A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Pitombeiras
Taipu
Melancias
...

EFCRN - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Central do R. G. do Norte/Sampaio Correa (1907-1957)
Rede Ferroviária do Nordeste (1957-1975)
RFFSA (1975-1997)
TAIPU
Município de Taipu, RN
Linha tronco da EFCN - km 59 (1960)   RN-3395
Altitude: 41 m   Inauguração: 15.11.1907
Uso atual: desconhecido (2014)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha da E. F. Sampaio Correia foi aberta em 1906 até a estação de Itapassaroca. Posteriormente foi estendida até Taipu (1907), Baixa Verde (1910), Pedra Preta (1913), Itaretama (1918) e finalmente Oscar Nelson e São Rafael (1949). 43 anos para se construir uma linha de apenas 235 km que não ligava a nada. Nos anos 1980, os trens acabaram e nos 1990, os cargueiros. Ficaram somente os trens de subúrbio operados primeiro pela RFFSA e depois pela CBTU e que chegam somente a Ceará-Mirim, a 39 km de Natal. O resto da linha está abandonada.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Taipu foi inaugurada em 1907. Sua inauguração mereceu até uma nota do jornal O Estado de S. Paulo de 16/11/1907, da distante São Paulo. "No dia 15/11/1907, as 12h na estação de Taipu, aguardava a chegada do trem, não só o pessoal técnico da Estrada de Ferro, com uma compacta multidão que prorrompeu em vivas e aclamações a comissão construtora da ferrovia. Foi imensa a alegria e a satisfação que se notou no povo todo pela inauguração da estação de Taipu. As 12h30min foi servido um lanche a todos os convidados. Nessa ocasião o Dr. José Luiz Batista, engenheiro chefe da Comissão de construção da EFCRN, proferindo brilhante discurso, declarou inaugurada a estação do Taipu e agradeceu a presença do governador do estado e a dos demais convidados àquela festa. O Governador Antônio José de Melo e Souza em discurso mostrou-se satisfeito com o que vira e enalteceu os esforços e a competência da comissão construtora da Estrada de Ferro, cujos trabalhos honravam a engenharia brasileira, depois do lanche os convidados percorreram a Vila. O governador esteve na intendência onde foi recebido pelo presidente do governo municipal Manoel Eugênio.As 14h30min o trem dava o sinal de partida.À saída o povo prorrompeu em vivas a comissão, à Taipu etc. (Diário do Natal, 17/11/1907, p. 1).

"A estação de Taipu mede 18,5 metros de comprimento por 13,5 de largura. O edifício é composto de dependência administrativa (duas salas administrativas, sendo uma destinada à bilheteria a outra para escritório e agencia do telegrafo), alojamento de funcionários e armazém anexo. O telhado é composto em duas águas terminado em alpendre sobre o vão central da plataforma. Na parte superior das paredes nas faces leste e oeste há o dístico com o nome do município. Junto à estação localiza-se a plataforma que servia para o embarque e desembarque de passageiros e mercadorias. Sua altura elevada em relação ao nível do terreno permitia o perfeito acesso aos trens. A plataforma da estação de Taipu tinha uma extensão de 34 metros. No ano de 1998 a parte oeste da plataforma foi removida pela prefeitura para asfaltar a rua principal" (João Batista dos Santos, 15/11/2014).

Em 2014, a estação já estava havia mais de dez anos sem tráfego algum de trens, pois a CFN não estava mais operando cargas no Rio Grande do Norte. Foi reformada e estava em boas condições, sem uso conhecido por mim.

ACIMA: Ponte do Umari próxima à estação de Taipu, em 2011 (Foto João Batista dos Santos).

(Fontes: Wagner Rodrigues; Daniel Gentili; João Batista dos Santos; Juscelino Rodrigues; O Estado de S. Paulo, 1907; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Taipu, sem data


A estação de Taipu, sem data


A estação em 1974. Autor e fonte desconhecidas.

A estação em 1996. Foto Juscelino Rodrigues

A estação em 2005. Foto Wagner Rodrigues

A estação em 2005. Foto Wagner Rodrigues

A estação nos anos 2010. Autor desconhecido

A estação em 2012. Foto João Batista dos Santos
     
Atualização: 23.09.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.