto, da São Paulo-Minas, foi inaugurado em 1928, pelos novos proprietários da linha, a Usina Metalúrgica Epitácio Pessoa, para transportar minérios entre Ribeirão Preto e Minas Gerais. O ramal se encontrava com a linha-tronco em Serrinha (depois Ipaúna). Em 1930, a usina faliu e a ferrovia foi desativada. Embora o tronco tenha sido reativado em 1934, o ramal somente o foi em 1944. Entre 1961 e 1964, o ramal foi cortado em dois pela variante Bento Quirino-Entroncamento, da Mogiana, e o trecho entre Ribeirão Preto e Evangelina foi desativado. O ramal passou a sair de Evangelina, agora uma estação nova na linha nova da Mogiana. Em 1968, a linha da SPM entre Bento Quirino e Ipaúna foi suprimida e o ramal passou a integrar a linha principal, administrada agora pela Mogiana. Em 1971, a Fepasa incorporou a linha, e extinguiu seus trens de passageiros em 1976. A linha ficou ativa para cargas até os anos 90, quando foi abandonada. Em fins de 2000, o trecho inicial entre Evangelina e Biagípolis foi reativado para cargas, mas o resto continua no mais completo abandono.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Ribeirão Preto da E. F. São Paulo-Minas foi inaugurada em 1928, para servir de ponto de chegada do chamado ramal de Ribeirão Preto, que passou a sair da estação de Serrinha (depois Ipaúna), para unir o tronco original da São Paulo-Minas a Ribeirão Preto. O ramal funcionou por pouquíssimo tempo, pois, em 1930, teve seu tráfego suspenso, por problemas
financeiros da companhia. Somente em 1944 é que o ramal foi reativado, depois de uma reforma e com o tempo o trecho Ribeirão-S. Sebastião do Paraíso acabou por se tornar o mais

ACIMA: Estação de Ribeirão Preto da SPM. Anos 1950? (Acervo Rodrigo Flores; autor desconhecido).
rentável da ferrovia. Em 1964, com a supressão do trecho do ramal entre esta estação e Evangelina, as locomotivas passaram a seguir pelo desvio que levava à estação de Ribeirão-velha, daí seguindo para Barracão, Ribeirão-nova e daí pela linha-tronco da Mogiana. A estação ainda funcionou até cerca de 1970, quando a Mogiana já administrava a SPM. Quando a Fepasa chegou, a estação já estava desativada. Hoje, ela fica na rua Marquês de Pombal, 103, e todo o pátio de manobras foi vendido à Embratel pela Prefeitura, que era a dona do terreno, cedido pela Fepasa. A Embratel construiu ali a sua central de "call-center" e a velha estação ficou praticamente envolvida pelo prédio. CLIQUE AQUI PARA VER O ÍNDICE DAS ESTAÇÕES DA SPM EM VÁRIAS ÉPOCAS
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Rodrigo Flores; E. F. São Paulo-Minas: Relatórios anuais, 1960-68; Mogiana: Relatórios anuais, 1968-1970; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Antiga plataforma, hoje oficina "nos fundos" (abril de 2000). Foto Ralph M. Giesbrecht

Antiga plataforma, hoje oficina "nos fundos" (abril de 2000). Foto Ralph M. Giesbrecht

Fachada da estação, em 26/01/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 11/2010, já muito descaracterizada em relação a 2000. Foto Rodrigo Flores

A estação em 11/2010, já muito descaracterizada em relação a 2000. Foto Rodrigo Flores

A estação em 11/2010, já muito descaracterizada em relação a 2000. Foto Rodrigo Flores

A estação em 25/12/2014. Foto Rodrigo Flores
   
     
Atualização: 25.01.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.