A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Chave do Barão
Rio das Pedras
Piracicaba
...

seção Ituana - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2004
...
 
Cia. Ytuana (1876-1892)
Cia. União Sorocabana e Ytuana (1892-1907)
Sorocabana Railway (1907-1919)
E. F. Sorocabana (1919-1971)
FEPASA (1971-1984)
RIO DAS PEDRAS
Município de Rio das Pedras, SP
Ramal de Piracicaba - km 221,003 (1960)   SP-1447
Altitude: 613 m   Inauguração: 10.10.1876
Uso atual: demolida em 1984   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1899 (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Piracicaba foi construído pela Cia. Ituana a partir de 1873, partindo da estação de Itaici, na linha, também da Ituana, entre Jundiaí e Itu. Em 1892, houve a fusão com a Sorocabana, formando a Cia. União Sorocabana e Ytuana (CUSY). Em 1893 o ramal chegou a São Pedro, ponto terminal, 58 km à frente de Piracicaba, onde havia chegado em 1877. A Ituana foi definitivamente incorporada pela Sorocabana em 1905, com a compra da CUSY pelo grupo americano de Percival Farquar. O ramal - algumas vezes chamado também de ramal de São Pedro - teve o trecho final, entre Piracicaba e São Pedro, suprimido para trens de passageiros em 1966 e seus trilhos foram retirados em 1980. Até esta época, ainda seguiam cargas para a Usina Costa Pinto e para a Dedini. O tráfego de passageiros entre Itaici e Piracicaba acabou em 15/2/1977, último dia de circulação e cinco dias antes do centenário da linha, enquanto trens de carga continuaram trafegando cada vez menos até meados dos anos 1980. Por volta de 1990, os trilhos, já abandonados, foram retirados pela agora FEPASA.
 
A ESTAÇÃO: Diz a lenda que o local que hoje abriga a cidade pertencia no início do século XIX a um sitiante de nome Pedro, que tinha várias filhas. Isto fez com que o local fosse conhecido como "pouso do rio das Pêdras", por causa das filhas de Pedro e do riacho que circundava a propriedade. Será verdade? Quando a ferrovia chegou, já havia ali um povoado, que tinha o nome de Rio das Pedras (já pronunciado com o "e" aberto) e o empreiteiro da

ACIMA: Porblemas com a Ytuana na estação de Rio das Pedras (A Provincia de S. Paulo, 25/9/1880).
ferrovia, Antonio Garcia Prates, adotou o nome na estação ali inaugurada em 1876, A estação de Rio das Pedras foi inaugurada em 1876. Em 1899, o prédio foi totalmente reconstruído. O descaso histórico do ramal pela própria Sorocabana foi retratado na edição de 2 de outubro de 1945 pelo jornal Folha da Manhã: "É grande a falta de transporte que se faz sentir neste município, principalmente por parte da Estrada de Ferro Sorocabana. A demora de vagões obriga os interessados a ambarcar suas mercadorias na estação de Taquaral, da Companhia Paulista, distante sete quilômetros desta cidade". 85 anos mais tarde, em

ACIMA: De Capivari (à direita), a linha atravessa o município de Rio das Pedras passando praticamente pelo centro da cidade, saindo no município de Piracicaba (à direita). O mapa é mais ou menos de 1955. Depois disso, a parte de Capivari mais próxima a Rio das Pedras tornou-se Mombuca. Notar as diversas fazendas existentes na época na região de canaviais (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, volume XI, 29/5/1960, p. 87). ABAIXO: "A foto que estou lhe enviando foi tirada por meu pai, Evandro Francisco Martins, riopedrense, da sacada de um casarão que foi da família dele, e depois da família de minha mãe, também riopedrense. Em primeiro plano a entrada da estação. A época é início da década de 1950" (Texto e acervo Maria Eugenia Martins, 8/2009).
1984, a estação foi, infelizmente, demolida. Sobrou somente o prédio do armazém, que ficava ao lado da estação. Situado ao lado da igreja, na praça central da cidade, esse armazém está hoje em mau estado de conservação, servindo como depósito da prefeitura.
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Maria Eugenia Martins; José Pinto Siqueira Jr.; Folha da Manhã, 1945; Museu da Cia. Paulista, Jundiaí; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1958; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Rio das Pedras, c. 1956. Aqui podem se ver os dois prédios, com a estação (depois demolida) em primeiro plano. Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, 1958

Trem de carga em Rio das Pedras, sem data. Acervo Museu da Companhia Paulista, em Jundiaí

A estação em péssimo estado, em 1980. Ao fundo, o armazém. Foto José Pinto Siqueira Jr.

A estação em péssimo estado, em 1980. Ao fundo, o armazém. Foto José Pinto Siqueira Jr.

O armazém que sobrou (02/04/1998). Foto Ralph M. Giesbrecht

O armazém que sobrou (02/04/1998). Foto Ralph M. Giesbrecht
     
Atualização: 04.10.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.