A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Taipu
Melancias
João Camara
...

EFCRN - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Central do R. G. do Norte/Sampaio Correa (1919-1957)
Rede Ferroviária do Nordeste (1957-1975)
RFFSA (1975-1997)
MELANCIAS
Município de Poço Branco, RN
Linha tronco da EFCN - km 76 (1960)   RN-4570
Alitude: 105 m   Inauguração: 08.09.1919
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha da E. F. Sampaio Correia foi aberta em 1906 até a estação de Itapassaroca. Posteriormente foi estendida até Taipu (1907), Baixa Verde (1910), Pedra Preta (1913), Itaretama (1918) e finalmente Oscar Nelson e São Rafael (1949). 43 anos para se construir uma linha de apenas 235 km que não ligava a nada. Nos anos 1980, os trens acabaram e nos 1990, os cargueiros. Ficaram somente os trens de subúrbio operados primeiro pela RFFSA e depois pela CBTU e que chegam somente a Ceará-Mirim, a 39 km de Natal. O resto da linha está abandonada.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Melancia foi inaugurada em 1919. "Dona Sebastiana conta que saía do povoado de Cravolândia, a cavalo ou a pé, por volta das 8h da manhã para apanhar o trem na estação das Melancias às 10 h. A estação não deixou saudade apenas em Dona Sebastiana. Sem opções de transporte, quem morava nos distritos da Pouza, Lagoa do Juazeiro, Acauã, Xavier, Serrote, Jerimum, Fazenda Gangorra, Samambaia, Baixos, Contador e Cravo optavam por embarcar no trem na Estação da Melancia. Dona Sebastiana conta que perdeu as contas de quantas vezes fez este percurso, mas confirma que a ida era mais tranquila, através do Trem do Horário, que chegava a Natal por volta das 14 h – se não houvesse atrasos. Já a volta até Cravolândia era feita em outro trem: o Motriz. O retorno durava mais de 5 horas, iniciado por volta das 16h, com chegada a Melancia após as 21h. Assim como do sistema ferroviário potiguar, da Estação da Melancia restam apenas saudades e ruínas que estão entre o Assentamento Melancia e a BR-406" (http://blogdepocobranco.blogspot.com).
(Fontes: Daniel Gentili; http://blogdepocobranco.blogspot.com; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A parada, em ruínas e cheia de mato. http://blogdepocobranco.blogspot.com

     
Atualização: 28.08.2011
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.