A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Sapiranga
Amaral Ribeiro
Araricá
...

Linha de Canela - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
 
João Correa & Irmão (1903-1905)
Cie. Auxiliaire des Chemins de Fer au Brésil (1905-1920)
V. F. Rio Grande do Sul (1920-1963)
AMARAL RIBEIRO
Município de Sapiranga, RS
Linha de Canela - km 63 (1960)   RS-0655
  Inauguração: 15.08.1903
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: c.1925 (já demolido)
 
HISTORICO DA LINHA: A linha de Canela partia da estação de Neustadt (Rio dos Sinos) e foi aberta no trecho entre Neustadt e Taquara em 1903. A linha chegou em Canela, seu ponto terminal, somente em 1922, de onde passou a se trazer a madeira abundante na região. A demora deveu-se à dificuldade de construção do trecho de serra, onde em 48 km de linha se elevava de 30 m em Taquara até 830 em Canela. Em 11/03/1963, foi fechado o tráfego entre Taquara e Canela. No ano seguinte, a 16/11, fechou o trecho Novo Hamburgo-Taquara. Em 31/12/1966, o tráfego foi fechado no trecho restante, Rio dos Sinos-Novo Hamburgo. Em julho de 1967, já não existia mais nenhum sinal da velha linha de Canela.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Amaral Ribeiro foi aberta em 1903. O relatório da VFRGS cita a construção do "edifício para a estação" em 1925. Teria substituído algum anterior ou seria este o primeiro? Seria ela anteriormente uma simples parada? A verdade é que is documentos dão a data de inauguração da estação como 1903, mas o livro de 1907 que descreve as estações do trecho aberto entre Novo Hamburgo e Taquara não cita a estação, nem prédio algum para ela. Os trens foram desativados com a estação e o trecho em 1964. A estação já foi demolida. "Da estação Amaral Ribeiro nem sombra sobrou - hoje existe ali o conteiro central da Av. 20 de Setembro" (Heinrich Theodor Frank, 13/11/2009).
(Fontes: Heinrich Theodor Frank, 2009; Germano Oscar Moehlecke: Contribuição para a história da primeira ferrovia do Rio Grande do Sul, 2002; Revista Ferroviária, 08/2000; IPHAE: Patrimônio Ferroviário do Rio Grande do Sul, 2002; VFRGS: Relatórios oficiais, 1920-68; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-79; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Pessoas na plataforma da estação de Amaral Ribeiro, sem data. Foto do livro Estrada de Ferro - Contribuição para a história da primeira ferrovia do Rio Grande do Sul, de Germano Oscar Moehlecke.
 
     
     
Atualização: 09.01.2010
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.