A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Fernando Pedrosa
Angicos
José Martins
...

EFCRN - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Central do Rio Grande do Norte (1933-1950)
RFN (1950-1975)
RFFSA (1975-1996)
ANGICOS
Município de Angicos, RN
Linha tronco da EFCN - km 194 (1960)   RN-3903
Altitude: 109 m   Inauguração: 26.09.1933
Uso atual: em reforma (2009)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1933
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha da E. F. Sampaio Correia foi aberta em 1906 até a estação de Itapassaroca. Posteriormente foi estendida até Taipu (1907), Baixa Verde (1910), Pedra Preta (1913), Itaretama (1918) e finalmente Oscar Nelson e São Rafael (1949). 43 anos para se construir uma linha de apenas 235 km que não ligava a nada. Nos anos 1980, os trens acabaram e nos 1990, os cargueiros. Ficaram somente os trens de subúrbio operados primeiro pela RFFSA e depois pela CBTU e que chegam somente a Ceará-Mirim, a 39 km de Natal. O resto da linha está abandonada.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Angicos foi inaugurada em 1933. As fotos abaixo foram retiradas do vídeo "As 40 horas de Angicos"

Em 1964, choveu bastante na região da cidade de Açu, no RN. Os jomais reportaram o estado de calamidade pública. Açu não tinha trem, mas foi este que salvou a situação e evitou que o desabastecimento total chegasse à região ilhada. Foi um trem da E. F. Sampaio Correia que foi enviado até a estação de Angicos com 26 toneladas de alimentos que saciaram a fome dos inúmeros desabrigados da região de Açu - a rodovia de Angicos a esta cidade foi a primeira a ser recuperada para permitir o envio dos alimentos para lá (resumido de artigo da Folha de S. Paulo, 18/4/1964).

produzido pelo Serviço Cooperativo de Educação do Rio Grande do Norte (SECERN), em 1963. Foi uma experiência acontecida no Rio Grande do Norte, conhecida como "De pé no chão também se aprende a ler e a escrever" onde foram aplicadas as teorias pedagógicas de Paulo Freire. A estação ainda está de pé, sem trilhos. Em 2007 pensava-se em transformar o prédio em casa de cultura.
(Fontes: Wagner Rodrigues; Folha de S. Paulo, 1964; Arco Iris TV; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Angicos em 1963. Cessão Wagner Rodrigues - Imagem Arco Iris TV


A estação de Angicos em 1963. Cessão Wagner Rodrigues - Imagem Arco Iris TV


A estação em 2007. Foto Wagner Rodrigues

A estação em 2007. Foto Wagner Rodrigues
     
Atualização: 16.05.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.